Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/25749
Title: Acessibilidade aos serviços de saúde pela população do campo: a experiência do assentamento Normandia
Other Titles: Accessibility of health services by the rural population: the experience of the Normandia settlement
Advisor: Gurgel, Idê Gomes Dantas
Members of the board: Gondim, Grácia Gondim de Miranda
Pereira, Isabel Brasil
Gurgel, Idê Gomes Dantas
Authors: Santos, Francilene Menezes dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Com o objetivo principal de analisar as barreiras de acesso à saúde dos(as) trabalhadores(as) rurais do Assentamento Normandia no município de Caruaru/Pernambuco, desenvolveu-se um estudo de caso baseado em abordagem qualitativa, no período de julho de 2015 a abril de 2016. Foram caracterizadas as condições gerais do assentamento e as ações de saúde desenvolvidas pelo município para atender aos trabalhadores rurais. Os resultados mostram que apesar da rede de serviços, o sistema de saúde do município apresenta dificuldades no desenvolvimento de ações preventivas, de promoção e assistência. A população do campo é mais vulnerável, pois se encontra empobrecida, com problemas no acesso à saúde e ao sistema educacional e ausência de políticas públicas que respondam às suas necessidades de sobrevivência. As barreiras organizacionais foram as mais evidenciadas nos discursos, com destaque para a estrutura física e horários de funcionamento da USF Rafael, o tempo que se leva para a obtenção da consulta e exames, a organização dos processos de trabalho, a formação dos profissionais de saúde desvinculada da realidade das condições de vida e saúde da população, o despreparo das equipes de saúde para lidar com as especificidades da população do campo e participação dos usuários nas organizações dos serviços. As principais barreiras geográficas foram: atravessar a BR 104, a inexistência de passarelas ou viadutos que facilitem a travessia desta BR, a ausência de transporte público e a distância do trajeto até a USF Rafael. A dificuldade de comunicação e diálogo com os assentados foi a principal barreira de comunicação identificada; e os gastos com o transporte para deslocamento até as unidades de saúde, incluindo-se a USF Rafael, configura a barreira financeira destacada. Para subsidiar a gestão no desenvolvimento de ações voltadas para as populações do campo, recomenda-se aprimorar o processo de territorialização e controle social para permitir o reconhecimento e incorporação desta população às ações de saúde, a criação do comitê de saúde das populações do campo e dos povos tradicionais, educação permanente para os profissionais de saúde com ênfase na população do campo e o desenvolvimento de ações intersetorias.
Abstract: With the main objective of analyzing the health access barriers of the rural workers of the Normandia settlement in the city of Caruaru, Pernambuco, we developed a case study basedon a qualitative approach, in the period from July 2015 to April 2016. The general conditions of the settlement and health actions developed by the municipality to attend the rural workers were characterized. The results show that although the network of the health services, the health system of the municipality presents difficulties in developing actions of preventive, promotion and assistance. The rural population is more vulnerable due to their impoverished,with problems in access to health and education system and lack of public policies that respondtheir survival needs. Organizational barriers were the most evident in the speeches, highlighting the physical structure and operation schedule of USF Rafael, the time took to obtain the consultation and exams, the organization of work processes, the health professionals formation unlinked with the reality of living conditions and health of the population, theun preparedness of health teams to deal with the specificities of the rural population and the participation of users in the organizations of services. The main geographical barriers were related to crossing the BR 104, the lack of walkways or bridges to facilitate the crossing of this BR, the lack of public transport and the distance of the path to the USF Rafael. The difficultyof communication and dialogue with the settlers was the main identified communication barrier; and the cost of transport to travel to health facilities, including the USF Rafael, sets the highlighted financial barrier. To support the management in the development of actions aimedat rural populations, it is recommended to improve the territorialization process and social control to enable recognition and incorporation of this population in health care, the creationof the health committee of the rural and traditional people, continuing education for health professionals with emphasis on the rural population, and the development of intersectoral actions.
Keywords: Rural
Health
Publi
keywords: Saúde da População Rural
Políticas Públicas
Acesso aos Serviços de Saúde
DeCS: Saúde da População Rural
Políticas Públicas
Acesso aos Serviços de Saúde
Trabalhadores Rurais
Issue Date: 2016
Citation: SANTOS, Francilene Menezes dos. Acessibilidade aos serviços de saúde pela população do campo: a experiência do assentamento Normandia. 2016. 109 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2016.
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ve_Francilene_Menezes_ENSP_2016.pdf814.17 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.