Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/20877
Title: Tuberculose e parasitismo intestinal em população indígena na Amazônia brasileira
Other Titles: Tuberculosis and intestinal parasitism among indigenous people in the Brazilian Amazon region
Authors: Bóia, Márcio Neves
Costa, Filipe Anibal Carvalho
Sodré, Fernando Campos
Porras-Pedroza, Beatriz Elena
Faria, Eduardo César
Magalhães, Gustavo Albino Pinto
Silva, Iran Mendonça da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Doenças Parasitárias. Rio de Janeiro, RJ. Brasil / Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Medicina Interna. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Sistemática Bioquímica. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Universidade Federal Fluminense. Departamento de Patologia. Niterói, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Curso de Pós-graduação em Medicina Tropical. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Curso de Pós-graduação em Medicina Tropical. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Medicina Interna. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Curso de Pós-graduação em Medicina Tropical. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Curso de Pós-graduação em Medicina Tropical. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Abstract: O objetivo do estudo foi estimar as freqüências de tuberculose e parasitoses intestinais na em comunidades indígenas da localidade de Iauareté (AM), em 2001. Estudo transversal (n=333) visando à obtenção de dados demográficos e amostras biológicas para exames de escarro e fezes. Dentre os 43 sintomáticos respiratórios, seis foram positivos na pesquisa de bacilos álcool–ácido resistentes no escarro. As parasitoses intestinais apresentaram freqüência significativamente maior entre a população Hüpda do que entre os índios que habitam os demais bairros (37,5% vs. 19,3% para Ascaris lumbricoides, 32,4% vs. 16,3% para Trichuris trichiura, 75% vs. 19,3% para ancilostomídeos, 75% vs. 35,4% para Entamoeba histolytica⁄dispar e 33,3% vs. 10,7% para Giardia lamblia). Conclui-se que a tuberculose e o parasitismo intestinal são freqüentes nessas comunidades, exigindo medidas de controle e melhorias na assistência à saúde.
Abstract: The objective of the survey was to estimate the frequencies of tuberculosis and intestinal parasitosis in indigenous communities at the locality of Iauareté, Northern Brazil, in 2001. This was a cross-sectional survey (n=333) aimed at obtaining demographic data and biological samples for sputum and feces examinations. Among the 43 individuals with respiratory symptoms, six presented alcohol/acid-fast bacilli in sputum. Intestinal parasitosis was significantly more frequent among the Hüpda population than among the Indians living in other districts (37.5% vs. 19.3% for Ascaris lumbricoides, 32.4% vs. 16.3% for Trichuris trichiura, 75% vs. 19.3% for hookworms, 75% vs. 35.4% for Entamoeba histolytica⁄dispar and 33.3% vs. 10.7% for Giardia lamblia). It is concluded that tuberculosis and intestinal parasitism are frequent in these communities, thus requiring control measures and better medical care.
Keywords: Indigenous Population
Tuberculosis
epidemiology
Parasitic diseases
Cross-Sectional Studies.
Brazil
keywords: População indígena
Tuberculose
Epidemiologia
Doenças Parasitárias
Estudos Transversais
Brasil
Issue Date: 2009
Publisher: Universidade de São Paulo
Citation: BÓIA, Márcio Neves; et al. Tuberculose e parasitismo intestinal em população indígena na Amazônia brasileira. Rev. Saúde Pública, v.43, n.1, p.178-178, 2009.
ISSN: 0034-8910
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
marcio_boia_etal_IOC_2009.pdf617.68 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.