Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24013
Title: Ciência, política e segurança nacional: o "Massacre de Manguinhos" (1964-1970)
Advisor: Azevedo, Nara
Authors: Santos, Daniel Guimarães Elian dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz. Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Esta dissertação analisa o chamado "Massacre de Manguinhos", episódio conhecido como um exemplar do arbítrio e da violência do regime militar brasileiro. Seu objetivo é reconstruir a cassação dos cientistas, não enquanto um episódio isolado, ocorrido no ano de 1970, mas como o ápice de um processo relativamente longo, tramado pelos órgãos de segurança, com base em histórico policial anterior a 1964, e que contou, posteriormente, com a ativa participação do diretor do Instituto Oswaldo Cruz. Logo nos primeiros dias dos militares no poder, dois inquéritos foram instaurados a fim de apurar supostos crimes de subversão e corrupção cometidos por funcionários do IOC. Após a conclusão dos inquéritos que nada provaram contra os cientistas o regime manteve o controle sobre as atividades ―subversiva ocorridas no IOC como afirmam os documentos secretos produzidos pelos diferentes órgãos de informação. O trâmite da cassação se apresentou nos bastidores, por trás das denúncias oriundas do próprio Instituto aos órgãos de segurança e informação. Procuro contrapor a essa dimensão institucionalizada da repressão à versão dos cientistas, praticamente a única existente até hoje e registrada em escritos, depoimentos e declarações à imprensa. Argumento que os atritos pessoais entre os cientistas foram consequência das discussões acerca de um projeto de ciência para o IOC e para o país. A essas divergências deve-se somar a ideologia do anticomunismo, presente como política governamental e como organizadora da prática policial a partir da década de 1930, e que fortaleceu os argumentos para a atuação efetiva dos órgãos de repressão sobre as atividades praticadas pelos cientistas dentro e fora da instituição.
Abstract: This dissertation analyzes the ―Slaughter of Manguinhos‖, known episode as an example of the will and the violence of the Brazilian military regimen. The goal of the research is to reconstruct the cassation of the scientists, not as a single episode of the year of 1970, but as a relatively long process set up by the security organs, based on police history prior to 1964, and with the active participation of the director of the Oswaldo Cruz Institute in the later period. In the early days of the military in power, two surveys – one in the civil sphere and another on military – were initiated in order to investigate alleged crimes of subversion and corruption committed by officials of the Oswaldo Cruz Institute. Upon completion of the surveys – that nothing proved against scientists – the regime maintained over control the "subversive" activities that occurred in the OCI as the secret documents produced by diferente information agencies. The path of cassation happened offstage, behind the complaints from the Institute of security and information bodies, in information exchange between the organs of the system. I try to counter this institutionalized repression dimension to the version of the scientists, practically the only existing until today and recorded in writings, testimonials and statements to the press. I argue that personal friction among scientists were as a result of discussions about a science project for the Oswaldo Cruz Institute and the country. Plus, the ideology of anti communism, present as government policy and as organizer of police practice from the 1930s onwards, strengthened the arguments for the effective action of state repression agencies in controlling the activities practiced by scientists inside and outside the institution.
Keywords: Cassation of politics rights
Scientists
Oswaldo Cruz Institute
Military regimen
Security and information bodies
Political policy
keywords: Cassação de direitos políticos
Cientistas
Instituto Oswaldo Cruz
Ditadura militar
Órgãos de segurança e informação
Polícia política
DeCS: Pesquisadores/história
Política
Perseguição
História do Século XX
Brasil
Issue Date: 2016
Citation: SANTOS, Daniel Guimarães Elian dos. Ciência, política e segurança nacional: o "Massacre de Manguinhos" (1964-1970). 2016. 111 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2016.
Date of defense: 2016
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Casa de Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:COC - PPGHCS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertao_Daniel%20Santos.pdf1.09 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.