Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/21124
Title: Plantas medicinais utilizadas em transtornos do sistema geniturinário por mulheres ribeirinhas, Caravelas, Bahia.
Authors: Paiva, Kariny Oliveira
Oliveira, Gisele Lopes
Farias, Danilo F.A.
Muller, Taina S.
Affilliation: Universidade Federal do Sul da Bahia. Campus Paulo Freire. Salvador, BA, Brasil.
Universidade Federal do Sul da Bahia. Campus Paulo Freire. Salvador, BA, Brasil.
Universidade Federal do Sul da Bahia. Campus Paulo Freire. Salvador, BA, Brasil.
Universidade Federal do Sul da Bahia. Campus Paulo Freire. Salvador, BA, Brasil.
Abstract: O uso de plantas na cura de enfermidades ainda é comum entre vários povos e bastante observado em comunidades ribeirinhas. Desse modo, o objetivo deste estudo foi conhecer as espécies vegetais utilizadas como medicinal, para transtornos do Sistema Geniturinário, por mulheres integrantes da Colônia de Pescadores Z-25 do município de Caravelas-BA, assim como suas formas de uso e manipulação. O estudo foi realizado em comunidades do distrito de Ponta de Areia, povoado de Barra de Caravelas e na Reserva Extrativista do Cassurubá. As entrevistas semiestruturadas e conversas informais foram realizadas com 40 mulheres, selecionadas a partir da técnica “Bola de Neve”. Um total de 13 espécies vegetais foram indicadas para o cuidado ginecológico e/ou urinário, distribuídas em nove famílias botânicas, sendo as mais representativas Asteraceae (3 spp.), Anacardiaceae (2 spp.) e Malvaceae (2 spp.). Conforme os relatos, as espécies são utilizadas no tratamento da candidíase, corrimento, infecção urinária, ferida uterina, inflamação pélvica, hemorragia pélvica, reposição de hormônios, menopausa, cólica menstrual e ferida uterina. As plantas medicinais citadas possuem, em sua maioria, hábito do tipo herbáceo (7 spp.), seguido pelo arbóreo (4 spp.) e arbustivo (2 spp.).
Abstract: The use of plants in the cure of diseases is still common among many folks and still quite observed in riverside communities. Thus, the aim of this study was to identify the plant species used as medicine for disorders of the genitourinary system by female members of the Colony of Fishermen Z 25 in the city of Caravelas, Bahia, as well as their forms of use and handling. The Study was conducted in communities belonging to the municipality of Caravelas: Ponta de Areia district, Barra de Caravelas thorp and on Cassurubá's Extractive Reserve. The semi-structured interviews and informal conversations were performed with 40 womens, selected from the "Snowball" technique. A total of 13 plant species were indicated for the gynecological and/or urinary care, distributed in 9 botanical families, being the most representative Asteraceae (3 spp.), Anacardiaceae (2 spp.) e Malvaceae (2 spp.). Mostly, the species are used in the treatment of candidiasis, discharge, urinary tract infection, uterine wound, pelvic inflammation, pelvic bleeding, hormone replacement therapy, menopause, menstrual cramps and uterine wound. The cited medicinal plants have, in most cases, the herbaceous type habit (7 spp.), followed by arboreal (4 spp.) and shrubs (2 spp.).
Keywords: Genitourinary System
Ethnobotany
Medicinal plants
Technique "Snowball"
Atlantic Forest
keywords: Sistema Geniturinário
Etnobotânica
Plantas medicinais
Técnica “Bola de Neve”
Mata Atlântica
Issue Date: 2017
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: PAIVA, Kariny Oliveira et al.Plantas medicinais utilizadas em transtornos do sistema geniturinário por mulheres ribeirinhas, Caravelas, Bahia..Revista Fitos, [S.l.], v. 11, n. 1, p. 92-98, set. 2017.
DOI: 10.5935/2446-4775.20170019
ISSN: 2446-4785
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 11 - Número 1 - Suplemento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
kariny_oliveira_et_all.pdf259.19 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.