Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/21027
Title: Ecologia de flebotomíneos capturados em área de transmissão de Leishmaniose Visceral no município de Várzea Grande, Estado de Mato Grosso.
Advisor: Dias, Edelberto Santos
Members of the board: Dias, Edelberto Santos
Diotaiuti, Liléia Gonçalves
Soares, Rodrigo Pinto Pedro
Miranda, José Carlos
Coelho, George Luis Lins Machado
Authors: Missawa, Nanci Akemi
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Rene Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil.
Abstract: A Leishmaniose Visceral (LV) afeta o homem e outros animais, e sua transmissão, inicialmente silvestre ou concentrada em pequenas l ocalidades rurais, está atualmente ocorrendo em centros urbanos de médio e grande port e, em área domiciliar ou peridomiciliar. Os flebotomíneos desempenham papel de grande import ância médica e a principal espécie vetora da Leishmania (Leishmania) infantum chagasi , protozoário causador da LV no Brasil, é Lutzomyia longipalpis. O trabalho teve como objetivo levantar a fauna fleb otomínica, verificar a capacidade dos flebotomíneos adentrarem o ambiente domiciliar, conhecer a distribuição sazonal, a preferência alimentar e a t axa de infecção natural de L. longipalpis em área de transmissão de LV, além de correlacionar os dados vetoriais com inquéritos caninos e ocorrência de casos humanos na área. Os flebotomíne os foram capturados nos bairros Eldorado, São Matheus e Parque Sabiá, no município de Várzea Grande/MT. As coletas foram realizadas mensalmente no intra e peridomicíl io, durante quatro noites consecutivas em 10 residências, no período de janeiro de 2004 a jun ho de 2006, utilizando-se armadilha de luz do tipo CDC. Foram capturados 12.833 flebotomíneos, pertencentes aos gêneros Lutzomyia (22 espécies) e Brumptomyia (uma espécie). A espécie dominante foi L. longipalpis com freqüência relativa de 65,23% e predominância de ma chos no ambiente peridomiciliar. A partir do teste de precipitina, observou-se que as fêmeas alimentaram-se preferencialmente de sangue de aves (30,77%). Foi verificada uma taxa de infecção natural de 0,71% de L. (L.) infantum chagasi em “pools” de 10 fêmeas de L. longipalpis através da PCR-RFLP. Observou-se a ocorrência de L. longipalpis em todos os meses do ano, com aumento da densidade no período chuvoso (entre os meses de out ubro e março), sendo maior após o registro das primeiras chuvas. O conhecimento da di stribuição do vetor infectado auxilia na compreensão da eco-epidemiologia da doença para sub sidiar medidas eficazes de controle da doença
Abstract: The Visceral Leishmaniasis (VL) affects humans and other animals, and its transmission usually concentrated in rural and wild areas is cur rently occurring in larger towns. The sandfly Lutzomyia longipalpis play a role of major importance in the transmissio n of Leishmania (Leishmania) infantum chagasi, aethiological agent of VL in Brazil. The study aime d to determine the sandfly fauna, to evaluate the abilit y of sandflies to enter artificial environments, to know the seasonal distribution, th e food preference and the rate of infection with L. (L.) infantum chagasi in the area of VL transmission. Also the vector dat a and dogs infection were correlated with the occurrence of hu man cases in the area. The sandflies were captured in the neighborhoods of Eldorado, São Math eus and Parque Sabiá, in the Municipality of Várzea Grande/MT. The collections w ere made monthly in the intra and peridomiciliary areas, for four consecutive nights in 10 homes, from January 2004 to June 2006, using CDC traps. The number of sandflies capt ured was 12,833 belonging to the genera Lutzomyia (22 species) and Brumptomyia (one species). The prevalent species was L. longipalpis (65.23%) and a higher frequency of males was obser ved. Precipitation tests revealed that females were often found bed on birds (30.77%). The natural infection by L. (L.) infantum chagasi in pools of 10 females of L. longipalpis through PCR-RFLP was 0.71%. Occurrence of L. longipalpis was detected throughout the year, with increased d ensity in the rainy season (between October and March), and soon after the first rains. The knowledge generated in this work might help to understand the eco-epidemiology of the disease aiming to develop procedures for disease control.
keywords: Flebotomíneos
Lutzomyia
Leishmaniose visceral
Várzea Grande
Issue Date: 2008
Citation: MISSAWA, Nanci Akemi. Ecologia de flebotomíneos capturados em área de transmissão de Leishmaniose Visceral no município de Várzea Grande, Estado de Mato Grosso. 2008. 171 p. il. Tese(Doutorado em Ciências da Saúde na área de concentração: Doenças Infecciosas e Parasitárias)-Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte. 2008
Date of defense: 2008
Place of defense: Belo Horizonte/MG
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - PPGCS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nanci Akemi Missawa.pdf6.02 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.