Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24552
Title: A percepção dos profissionais dos CAPS da Cidade do Rio de Janeiro sobre a atenção aos casos de tentativa de suicídio em idosos
Other Titles: The perception of CAPS professionals Town the Rio de Janeiro on attention to cases of attempted suicide in the elderly
Advisor: Avanci, Joviana Quintes
Figueiredo, Ana Elisa Bastos
Authors: Gonçalves, Monica Villaça
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O objetivo dessa dissertação é conhecer como os profissionais dos Centros de Atenção Psicossocial - CAPS do Rio de Janeiro percebem a relação entre tentativa de suicídio em idosos e violência e como atendem os casos eventualmente recebidos. Realizou-sepesquisa qualitativa, e o instrumento de coleta de dados foi a entrevista semiestruturada, com 13 profissionais de saúde mental (3 assistentes sociais, 3 psicólogas, 2 psiquiatras, 2 musicoterapeutas e 3 terapeutas ocupacionais) que atuam em 3 CAPS II,localizados cada um em uma área programática da cidade do Rio de Janeiro. Os dados foram analisados sob a forma de análise de conteúdo, modalidade temática. Definiramsetrês categorias para análise: relação entre suicídio e violência, atendimento no CAPS a idosos que tentaram suicídio, e facilidades e dificuldades no atendimento a esses idosos. Os resultados revelam que há grande dificuldade dos profissionais em relacionar a tentativa de suicídio com uma forma de violência. Quanto ao atendimento aos idosos que tentaram suicídio, os profissionais entrevistados entendem que o acolhimento inicialdeve ser prestado no CAPS. A permanência neste serviço se dá após uma avaliação da situação do idoso, de seu contexto e de seu perfil . Entendem que para serem inseridosnestes serviços é preciso identificar uma demanda de atendimento intensivo, causada por fragilidade ou inexistência de laços sociais e rede de apoio social, além do quadro psicopatológico. Esse atendimento no CAPS pode ser temporário, sendo o idoso entãoencaminhado para outros serviços, como ambulatório, atenção básica, clínica da família e serviços de assistência social e convívio social, e centros de convivência comoprojetos específicos para idosos.
São apontados vários fatores que facilitam e dificultam o atendimento dos idosos que tentaram suicídio. Alguns como a rede social de apoio, afamília e a rede de serviços de saúde são mostrados como podendo tanto ajudar, como dificultar o atendimento, dependendo do contexto e das circunstâncias. Os elementosfacilitadores destacados são: disponibilidade dos profissionais para atender idoso, desejo do próprio idoso em se tratar e a existência do Estatuto do Idoso. Já os que dificultam são: violência no território, presença de um quadro de demência e o própriofato de ser idoso. Percebe-se que é necessário investir na formação de profissionais de saúde inseridos no CAPS para o atendimento de idosos que tentaram suicídio, assim como na fomentação de políticas públicas de prevenção ao suicídio.
DeCS: Tentativa de Suicídio/psicologia
Idoso/psicologia
Pessoal de Saúde
Percepção
Reforma dos Serviços de Saúde
Saúde Mental
Psiquiatria Geriátrica
Serviços de Saúde Mental/utilizaçäo
Issue Date: 2013
Citation: Gonçalves, Monica Villaça. A percepção dos profissionais dos CAPS da Cidade do Rio de Janeiro sobre a atenção aos casos de tentativa de suicídio em idosos. 2013. 90 f. Dissertação (Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2013.
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
653.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.