Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/20757
Title: Acurácia e confiabilidade de três regras de predição clínica para o diagnóstico de faringoamigdalite estrptocócica, Rio de Janeiro, Brasil
Advisor: Passos, Sônia Regina Lambert
Andrade, Carlos Augusto Ferreira de
Authors: Orofino, Dulce Helena Gonçalves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: Diagnosticar corretamente as faringoamigdalites causadas pelo Streptococcus pyogenes é importante particularmente para prevenção das sequelas não supurativas como a febre reumática e para evitar o uso indevido de antibióticos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza que sejam valorizados achados clínicos sugestivos de etiologia bacteriana, já que em muitos países não é possível a execução de testes microbiológicos de confirmação. É justamente nesses países que se concentra a maior quantidade de pacientes com cardiopatias reumáticas. Os objetivos desta pesquisa são avaliar a acurácia e confiabilidade interobservador de critérios clínicos para predição de faringoamigdalite estreptocócica, avaliar a acurácia de três regras de predição clínica previamente propostas e comparar com o teste rápido microbiológico.Trata-se de um estudo seccional diagnóstico mascarado, com uma parte da amostra sendo avaliada de forma independente por dois examinadores que preencheram uma ficha em que constavam um conjunto de sinais e sintomas clínicos relevantes para o diagnóstico de faringoamigdalite estreptocócica. A amostra total de 120 indivíduos foi selecionada a partir de pacientes de dois a 15 anos que procuraram atendimento em duas unidades pediátricas por \201Cdor de garganta\201D no período de junho de 2010 a junho de 2011 Os pacientes foram submetidos ao teste rápido de detecção de antígenos estreptocócicos e a cultura de material de amígdalas e parede posterior da faringe (padrão de referência para diagnosticar os verdadeiros doentes). Para o estudo de confiabilidade entre entrevistadores foi calculado o índice kappa simples com intervalo de confiança (IC) de 95% para cada sinal e sintoma utilizado nas três regras testadas em uma amostra de 79 pacientes. Os escores clínicos preditivos avaliados no estudo foram os propostos pela OMS, o de \201CAbu Reesh\201D e o de Steinhoff. Para cada um deles foram estimados parâmetros de acurácia (sensibilidade, especificidade, valores preditivos, razões de verossimilhança e razão de chances diagnóstica-OR).A média de idade da amostra foi de 7,5 anos (DP=4,1). A prevalência de cultura positiva entre os pacientes com idade menor de cinco anos foi de 8,6% e entre os com idade maior ou igual a cinco anos foi de 28,9%.A regra que apresentou melhor sensibilidade foi a de Abu Resh (87,5%) enquanto a da OMS foi mais específica: 82,6%. A regra de Abu Reesh foi a que melhor discriminou os verdadeiros doentes (OR=3,3). O teste rápido mostrou sensibilidade de 84,6% e especificidade de 74,2%. O índice kappa (k) de rash cutâneo foi perfeito, os de exsudato purulento e coriza foram substanciais, e o de adenomegalia cervical anterior foi moderado.O índice kappa das regras foi (OMS), (Abu Reesh), S1 e S2.A utilização rotineira do teste rápido melhorará a acurácia do diagnóstico etiológico das faringoamigdalites permitindo diminuir o uso indiscriminado de antibiótico sem expor os pacientes ao risco de desenvolvimento de febre reumática
Abstract: There are few validation studies of clinical prediction rules for the diagnosis of streptococcal pharyngitis in developing countries, with high prevalence of rheumatic fever and scarce laboratory resources. This is a blinded diagnostic cross-sectional study. Patients aged from 2 to 15 years and complaining of \201Csore throat\201D were included in this study. Data on history and physical examination were collected. Oropharyngeal swab culture was the reference standard to identify truly positive individuals and to estimate the following: sensitivity; specificity, positive and negative predictive values (PPV and NPV, respectively); positive and negative likelihood ratios (PLR and NLR, respectively); and diagnostic odds ratio (OR) with respective 95% confidence intervals (95% CI) for the World Health Organization (WHO) clinical decision rule, the Abu Reesh clinical decision rule, and the Steinhoff clinical decision rule considering one and two variables (S1 and S2). In addition, accuracy of the rapid test and the reliability of the clinical criteria of those rules were assessed.The total sample comprised 120 patients. The Abu Reesh rule showed the highest sensitivity (85.2%) as compared with 48.2% (S2), 44.4% (S1), and 44.4% (WHO). The WHO rule showed the highest specificity (80.8%) as compared with 69.8% (S2), 51.2% (S1), and 29% (Abu Reesh). The rapid test had sensitivity of 84.6% and specificity of 74.2%. The kappa index of the variable skin rash was perfect, that of rhinitis was almost perfect, that of purulent exudate was substantial, and that of anterior cervical lymph node enlargement was moderate The Abu Reesh clinical prediction rule had the highest sensitivity, which would result in a smaller number of patients with positive culture and no antibiotic treatment. The rapid test showed greater accuracy than any of the three clinical decision rules tested. The reliability of the criteria of those rules ranged from moderate to perfect, indicating the need for better training of clinicians in obtaining the data of medical history and physical examination of those rules
DeCS: Estudos de Validação
Sensibilidade e Especificidade
Reprodutibilidade dos Testes
Faringite
Febre Reumática
Issue Date: 2011
Citation: DHG . Acurácia e confiabilidade de três regras de predição clínica para o diagnóstico de fa ringoamigdal ite estrptocócica. 2011. 62f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, RJ, 2011
Date of defense: 2011
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas
Program: Programa Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dulce_orofino_ini_mest_2011.pdf1.58 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.