Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27352
Title: Parasitoses intestinais e fatores associados no estado do Piauí: uma revisão integrativa
Authors: Bacelar, Polyanna Araújo Alves
Santos, Jéssica Pereira dos
Monteiro, Kerla Joeline Lima
Calegar, Deiviane Aparecida
Nascimento, Elaine Ferreira do
Carvalho-Costa, Filipe Anibal
Affilliation: Universidade Federal do Piauí. Departamento de Parasitologia e Microbiologia. Teresina, PI, Brasil.
Escritório Técnico Regional. Teresina, PI, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Epidemiologia e Sistemática Molecular. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Laboratório de Epidemiologia e Sistemática Molecular. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão. Caxias, MA, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Fundação Oswaldo Cruz. Escritório Regional Fiocruz Piauí. Teresina, PI, Brasil.
Abstract: Objetivo: Fornecer e discutir informações detalhadas sobre os fatores associados, prevalência e distribuição das parasitoses intestinais no estado do Piauí, Brasil. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura na qual foram selecionados estudos científicos sobre parasitoses intestinais, realizados no Piauí, a partir da BVS, PubMed, SciELO e Google Acadêmico. A busca ocorreu no período de 2 e 5 de janeiro de 2018, através da definição dos Descritores em Ciências da Saúde: “Parasitoses”, “Saúde Pública”, “Saneamento Básico”. Dos 1.286 artigos encontrados e após a aplicação dos critérios de inclusão, exclusão e avaliação dos seus conteúdos, 7 foram selecionados. Resultados e Discussão: As populações abrangidas pelas pesquisas foram de indivíduos do sexo masculino e feminino, com faixa etária relativa a crianças com idade de 5 a 14 anos, adolescentes, adultos e idosos com idade igual ou superior a 89 anos. Dentre as faixas etárias que demonstraram alta prevalência de enteroparasitoses no estado, destacam-se as compreendidas entre 0-5 anos; 6-12; 20-49 e 46-59 anos. Os protozoários mais citados foram Entamoeba coli, Endolimax nana, Entamoeba histolytica/díspar e Giardia sp. No grupo dos helmintos, os parasitos mais prevalentes foram Ascaris lumbricoides, ancilostomídeos e Schistosoma mansoni. Quanto aos fatores associados que aumentam o risco de infecções parasitárias foram relatadas as condições higiênico-sanitárias e socioeconômicas. Conclusão: As parasitoses intestinais se apresentaram com variações quanto à região e os fatores associados. Diante a escassez de estudos acerca da temática, no estado, contribuiu-se com a disseminação de informações consolidadas e para um melhor conhecimento do perfil das enteroparasitoses.
keywords: Saúde pública
Doenças negligenciadas
Parasitoses
Issue Date: 2018
Citation: BACELAR, Polyanna Araújo Alves et al. Parasitoses intestinais e fatores associados no estado do Piauí: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 10, n. 4, p. 1802-1809, 2018.
DOI: 10.25248/REAS223_2018
ISSN: 2178-2091
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos
PI - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ve_Polyanna_Bacelar_et_al_2018.pdf211.17 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.