Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/20360
Title: RADIS: Comunicação e Saúde, número 166, julho
Responsible Institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca
Abstract: Seria reconfortante falarmos apenas de promoção da saúde, avanços na qualidade de vida da população brasileira. Ao contrário, o cenário revela a deterioração de condições de vida, economia popular, ordem democrática, valores éticos, saúde e educação. Cresce a violência contra mulheres, homossexuais, indígenas. O governo interino amplia a redução de verbas e o desmonte das estruturas públicas e do aparato legal voltados à garantia dos direitos inscritos na Constituição, processo que já ocorria por iniciativa do governo anterior e do Congresso Nacional, o mais conservador desde a redemocratização. Há, na sociedade, momentos de engajamento contra ou a favor do impeachment, patrocinado por empresários, mídia e segmentos dos três poderes, e executado nos moldes de um parlamentarismo — em contraposição aos pressupostos do regime presidencialista vigente —, o que reforça a interpretação de golpe. No entanto, o processo mais abrangente de regressão civilizacional no país transcorre à revelia de grande parte da sociedade, que o assiste inerte, desinformada ou cúmplice.  Em um inverno marcado por muito frio e uma tempestade de más notícias, o que aquece o ânimo de quem defende a saúde e a vida são as reações heroicas de movimentos de mulheres, indígenas, estudantes e trabalhadores em defesa dos direitos de todos. Tempos de resistência. Uma comunicação verdadeiramente pública deve ir além dos interesses de mercado e expor ao debate a realidade no mundo do trabalho, no âmbito das políticas públicas, das relações de classe, étnicas, de gênero. A repórter Elisa Batalha volta à questão do acolhimento às mulheres vítimas de violência sexual pelo sistema de saúde e o aparato policial, jurídico e assistencial. Impulsionada pela barbárie dos estupros coletivos denunciados e noticiados no mês de maio, uma vigorosa reação das mulheres, notadamente jovens feministas, coloca o dedo na chaga do machismo e das leis — as atuais, que desprotegem as mulheres, e aquelas em tramitação, ainda mais retrógradas. É grave a percepção de que há na sociedade uma cultura do estupro, que implicitamente acoberta a violência contra mulheres e culpabiliza as vítimas. Para mostrar experiência absolutamente criativa e bem-sucedida de prevenção contra o mosquito Aedes aegypti, o repórter Luiz Felipe Stevanim foi à cidade de Pedra Branca, no Ceará. Equipes da prefeitura e a população, utilizando uma minúscula piaba de rio que se alimenta de larvas do mosquito, conseguiram a proeza de não ter um único caso de dengue transmitida dentro do município nos últimos dez anos. Zika e chikungunya nem chegaram por lá. O desafio agora é adotar uma estratégia semelhante na vizinha Tauá, cidade que detém o sexto maior índice de infestação do mosquito no estado.  Comemoramos a manutenção dos agentes de saúde nas equipes de Saúde da Família, resultado da mobilização dos trabalhadores. E registramos a revolta dos movimentos sindicais e da saúde coletiva contra a desvinculação de receitas constitucionais e os retrocessos na educação e na saúde, e contra a supressão de direitos nas relações trabalhistas, previdência e assistência social. Por fim, destacamos a bela lição que nos dão jovens estudantes que ocuparam e cuidaram de suas escolas em vários estados, resignificando-as e enchendo-as de vida, em apoio a professores e na luta por uma educação pública de qualidade. Os velhos de Brasília não são eternos... há esperança na política.
keywords: Violência contra a Mulher
Delitos Sexuais
Sistema Único de Saúde
Dengue
Estupro
Acolhimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual
Aedes aegypti
DeCS: Violência contra a Mulher
Delitos Sexuais
Sistema Único de Saúde
Dengue
Issue Date: 2016
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz/ENSP
Citation: RADIS: Comunicação e Saúde. Rio de Janeiro: FIOCRUZ/ENSP, n.166, jul. 2016. 36 p.
Copyright: open access
Appears in Collections:RADIS - Comunicação e Saúde - 2016

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_Julho_166.pdf9.22 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.