Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/23191
Title: Trematoda Heterophyidae caracterização genética e implicações em saúde pública
Advisor: Silva, Claudia Portes Santos
Siqueira, Cláudio Lísias Mafra de
Members of the board: Cohen, Simone Chinicz
Figueiredo, Beatriz Brener de
Alejos, José Luis Fernado Luque
Silva, Rosângela Rodrigues e
Justo, Mária Cristina Nascimento
Authors: Borges, Juliana Novo
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Os Trematoda Heterophyidae possuem ciclo de vida complexo em que moluscos e peixes atuam como hospedeiros intermediários e mamíferos e aves são hospedeiros definitivos. Suas metacercárias podem se encistar em diferentes órgãos de peixes, portanto há risco de infecção humana pela ingestão de pescado cru ou mal cozido. Estudos de viabilidade de espécies de metacercárias provenientes de países do norte da Europa e no Brasil são escassos. Embora haja estudos visando identificar e diagnosticar heterofiídeos com potencial zoonótico em outros países utilizando ferramentas moleculares, muitas espécies ainda são negligenciadas. Neste trabalho testes de viabilidade de metacercárias foram feitos com Ascocotyle (Phagicola) longa encistadas na tainha no Brasil e Cryptocotyle lingua encistadas no bacalhau na Dinamarca, expostos a temperaturas extremas de congelamento e aquecimento (entre 180°C e -80°C). Além disso foi feita uma caracterização genética das espécies de A. (P.) longa, Ascocotyle (Phagicola) pindoramensis e Pygidiopsis macrostomum encontradas em peixes da Lagoa Rodrigo de Freitas através de PCR e sequenciamento das regiões gênicas 18S rDNA, 28S rDNA, ITS2 rDNA e mtDNA cox-1. P. macrostomum também foi submetido a análises de microscopia de varredura a laser confocal (MVLC). Os testes de viabilidade demonstraram que duas horas de incubação na maioria das temperaturas são suficientes para inativar metacercárias de C. lingua e A. (P.) longa, com exceção da temperatura de -10°C, em que foram necessárias 24 horas. As caracterizações genéticas realizadas resultaram em sequências que possuem pouca variabilidade intraespecífica entre os espécimes de A. (P.) longa e A. (P.) pindoramensis, com P. macrostomum possuindo três haplótipos para a região ITS2. As análises por MVLC destacaram em P. macrostomum as fibras musculares diferenciadas ao redor da ventosa ventral. A comparação da nova sequência de A. (P.) longa com sequências da mesma espécie provenientes da Argentina e Israel depositadas no GenBank resultou em alta variabilidade para a região 18S rDNA, uma região muito conservada. Os resultados obtidos, indicam o congelamento de tainha e bacalhau como um procedimento altamente recomendável quando destinados ao consumo cru ou defumado a frio. Os estudos genéticos sugerem que P. macrostomum da Lagoa Rodrigo de Freitas e A. (P.) longa de diferentes regiões geográficas podem representar um complexo de espécies crípticas.
Abstract: The Heterophyidae trematodes have complex life-cycles parasitizing moluscs and fishes as intermediate hosts and fish-eating mammals or birds as definitive hosts. The metacercariae may be encysted in different organs of fish and this represent a risk since humans can get infected for these parasites when they eat raw or under cooked fish. Studies on the viability of parasites from countries of North Europe as well as on parasites from Brazil are scarce. Although there are studies focusing on the identification and diagnosis of heterophyid flukes with zoonotic potential in other countries using molecular techniques, several species are still neglected. In this work viability tests were done with metacercariae of Ascocotyle (Phagicola) longa encysted in mullets from Brazil and Cryptocotyle lingua encysted in cod from Denmark exposed to extreme temperatures of freezing and cooking (180 °C a -80 °C). A genetic characterization of the species A. (P.) longa, Ascocotyle (Phagicola) pindoramensis e Pygidiopsis macrostomum of fishes from Rodrigo de Freitas lagoon using PCR and sequencing from the genetic regions 18S rDNA, 28S rDNA, ITS2 rDNA e mtDNA cox-1 was done P. macrostomum was also analyzed by confocal laser scanning microscopy (CLSM). The viability tests showed that two hours are sufficient to kill metacercariae in most of the temperatures, except for -10 °C in which were necessary 24 hours to inactivate the metacercarie. The genetic characterization of A. (P.) longa and A. (P.) pindoramensis showed low intraspecific variation among specimens; however, P. macrostomum had three haplotypes for the ITS2 rDNA region. The analysis by CLSM highlighted in P. macrostomum differential radial fibers around the ventral sucker. The comparison of our new sequence of A. (P.) longa and sequences of this species from Argentina and Israel deposited in the GenBank showed high variability for the 18S rDNA region, a very conserved region. Considering our results, freezing of mullets and cod is highly recommended when prepared for human consumption raw or subject to cold smoking and our genetic data suggest that P. macrostomum from Rodrigo de Freitas lagoon and A. (P.) longa from different geographic regions may represent a sibling species complex.
keywords: DNA
Zoonoses
Parasitos
Peixes
DeCS: DNA
Parasitos
Zoonoses
Peixes
Issue Date: 2016
Citation: BORGES, Juliana Novo. Trematoda Heterophyidae: caracterização genética e implicações em saúde pública . 2016. 101f. Tese (Douturado em Biodiversidade e Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, 2016.
Date of defense: 2016
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biodiversidade e Saúde
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
juliana_borges_ioc_dout_2016.pdf6.47 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.