Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/1934
Title: A rede de causalidade da insegurança alimentar e nutricional de comunidades quilombolas com a construção da rodovia BR-163, Pará, Brasil
Other Titles: The causality of nutrition and food insecurity of quilombola communities with the construction of the BR-163, highway, Pará, Brazil
Authors: Silva, Denise Oliveira e
Guerrero, Ana Felisa Hurtado
Guerrero, Camilo Hurtado
Toledo, Luciano Medeiros de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Diretoria Regional de Brasília. Brasília, DF, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Leônidas Maria Deane. Manaus, AM, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Diretoria Regional de Brasília. Brasília, DF, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Objetivo Trata-se da descrição de resultados baseados na elaboração de um modelo de determinação causal de forma participativa e abrangente, realizada em seis comunidades quilombolas no município de Santarém, no Estado do Pará, sobre a rede de causalidade da insegurança alimentar e nutricional com a abertura da Rodovia BR-163. Métodos O processo investigativo utilizou métodos de abordagem sócio-antropológica tendo como base o desenvolvimento de um modelo de causalidade construído por meio da realização de grupos focais com representantes da comunidade. Resultados Os resultados do estudo demonstraram que a utilização de abordagens participativas estimula a auto-estima da comunidade e o empoderamento sobre os fatores que determinam seus problemas. O modelo causal construído revela que a insegurança alimentar e nutricional, para as comunidades, estabelece que fatores históricos relacionados à posse da terra e ao seu uso atual baseado em práticas predatórias, são os aspectos fundamentais na compreensão da rede de determinação causal da insegurança alimentar e nutricional. Conclusão O racismo e suas nuances sociais têm contribuído para a invisibilidade social dessas comunidades nas políticas públicas brasileiras. As comunidades quilombolas se consideram em insegurança alimentar e nutricional e indicam que a abertura da Rodovia BR-163 pode ser uma ameaça ao etno-desenvolvimento sustentável na região. E referem que o desenvolvimento econômico esperado com a abertura desta rodovia, se não for realizado com base na participação da comunidade, pode aumentar a fome, a miséria e o racismo.
Abstract: Objective This work describes results based on the participative and encompassing development of a model of causal determination done in six quilombola communities of Santarém, Pará State, regarding the causality of food and nutrition insecurity with the construction of the BR-163 highway. Methods The research process used socio-anthropological approach methods based on the development of a causality model constructed by forming focal groups with community representatives. Result The results of the study show that the use of participative approaches stimulates the community’s self-esteem and takes control of the factors that determine its problems. The causal model reveals that, for the communities, nutrition and food insecurity establish that historical factors associated with land ownership and current use based on predatory practices are essential to understand the causal determination of food and nutrition insecurity. Conclusion Racism and its social nuances have contributed for the social invisibility of these communities in public Brazilian policies. The quilombola communities consider themselves in a state of nutritional and food insecurity and indicate that the construction of the BR-163 highway can be a threat to the sustainable ethnic development in the region. They also state that the economic development expected with the construction of this highway can increase hunger, poverty and racism if the communities do not participate.
Keywords: Anthropology, cultural
African continental ancestry group
Food insecurity
Social perception
Qualitative research
keywords: Antropologia cultural
Grupo com ancestrais do continente africano
Insegurança alimentar
Percepção social
Pesquisa qualitativa
Issue Date: 2008
Citation: SILVA, Denise Oliveira e et al. A rede de causalidade da insegurança alimentar e nutricional de comunidades quilombolas com a construção da rodovia BR-163, Pará, Brasil. Revista de Nutrição, v. 21, supl., p. 83S-98S, jul./ago. 2008.
DOI: 10.1590/S1415-52732008000700008
ISSN: 1415-5273
Copyright: open access
Appears in Collections:BSB - Artigos de Periódicos
ENSP - Artigos de Periódicos
AM - ILMD - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A rede de causalidade da insegurança.pdf244.42 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.