Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/20226
Title: RADIS - Número 41 - Janeiro
Responsible Institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca
Abstract: Transformar ciência, tecnologia e inovação científica em políticas prioritárias de Estado e fazer da educação o alicerce do desenvolvimento e da soberania do país. Esta a tônica dos discursos na 3ª Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação. A assimetria no domínio de conhecimento e investimentos foi destacada tanto entre os países quanto entre as regiões brasileiras. Moisés Goldbaum, secretário de C&T do Ministério da Saúde, afirma que só 10% dos recursos de pesquisas em saúde se destinam a resolver os problemas que atingem 90% da população. Em entrevista exclusiva ao repórter Wagner Vasconcelos, Alan MacDiarmid, Nobel de Química, defende fontes renováveis de energia, o estímulo à curiosidade das crianças e ampla divulgação do conhecimento científico para que a população tome decisões e faça escolhas. Resgatando o perfil da nossa extinta revista Dados, a segunda matéria da série 25 Anos de Aids mostra e analisa os números da epidemia recém-divulgados pelo Ministério da Saúde. Fica claro que a doença cresce hoje, principalmente, nos setores com os piores índices socioeconômicos. Na seção Cartas, o radialista Ubirajara, da Bahia, diz que atua como multiplicador das matérias do RADIS e a militante da saúde Irene, de Curitiba, que nos chama simpaticamente de “colegas do SUS”, pede: “Não desistam”. Fiquem tranqüilos, com 55% dos brasileiros nunca tendo usado um computador e 68% sem nenhum acesso à internet, e enquanto for mais prático e agradável folhear uma revista com boa programação visual, continuaremos tentando oferecer nestas páginas o melhor conteúdo possível sobre saúde. Para quem usa a internet, uma curiosidade: usuários do Orkut criaram uma comunidade virtual chamada RADIS em que os leitores da revista se encontram e trocam idéias. Recente decisão do Congresso pode representar grande retrocesso na consensual Reforma Agrária. Parecer de deputado ruralista aprovado na CPMI da Terra, em novembro, julga “crime hediondo” e “ato terrorista” os processos de ocupação de terra no país, desconsiderando todo o trabalho sério do relator da comissão, que ouviu 125 depoimentos e analisou 75 mil páginas de documentos para formular propostas que reduzam a violência no campo, onde 50% das terras estão nas mãos de 1% da população. Uma última notícia: acaba de ser proibida a manipulação genética por agricultores nos próximos cinco anos, porque ainda não se conhecem os efeitos dos transgênicos na natureza... na Suíça. Confira na seção Súmula. E um excelente 2006! Rogério Lannes Rocha Coordenador do RADIS
Issue Date: 2006
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz/ENSP
Citation: RADIS: Comunicação e Saúde. Rio de Janeiro: FIOCRUZ/ENSP, n. 41, jan. 2006. 20 p. Mensal.
Copyright: open access
Appears in Collections:RADIS - Comunicação e Saúde - 2006

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Janeiro_41.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.