Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/19156
Title: Perfil Etnobotânico e Atividade Antioxidante de Cleome spinosa (Brassicacea) e Pavonia varians (Malvaceae)
Authors: Leal, R. de S.
Maciel, M. A. M.
Dantas, T. N. C.
Melo, M. D.
Pissinate, K.
Echevarria, A.
Affilliation: Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Departamento de Química. Natal, RN, Brasil / Universidade Potiguar. Área da Saúde. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Departamento de Química. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Departamento de Química. Natal, RN, Brasil.
Universidade Potiguar. Área da Saúde. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Exatas. Departamento de Química. Seropédica, RJ, Brasil.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Instituto de Ciências Exatas. Departamento de Química. Seropédica, RJ, Brasil.
Abstract: A família Malvaceae, constituída por mais de 100 gêneros, totaliza 2500 espécies. Dentre os gêneros destacam-se: Hibiscus (300), Sida (200) e Pavonia (150). No Brasil, as folhas da espécie Pavonia varians são utilizadas para combater infecções do aparelho digestivo, bem como inflamações de boca e garganta, tendo sido comprovado que este gênero é rico em alcalóides e saponinas. Atualmente, a família Brassicaceae, compreende aproximadamente 4000 espécies distribuídas em 400 gêneros, tendo resultado em função da fusão com a família Capparaceae, em um aumento significativo. Como exemplo, destaca-se a espécie medicinal Cleome spinosa Jacq. (rica em flavonóides) classificada até recentemente, como pertencente à família Capparaceae, tendo sido confirmado que pertence à família Brassicaceae. A atividade antioxidante dos extratos hidroalcoólicos de Pavonia varians (PV) e Cleome spinosa (CS) solubilizados em DMSO e MeOH (respectivamente), bem como em sistemas microemulsionados (SME), foi avaliada frente ao radical livre DPPH. Dois diferentes tipos de sistemas SME foram utilizados contendo uma mistura dos tensoativos Tween 80 e Span 20 (3:1), miristato de isopropila (IPM) como fase orgânica e água bidestilada (sistema SME-4, isento de cotensoativo) e ainda, adição de etanol como cotensoativo, para o sistema SME-1. Comparativamente, evidenciou-se para ambas as espécie Pavonia varians [CE50 = 114 μg/mL (SME-1) e 246 μg/mL (SME-4)] e Cleome spinosa [CE50: 224 μg/mL (SME-1) e CE50: 248 μg/mL (SME-4)], melhor eficácia para o sistema SME-1. A atividade antioxidante do extrato de P. varians foi significativo em ambos os sistemas SME-1 e SME-4, sendo duas vezes melhor para o sistema SME-1. Em relação aos sistemas encapsuladores SME-1 e SME-4 não foi observada interferência significativa destes sistemas, nos resultados observados para a atividade antioxidante de P. varians e C. spinosa. 
Abstract: The family Malvaceae includes some 2500 species, owing over 100 genera, in which Hibiscus (300), Sida (200) and Pavonia (150) are the largest ones. The latter showed to be rich in alkaloids and saponines constituints. Leaves of the specie Pavonia varians are used to treat infections diseases in Brazil. The fusion of the families Brassicacea and Capparaceae resulted in 4000 species including 400 genera. That may be exemplified by the species Cleome spinosa Jacq. (rich source of fwlavonoids), that was previously classified as Capparaceae and being sited now as Brassicaceae. The antioxidant activity of the polar extracts of both Pavonia varians (PV) and Cleome spinosa (CS) were evaluated in DPPH-method. The antioxidant potential of those extracts was also evaluated in microemultions systems (SME), as a medium to improve the dissolution parameters for testing those plants extracts. SME were performed by using a mixture of Tween 80 and Span 20 (3:1) as surfactant, isopropyl myristate as oil phase, and bi-distilled water consisting on two distinct compositions (SME-1 and SME-4). Ethanol was included as cosurfactant to one of these systems (SME-1); the other was maintained ethanol-free (SME-4). The microemulsions systems assayed do not caused any significant interference in the antioxidant activity results evidenced for Pavonia varians [CE50 = 114 µg/mL (SME-1) e 246 µg/mL (SME-4)] e Cleome spinosa [CE50: 224 µg/mL (SME-1) e CE50: 248 µg/mL (SME-4)], being P. varians more effective in SME-1.
Keywords: Cleome Spinosa
Pavonia Varians
Ethnobotany
keywords: Cleome spinosa
Pavonia Varians
Etnobotânica
Atividade Antioxidante
Issue Date: 2013
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: LEAL, R. de S. et al. Perfil Etnobotânico e Atividade Antioxidante de Cleome spinosa (Brassicacea) e Pavonia varians (Malvaceae). Revista Fitos, [S.l.], v. 3, n. 03, p. 25-31, 2013.
ISSN: 2446-4962
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 3 - Número 3

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2.pdf237.92 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.