Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/26628
Title: Biodiversidade e aspectos epidemiológicos de mosquitos (Diptera: Culicidae) vetores de patógenos em áreas do Pantanal Matogrossense, Estado do Mato Grosso, Brasil
Advisor: Guimarães, Anthony Érico da Gama
Authors: Melandri, Vanessa Cristina Rezende
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Com a finalidade de conhecer aspectos da biologia e da ecologia de mosquitos (Diptera: Culicidae) em áreas do Pantanal Matogrossense, onde esses conhecimentos eram escassos para a maioria das espécies ou mesmo inexistentes para outras tantas, foram realizadas capturas bimestrais, diurnas e noturnas, em quatro diferentes pontos, ao longo de 24 meses consecutivos, entre Março de 2009 até Janeiro de 2011. Foram capturados 17.533 espécimes, abrangendo duas subfamílias, nove gêneros e 44 espécies. Os culicíneos, com cerca de 78% dos espécimes encontrados, foram mais numerosos do que os anofelinos, com destaque de Culex nigripalpus que representou 25% do total de mosquitos capturados. De maneira geral, a fauna de culicídeos apresentou maior distribuição sazonal nos períodos quentes e chuvosos, apresentaram correlação positiva com os fatores abióticos: temperatura, umidade relativa do ar e pluviosidade, em especial com o último, exceto Mansonia titillans, que, assim como os anofelinos, não apresentaram correlação com esses fatores climáticos, estando influenciados pelos mecanismos de alagamentos regionais. As principais espécies de culicídeos encontradas no Pantanal Matogrossense, demonstraram forte compatibilidade ecológica com ambientes bem preservados e com algum dos biótopos específicos encontrados em, pelo menos, um dos quatro pontos de coleta selecionados Anopheles evansae, An. rondoni e An. matogrossensis apresentam melhor distribuição em ambientes com as características mais silvestres. An. darlingi, An. albitarsis e An. triannulatus em ambientes com grandes coleções d\2019água e com maior fluxo antrópico. Cx. nigripalpus e Cx. quinquefasciatus apresentam favoritismo por ambientes com fragmentos de mata e com forte ação e movimentação humana. Cx. declarator e Psorophora albigenu, os mais ecléticos, em áreas silvestres e com alguma ação antrópica. Ma. titillans esteve relacionada a ambientes com grande variedade de criadouros naturais adequados ao seu desenvolvimento, onde a cobertura das áreas alagadas por macrófitas é um dos componentes naturais do bioma pantaneiro. As interferências do período de cheias na densidade populacional de anofelinos é intensamente vantajosa, com explosão de incidência total de anofelinos no período de formação de grandes alagados. As espécies da Subfamília Culicinae são fortemente favorecidas em abundância durante o período de cheia na região, em especial o gênero Culex. Ma. titillans apresenta resistência ao período de estiagem, com boa representação nas coletas iniciais do período de seca, enquanto a vegetação aquática ainda é abundante, oferecendo local para postura dos ovos A dinâmica ambiental é regulada pelo pulso de inundação, segundo o qual, os períodos de cheias e secas alternadas constituem o principal fator que rege a ecologia da fauna e flora locais, em que o período de cheias contribui para maior riqueza e diversidade de espécies de culicídeos e o período de estiagem para maior equitabilidade na distribuição dos espécimes entre as espécies. A estação de cheias no Pantanal, entre os meses de novembro e maio, é o período em que ocorre maior abundância de culicídeos, a população humana que adentra a região nesta época está sujeita a um maior contato com mosquitos vetores, que podem veicular agentes causadores de doenças como os arbovírus, em especial o vírus causador da Febre do Oeste do Nilo, detectado no presente estudo por soropositividade em equinos e aves residentes.
Abstract: In order to know aspects of biology and ecology of mosquitoes (Diptera: Culicidae) in areas of the Pantanal, where this knowledge were sparse for most species or even non-existent for many others, bimonthly, day and night catches were made, at four different points, over 24 consecutive months between March 2009 until January 2011. A total of 17.533 specimens were captured, including two subfamilies, nine genera and 44 species. The culicíneos, with about 78% of the specimens found, were more numerous than the Anopheles, Culex nigripalpus with highlighting which represented 25% of captured mosquitoes. In general, the mosquitoes fauna showed greater seasonal distribution in hot and rainy periods were positively correlated with abiotic factors: temperature, relative humidity and rainfall, especially with the latter, except Mansonia titillans, which, like the Anopheles, were not correlated with these climatic factors and are influenced by regional flooding mechanisms. The main species of mosquitoes found in the Pantanal, showed strong ecological compatibility with well preserved and some of the specific environments biotopes found in at least one of the four selected collection points. Anopheles evansae, An. rondoni and An. matogrossensis have better distribution in environments with more wild characteristics. An. darlingi, An. albitarsis and An. triannulatus in environments with large collections of water and more anthropic flow. Cx. nigripalpus and Cx. quinquefasciatus show favoritism for environments with forest fragments and with high human action and movement. Cx. declarator and Psorophora albigenu, the most eclectic in wilderness areas and some human action. Ma. titillans was related to environments with a variety of natural breeding sites suitable for development, where coverage of the areas flooded by weeds is one of the natural components of the Pantanal biome. Interference of the period of floods in population density of Anopheles is intensely advantageous with exploding overall incidence of Anopheles during formation of large wetlands. The species of the subfamily Culicinae are heavily favored in abundance during the full period in the region, particularly the Culex genus. Ma. titillans is resistant to drought period, with good representation in the early collections of drought, while the aquatic vegetation is still abundant, offering place for laying eggs. Environmental dynamics are regulated by the flood pulse, according to which periods of alternating floods and droughts are the main factor governing the ecology of the local fauna and flora, the flooding period contributes to greater richness and diversity of species Culicidae and the dry period to greater evenness at distribution of specimens between species. The floods period in the Pantanal, between the months of November and May, is the period in which greater abundance of mosquitoes, the human population that enters the region at this time is subject to greater contact with vector mosquitoes, which can carry diseasecausing agents such as arboviruses, especially the virus that causes West Nile, detected in this study by seropositivity in residents horses and birds.
keywords: Culicidae
Biodiversidade
Vetores de Doenças
Issue Date: 2015
Citation: MELANDRI, Vanessa Cristina Rezende. Biodiversidade e aspectos epidemiológicos de mosquitos (Diptera: Culicidae) vetores de patógenos em áreas do Pantanal Matogrossense, Estado do Mato Grosso, Brasil. 2015. 136 f. Tese (Doutorado em Biodiversidade e Saúde)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2015.
Date of defense: 2015
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBS - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
vanessa_melandri_ioc_dout_2015.pdf11.27 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.