Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24856
Title: Morinda citrifolia: fatos e riscos sobre o uso do noni
Authors: Barbosa, Andreia Freire
Costa, Isabelly Cristina de Matos
Langassner, Silvana Zucolotto
Giordani, Raquel Brandt
Affilliation: Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Farmácia. Laboratório de Farmacognosia. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Farmácia. Laboratório de Farmacognosia. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Farmácia. Laboratório de Farmacognosia. Natal, RN, Brasil.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências da Saúde. Departamento de Farmácia. Laboratório de Farmacognosia. Natal, RN, Brasil.
Abstract: Morinda citrifolia L. (Rubiaceae), popularmente conhecida como noni, é amplamente utilizada, na Polinésia e no Havaí, para tratamento de diversas patologias, como: dislipidemia, diabetes, câncer, hipertensão, cicatrização, dentre outras.  Atualmente, observa-se também o uso exacerbado no Brasil, especialmente na região Nordeste, onde a planta se adaptou bem. Porém, ainda não há certeza da sua eficácia, e muitas pesquisas sobre a ação terapêutica do noni estão em desenvolvimento, embora os resultados sejam bastante controversos. O que torna o noni uma planta diferenciada e que requer atenção especial é seu potencial hepatotóxico. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) fundamenta a sua recomendação de não utilizar o noni, também, com base em relatos de toxicidade em humanos. Este trabalho é uma revisão da literatura, com objetivo de avaliar o potencial terapêutico desta planta de acordo com os estudos já desenvolvidos. Dessa forma, é possível realizar uma análise crítica do uso irracional desta planta e contribuir com a divulgação de possíveis riscos à saúde. 
Abstract: Morinda citrifolia L. (Rubiaceae), noni, is used in Polynesia and Hawaii in folk medicine against several pathologies. Nowadays it is in process an irrational and dangerous use by Brazilians, especially in Northeastern, since this species is easily cultivated in our climate. The evaluable scientific evidences are not enough to guarantee the noni effectiveness and security. The point is the hepatotoxic potential by noni use. The Brazilian sanitary authorities recommend that the population should not use noni founded on some reported hepatotoxic cases. This paper aims to compile information about chemical, pharmacological and toxicological aspects regarding noni scientific data to contribute to the knowledge about the possible risks to health.
Keywords: Morinda citrifolia
Phytotherapy
Pharmacological potential
Toxicity
keywords: Morinda citrifolia
Fitoterapia
Atividade farmacológica
Issue Date: 2017
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: BARBOSA, Andreia Freire et al. Morinda citrifolia: fatos e riscos sobre o uso do noni. Revista Fitos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 189-215, 2017.
DOI: 10.5935/2446-4775.20170027
ISSN: 2446-4775
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 11 - Número 2

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
andreia_freire_et_all.pdf377.37 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.