Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/26761
Title: Análise do perfil epidemiológico e laboratorial de pacientes com hepatite B crônica naive e em tratamento antiviral em um hospital de referência de Salvador – Bahia
Other Titles: Analysis of epidemiological and laboratoial profile of patients with chronic hepatitis B naive and treated with antiviral medicine at a referral Hospital in Salvador – Bahia
Authors: Campos, Mauricio de Souza
Schinoni, Maria Isabel
Silva, Luciano Kalabric
Pacheco, Sildecina Rugieri
Santos, Maria Isabel Magalhães Andrade dos
Affilliation: Universidade Federal da Bahia. Salvador, BA, Brasil
Universidade Federal da Bahia. Pós-graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil / Universidade Federal da Bahia. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil / Universidade Federal da Bahia. Hospitalar Universitário Prof. Edgard Santos. Salvador, BA, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz. Salvador, BA, Brasil / Universidade Federal da Bahia. Hospitalar Universitário Prof. Edgard Santos. Salvador, BA, Brasil
Abstract: Introdução: a hepatite B é uma doença provocada pela infecção do vírus da hepatite B (VHB). A infecção pelo HBV pode causar hepatite aguda ou crônica, sendo as duas situações geralmente oligossintomáticas. Fatores comportamentais e genéticos, características demográficas ou concomitância de algumas substâncias tóxicas, aumentam o risco de cirrose e neoplasia primária do fígado, nos portadores crônicos do HBV. O tratamento na hepatite crônica visa reduzir o risco de progressão da doença hepática e de seus desfechos primários, especificamente cirrose, hepatocarcinoma e, conseqüentemente, o óbito Objetivo: descrever as características epidemiológicas, marcadores sorológicos da infecção pelo HBV e marcadores bioquímicos de pacientes com HB crônica tratados e naives em um hospital público de referência na Bahia. Metodologia: estudo descritivo analítico, com amostra de conveniência. Foram analisados soros de 57 indivíduos monoinfectados com diagnóstico de hepatite B crônica e categorizados em grupo 1: pacientes em tratamento antiviral (n=24) e grupo 2: pacientes infectados naive (n=33). Resultados: o número de mulheres infectadas foi maior que o de homens. A terceira e quinta décadas de vida apresentaram maior prevalência de casos, somando 37% do total. O maior percentual de infectados se declararam viúvos(as), proveniente da zona urbana e de etnia parda ou negra. A maioria dos pacientes apresentaram níveis normais de marcadores bioquímicos. Conclusão: a avaliação da resposta terapêutica contra a hepatite B crônica continua sendo um desafio para medicos e pesquisadores e o conhecimento do perfil epidemiológico e dos marcadores bioquímicos são dados relevantes para o acompanhamento da eficácia do tratamento.
Abstract: Introduction: hepatitis B is a disease caused by infection of hepatitis B virus (HBV). HBV infection can cause acute or chronic hepatitis, both situations generally oligosymptomatic. Behavioral and genetic factors, demographic characteristics or coexistence of some toxic substances increas the risk of cirrhosis and primary cancer of the liver in chronic HBV carriers. Treatment of chronic hepatitis aims to reduce the risk of progression of liver disease and its primary endpoints, specifically cirrhosis, hepatocellular carcinoma and consequently death. Aim: to describe the epidemiological characteristics, serological markers of HBV infection and biochemical markers of patients with HB chronic, treated and naïve, in a public referral hospital in Bahia. Methodology: analytical descriptive study with a convenience sample. 57 individuals mono infected with chronic hepatitis B and categorized in group 1 patients on antiviral treatment (n = 24) and group 2 were analyzed: patients infected naive (n = 33). Results: the number of infected women was higher than that of men. The third and fifth decades of life had a higher prevalence of cases, totaling 37%. The highest percentage of infected individuals was declared widowed, from the urban area and black or mixed race. Most patients had normal levels of biochemical markers. Conclusion: the evaluation of therapeutic response against chronic hepatitis B remains a challenge for physicians. Researchers and knowledge of the epidemiological profile and biochemical markers are relevant data for monitoring the effectiveness of treatment.
Keywords: Hepatitis B
Serological markers
Treatment
keywords: Hepatite B
Marcadores sorológicos
Tratamento
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal da Bahia. Instituto de Ciências da Saúde
Citation: CAMPOS, M. S. et al. Análise do perfil epidemiológico e laboratorial de pacientes com hepatite B crônica naive e em tratamento antiviral em um hospital de referência de Salvador – Bahia. Revista de Ciências Médicas e Biológicas, v. 14, n. 3, p. 380-386, set./dez. 2015.
ISSN: 1677-5090
Copyright: open access
Appears in Collections:BA - IGM - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Campos MS Analise do perfil....pdf867.96 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.