Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/19541
Title: Análise dos eventos de invasão triatomínica no estado de Tocantins, Brasil
Advisor: Diotaiuti, Liléia Gonçalves
Members of the board: Diotaiuti
Gonçalves, Rodrigo Gurgel
Ferraz, Marcela Lencine
Authors: Brito, Raíssa Nogueira de
Coadvisor: Souza, Rita de Cássia Moreira de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil.
Abstract: No estado de Tocantins, Brasil coexiste dois cenários eco-epidemiológicos relacionados à transmissão vetorial do Trypanosoma cruzi , agente etiológico da doença de Chagas (DC): 1) transmissão endêmica vetorial clássica a partir de triatomíneos que colonizam o ambiente artificial e 2) invasão domiciliar por vetores silvestres, sem colonização, expondo a população ao risco de infecção. Dessa forma, é de extrema importância demonstrar o risco de transmissão do T. cruzi em áreas onde o clássico controle vetorial não é eficaz em impedir a invasão domiciliar por triatomíneos. Diante disso, o principal objetivo deste estudo foi avaliar a invasão domiciliar por triatomíneos no estado de Tocantins, identificando as principais espécies envolvidas, índices de infecção pelo T. cruzi , bem como a relação entre focos de infestação por vetores não domiciliados e características ambientais. Para isso, o estudo parte da base de dados correspondente a nove anos (2005 a 2013) de notificaç ão de triatomíneos em residências do estado, seguida de Modelagem Ecológica (ME). No período, foram notificados 30.773 triatomíneos, totalizando 14 espécies autóctones entre vetores domiciliados e não domiciliados. Triatoma sordida demonstrou maior índice de colonização no intra (41%) e peridomicílio (96%) e menor taxa de infecção natural (1,6%). Dentre os vetores não domiciliados Rhodnius pictipes foi a espécie mais notificada (4.624), seguida por Pantrongylus geniculatus (2.889) , Rhodnius neglectus (2.433) , Triatoma costalimai (816) e Rhodnius robustus (783), todos com relevantes taxas de infecção natural e potencial de colonização intradomiciliar, exceto R. robustus. A região norte de Tocantins apresentou maior número de vetores não domiciliados nas residências. Em números absolutos, fêmeas de Rhodnius invadiram mais os domicílios em relação aos machos. De forma geral, a ME estimou mais invasões domiciliares por R. pictipes, R. robustus, R. neglectus e P. geniculatus em municípios com temperaturas mais amenas; em áreas fortemente “antropizadas” foi predito menos invasões, exceto para R. robustus . Mais invasões por R. pictipes podem ocorrer em municípios Amazônicos . Em municípios mais úmidos foi predito menos invasões por R. pictipes e R. robustus. Os resultados da ME ajudaram a explicar a variação das invasões domiciliares nos municípios do estado. A análise de dados combinados do Clima, Paisagem, Região e vetores, auxilia na predição/estratificação de risco de DC na ausência de colonização intradomiciliar por triatomíneos. Além disso, ab re possibilidades adicionais para melhorar a vigilância epidemiológica nestas áreas.
Abstract: In the state of Tocantins, Brazil, coexists two eco-epidemiological settings related to the vectorial transmission of Trypanosoma cruzi , the causative agent of Chagas disease (CD): (1) Transmission by domiciliated triatomines that colonize the artificial environment and (2) house invasion by sylvatic vectors that expose the popu lation to the risk of infection. The traditional chemical control against triatomines is not effe ctive to prevent house invasion by vectors. In practice, it is crucial to demonstr ate the risk of transmission of T. cruzi in areas where the classical vector control is not effective. In this regard, the aim of this study was to evaluate the home invasion by triatomines in the state of To cantins, identifying the ma in species involved, the infected rates by T. cruzi , as well as the relationship between the infestation by sylvatic triatomines and environmental characteristics. The study used 1) the nine-year database (2005- 2013) of triatomine home notifications from the state of Tocantins and 2) Ecological Modeling (EM) analysis. Throughout these years 30.773 triatomines were reported, totaling 14 native species. Some of these are able to establish co lonies in households or invade the artificial environment without colonizing. Triatoma sordida showed higher colonization rate in intradomicile (41%) and peridomicile (96%) and lower natural infection rate (1,6%). Among the non-domiciliated triatomines Rhondius pictipes was the most frequently reported species (4.624), followed by Pantrongylus geniculatus (2.889), Rhodnius neglectus (2.433), Triatoma costalimai (816) and Rhodnius robustus (783), all presenting relevant natural infection rates. These species presented potential intradomiciliary colonization, except R. robustus . The northern region had the greatest number of sylvatic triatomines in domiciles. Rhodnius female were collected more frequently in households than males. Overall, EM predicted more house invasion by R. pictipes, R. robustus, R. neglectus e P. geniculatus in municipalities with lower temperature range; the predicted numbers of house-invading vectors decreased with more heavily-disturbed land. Landscape had not effect only on R. robustus invasion. Amazonian biome presented positive effects on the municipality numbers of R. pictipes house-invading . Rainfall had a measurable negative effect only on R. pictipes and R. robustus. These results may help understand the variation of house invasion by non-domicilia ted triatomines in Tocantins. The combined vector/climates/landscape/regional data anal ysis help establish Chagas disease risk prediction/stratification when house-colonizing vectors are absent, thus opening additional possibilities to improve the epidemiological surveillance in these areas.
keywords: Doença de chagas
Triatomina
DeCS: Doença de Chagas
Trypanosoma cruzi
Triatomina
Issue Date: 2015
Citation: BRITO, Raíssa Nogueira. Análise dos eventos de invasão triatomínica no estado de Tocantins, Brasil. 2015. 139 f. Dissertação (Mestrado em Ciencias da Saude concentração em Doenças Infecciosas e Parasitarias)-Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Programa de Pós - Graduação em Ciências da Saúde. Belo Horizonte. 2015
Date of defense: 2015
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - PPGCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_DIP_RaíssaNogueiraBrito.pdf2.96 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.