Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24349
Title: Do dever ao devir: subjetividade, trabalho e saúde no serviço militar obrigatório
Other Titles: Duty to Becoming: Subjectivity, Work and Health in Compulsory Military Service
Advisor: Minayo Gomez, Carlos
Lima, Silvana Mendes
Authors: Lima, Jacqueline Lopes de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Esta dissertação analisa a tríade saúde, trabalho e subjetividade engendrada no contexto do serviço militar obrigatório tendo como dispositivos de análise um projeto social desenvolvido em uma Base Aérea do Rio de Janeiro, bem como entrevistas com soldados a fim de apreender a experiência do serviço militar e os sentidos de ―ser um soldado‖. Neste percurso investigou-se, primeiramente, as origens históricas do militarismo, desde o arquétipo do guerreiro até surgimento dos exércitos permanentes. Analisou-se a profissão militar a partir de seus pilares, a hierarquia e disciplina, bem como as especificidades deste trabalho à luz das discussões mais recentes sobre o papel das forças armadas na sociedade. Observou-se que os jovens deste estudo buscaram o serviço militar obrigatório não somente pela obrigação imposta legalmente, mas pela estabilidade de emprego oferecida na instituição militar. Paradoxalmente, a imersão em um universo extremamente hierarquizado e disciplinado mobiliza boa parte dos jovens a continuar na profissão militar. Na concepção destes jovens o serviço militar obrigatório pode projetá-los para o alcance de um futuro melhor, dentro ou fora do quartel. A instituição militar, tradicionalmente vinculada a princípios administrativos e técnicos fortemente hierarquizados, reafirma através de serviço militar obrigatório seu papel formador para o mundo do trabalho, contudo ressaltam-se questões-problema ligadas à organização e ao processo de trabalho como a escala de serviço armado e seus riscos. Concluímos através dos diferentes sentidos atribuídos à experiência de ser soldado, que a complexidade deste universo de trabalho específico merece maiores incursões no intuito de explorar os meios pelos quais estes jovens lidam com os embates provocados pelo encontro com a organização militar.
O conhecimento destas estratégias poderá viabilizar outros modos de trabalhar que considerem a saúde do trabalhador jovem na condução de sua formação neste espaço laboral.
DeCS: Adolescente
Militares
Trabalho
Issue Date: 2011
Citation: Lima, Jacqueline Lopes de. Do dever ao devir: subjetividade, trabalho e saúde no serviço militar obrigatório. 2011. 143 f. Dissertação (Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2011.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1029.pdf1.62 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.