Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/25167
Title: Caracterização de genótipos de Giardia lamblia e ferramentas de educação em saúde como estratégias de prevenção da giardíase
Advisor: Cruz, Alda Maria da
Authors: Silva, Maria Fantinatti Fernandes da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Giardia lamblia é um enteroparasito com distribuição global, de caráter zoonótico, transmissível por via hídrica ou contato direto intra e interespecifico. No Brasil, a giardiase tem alta prevalência, porém a infecção é relativamente pouco estudada, tendo em vista a baixa produção científica no tema. G. lamblia tem grande diversidade genética e, até agora, já foram descritos oito genótipos (A a H), onde A e B são antropozoonóticos e os demais, considerados hospedeiro-específicos. Esse fato possibilita a ocorrência de diferentes rotas de transmissão amplificando a disseminação do parasito e justificando a alta frequência. Nesse sentido, o entendimento da epidemiologia molecular do parasito adquire importância central para a identificação de potenciais hospedeiros. As estratégias de controle envolvem múltiplos fatores: saneamento, tratamento seletivo, educação em saúde e compreensão da dinâmica de transmissão do parasito. Nosso objetivo foi gerar instrumentos para auxiliar o controle da giardíase com dois focos: desenvolver materiais de educação em saúde sobre enteroparasitoses e determinar os genótipos de G. lamblia circulantes em duas localidades (Salgueiro e Belford Roxo) do Rio de Janeiro. Inicialmente realizou-se uma análise situacional da prevalência de G. lamblia em humanos no Brasil através de revisão da literatura, onde se concluiu que: 1) há carência de estudos no tema, 2) o Sudeste é a região com o maior número de estudos, 3) G. lamblia é enteroparasito mais frequente, 4) as crianças são o grupo preferencialmente acometido. Em razão disto, foram construídos materiais interativos e lúdicos e aplicados a pré-escolares das referidas localidades. As crianças demonstraram capacidade de compreensão do conteúdo teórico das atividades realizadas. Amostras de fezes de pré-escolares e contactantes das localidades do estudo foram examinadas por pelo menos três métodos parasitológicos A frequência de Giardia entre as crianças variou de 14% a 49%, portanto alta quando comparada com a de outros protozoários de transmissão hídrica. Isto sugere que outras fontes de infecção devem ter importância epidemiológica na distribuição do parasito. As amostras positivas para Giardia foram genotipadas utilizando como alvo os genes: betagiardina e glutamato desidrogenase. Foram examinadas amostras de água da creche e de residências. As sequências dos isolados de G. lamblia obtidas para cada gene foram agrupadas nos genótipos A, B e E no Salgueiro e em Belford Roxo apenas no genótipo A. A identificação do genótipo A em água de residência aponta a via hídrica como fonte de infecção, diferente do observado na creche cujo diagnóstico da água de consumo foi negativo. A identificação do genótipo E em humanos indica a possibilidade de ciclo antropozoótico. A não identificação do genótipo B em 2014 e sua alta frequência em 2015 sugere a ocorrência de um surto por este genótipo. Os achados deste estudo apontam que a distribuição dos genótipos de G. lamblia é dinâmica podendo variar espacial e temporalmente e que conhecer seu cenário epidemiológico ajuda a compreender as possíveis rotas de transmissão. Frente à baixa perspectiva de implantação de politica de saneamento universal, a implementação de estratégias de controle baseadas em pesquisas cientificas nas áreas de educação e ciencias biomédicas podem contribuir para a redução dos casos de giardiase
Abstract: Giardia lamblia is an enteroparasite of global distribution, with zoonotic character, whose transmission occurs by water or by intra and interspecific direct contact. In Brazil, giardiasis has a high prevalence, but the infection is relatively little studied, due to the low scientific production in the subject. G. lamblia has great genetic diversity and, so far, eight genotypes have been described (A to H), where A and B are anthropozoonotic and the others, considered host-specific. This fact allows the occurrence of different transmission routes amplifying the dissemination of the parasite and justifying the high frequency. In this sense, the understanding of molecular epidemiology of the parasite acquires central importance for potential hosts identification. Control strategies involve multiple factors: sanitation, selective treatment, health education and understanding of dynamics transmission of the parasite. Our objective was to generate instruments to help giardiasis control with two foci: to develop health education materials on enteroparasitoses and to determine the genotypes of G. lamblia circulating in two localities (Salgueiro and Belford Roxo) in Rio de Janeiro. Initially, a situational analysis of G. lamblia prevalence in humans in Brazil was carried out through literature review, where it was concluded that: 1) there is a lack of studies on the theme, 2) the Southeast region is the region with the largest number of studies, 3) G. lamblia is more frequent enteroparasitis, 4) children are the group most affected. Because of this, interactive and playful materials were built and applied to preschoolers from those localities. The children demonstrated ability to understand the theoretical content of the activities performed. Stool specimens from pre-school children and contact persons from the study sites were examined by at least three parasitological methods The frequency of Giardia among children varied from 14% to 49%, therefore high when compared to other protozoans of water transmission. This suggests that other infection sources should have epidemiological importance in the distribution of the parasite. Giardia-positive samples were genotyped using genes target: betagiardin and glutamate dehydrogenase. Water samples from day care and homes were examined. The sequences of G. lamblia isolates obtained for each gene were grouped in assemblages A, B and E in Salgueiro and in Belford Roxo only in assemblage A. Identification of assemblage A in residence water points to the waterway as a source of infection, different from that observed in the nursery whose diagnosis of drinking water was negative. The identification of assemblage E in humans indicates the possibility of anthropozootic cycle. The non-identification of assemblage B in 2014 and its high frequency in 2015 suggests the occurrence of an outbreak by this genotype. The findings of this study indicate that the distribution G. lamblia genotypes is dynamic and may vary spatially and temporally and that knowing its epidemiological scenario helps to understand the possible routes of transmission. In view of the low perspective of implementing a universal sanitation policy, the implementation of control strategies based on scientific research in the areas of education and biomedical sciences may contribute to the reduction of cases of giardiasis
keywords: Giardia Lamblia
Genotipo
Técnicas de Genotipagem
Educação em Saúde
Issue Date: 2017
Citation: SILVA, Maria Fantinatti Fernandes da. Caracterização de genótipos de Giardia lamblia e ferramentas de educação em saúde como estratégias de prevenção da giardíase. 2017. 165 f. Tese (Doutorado em Medicina Tropical)-Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Date of defense: 2017
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGMT - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maria_silva_ioc_dout_2017.pdf16.18 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.