Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24117
Title: Livro Verde - Ciência aberta e dados abertos: mapeamento e análise de políticas, infraestruturas e estratégias em perspectiva nacional e internacional
Authors: Santos, Paula Xavier dos
Almeida, Bethânia de Araújo
Elias, Flávia
Motta, Márcia Luz da
Guanaes, Paulo
Jorge, Vanessa de Arruda
Henning, Patricia
Oliveira, Gabriela
???metadata.dc.contributor.organizer???: Santos, Paula Xavier dos
Almeida, Bethânia de Araújo
Henning, Patricia
???metadata.dc.contributor.coordenator???: Santos, Paula Xavier dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação. Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Fiocruz Bahia - Instituto Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Fiocruz Brasília. Brasília, DF, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Fiocruz Brasília. Brasília, DF, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Departamento de Processos Técnico-Documentais. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação. Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O presente estudo sistematiza um mapeamento seguido de análise do processo de implantação da Ciência Aberta em oito países e na União Europeia, com ênfase nas políticas e na infraestrutura de dados abertos. O principal objetivo é subsidiar a formulação de diretrizes institucionais para gestão e abertura de dados científicos e a implantação de boas práticas da Ciência Aberta na Fiocruz. Trata-se de um estudo exploratório baseado em análise documental de artigos científicos, documentos oficiais e sítios de instituições governamentais, multilaterais e de fomento, além de outros documentos contendo relatos de iniciativas voltadas à abertura de dados científicos e governamentais. A escolha dos países e organismos internacionais teve por critério a identificação daqueles considerados mais proeminentes na discussão acerca do tema. O Brasil foi contemplado por ser, naturalmente, o país de interesse na aplicação de uma política de dados abertos na Fiocruz. Os resultados indicam que a maioria das políticas relacionadas à abertura de dados científicos foi liderada por agências de fomento ou contou com o apoio delas, que passaram a exigir planos de gerenciamento de dados como parte dos requisitos obrigatórios ao financiamento de projetos de pesquisa. No campo da gestão pública, as políticas de abertura de dados coletados ou armazenados por governos visam à transparência pública, ao acesso à informação e à participação social do cidadão. Em alguns países, a abertura de dados governamentais está diretamente associada à estratégia para o desenvolvimento científico, econômico e social. No que concerne às infraestruturas para depósito, acesso e compartilhamento de dados governamentais e científicos, existem repositórios e plataformas de dados abertos que vêm sendo desenvolvidos por centros de dados financiados e geridos por governos, agências de fomento, editores científicos e instituições acadêmicas e de pesquisa, além de repositórios de áreas especializadas do conhecimento, em geral promovidos por sociedades ou associações científicas. Quanto à formação de recursos humanos, constata-se maior foco em iniciativas voltadas para capacitação de pesquisadores em modelos de gestão e compartilhamento de dados. Com o domínio de técnicas e métodos da ciência da computação e estatística para tratar e analisar grande volume de dados, a formação de quadros especializados no campo que emerge como Ciência de Dados é apontada por diferentes países como fator crítico para a consolidação da Ciência Aberta.
Abstract: The study presents a mapping and analysis about the process of implementation of Open Science in eight countries and in the European Union, with emphasis on open data policies and infrastructure. Its objective is to subsidize the formulation of institutional guidelines for the management and opening of scientific data and the implementation of good Open Science practices at Fiocruz. This is an exploratory study based on documentary analysis of scientific articles, official documents and sites of governmental, multilateral and research financing institutions and other documents that contains reports of initiatives aimed at the opening of scientific and governmental data. The choice of countries and international organization had as criterion the identification of those considered more prominent in the discussion about the theme. Brazil was considered because is the country of interest for the implementation of an Open Data Policy at Fiocruz. The results indicate that most policies related to the opening of scientific data were led or had the support of development agencies, which now require data management plans as part of the mandatory requirements for the funding of research projects. In the field of public management, data collection policies collected or stored by governments aim the public transparency, the access to information and citizen participation. In some countries, the opening of government data is associated as a strategy for the nation’s scientific, economic and social development. Concerning the infrastructures of deposit, access and sharing government and scientific data, open data repositories and platforms have been developed by data centers financed and managed by governments, development agencies, scientific editors, academic and research institutions, existing still, the repositories of specialized areas of knowledge, generally promoted by societies or scientific associations. Regarding to training of human resources, there is a greater focus on initiatives aimed at training researchers in models for managing and sharing data. The formation of specialized cadres in the field that emerges as Data Science, with the mastery of techniques and methods of computer science and statistics to treat and analyze large data volume has been signalized by different countries as a critical factor for the consolidation of Open Science.
Keywords: Open Science
Open Data
Policies
Infrastructure
Human Resources Training
Data Management
keywords: Ciência aberta
Dados abertos
Políticas
Infraestrutura
Formação de Recursos Humanos
Gestão de dados
DeCS: Políticas
Infraestrutura
Recursos Humanos
Análise de Dados
Issue Date: 2017
Publisher: Fiocruz
Citation: SANTOS, Paula Xavier (Coord.). Livro Verde - Ciência aberta e dados abertos: mapeamento e análise de políticas, infraestruturas e estratégias em perspectiva nacional e internacional. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2017. 141 p.
Description: Essa obra é fruto da pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Trabalho em Ciência Aberta da Fiocruz (GTCA), instituído em março de 2017 e coordenado pela Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC), com o financiamento do Ministério da Saúde através do projeto “Plataforma de Vigilância de longo prazo para Zika vírus e Microcefalia no âmbito do SUS”, do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs).
ISBN: 978-85-8110-036-4
Copyright: open access
Appears in Collections:INCQS - Livros Publicados
EPSJV - Livros Publicados
BA - IGM - Livros Publicados
BSB - Livros Publicados
Presidência Fiocruz - Livros Publicados

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livro-Verde-07-06-2018.pdf4.27 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.