Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27357
Title: Avaliação do perfil metabolômico da esquistossomose mansônica em modelo animal
Other Titles: Using metabolomics to identify biomarkers in animal models of Schistosoma mansoni infection
Advisor: Barbosa, Constança Simões
Members of the board: Araújo, Rosângela Ferreira Frade de
Vasconcelos, Luydson Richardson Silva
Barbosa, Constança Simões
Authors: Loyo, Rodrigo Moraes
Coadvisor: Simoes-Barbosa, Augusto
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: INTRODUÇÃO: A esquistossomose é uma doença negligenciada extremamente relevante para a saúde pública mundial tendo em vista os elevados números de óbitos causados por essa verminose. Há uma emergente área de pesquisa visando biomarcadores que proporcionem uma melhor sensibilidade no diagnóstico. O estudo da metabolômica é uma forte ferramenta utilizada para determinação de marcadores biológicos. OBJETIVO: identificar um padrão de metabólitos para infecção de baixa carga parasitária pelo Schistosoma mansoni. METODOLOGIA: foram utilizados 3 grupos de camundongos, sendo um de alta carga parasitária, baixa carga e negativo. Todos os animais formam submetidos a exame parasitológico para determinação da carga parasitária. Foram coletadas amostras de urina para determinação do perfil metabolômico dos grupos de estudo. A cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa (GC-MS) foi utilizada para determinar a identidade dos metabólitos presentes nas urinas. RESULTADOS: Mais de 230 metabólitos foram detectados, sendo 5 desses (ácido hipúrico, malonato, glicina, alanina e ureia) correlatos com a carga parasitária dos grupos de estudo. O malonato e o ácido hipúrico decaíram à medida que a carga parasitária se elevou, já a alanina, glicina e ureia se elevam quando a carga parasitaria é maior. CONCLUSÃO: Esse estudo possibilitou de forma significante a identificação de metabólitos associados a baixa parasitemia em murinos com esquistossomose.
Abstract: INTRODUCTION: The Schistosomiasis is a neglected disease and very relevant to global public health taking into account the high levels of morbidity caused by this parasite. To improve diagnostic sensitivity over the conventional tests, an emerging area aims diagnostic using biomarkers based on disease-specific metabolites. OBJECTIVE: identify a profile of metabolites for Schistosomiasis when in low parasite load. METHODOLOGY: Three mouse study groups were used: high parasite load, low parasite load and a no-infection group (negative control). All animals underwent stool examination to determine the parasitic load. Urine samples were collected from each of the study groups to determine the metabolic profile. Gas chromatography coupled to mass spectrometry (GC-MS) was used to determine the identity and the relative quantification of the metabolites present in the samples. RESULTS: more them 230 metabolites were listed under the groups, being five of these (Hippuric acid, malonic acid, alanine, glycine and urea) correlated with the parasitological load. While malonic acid and hippuric acid are inversely related to the parasitic load levels of alanine, glycine and urea rise along with the parasitic load. CONCLUSION: This study allowed the identification of metabolites significantly associated with low parasitemia of murine Schistosomiasis.
Keywords: Schistosomiasis
Metabolomics
Biomarkers
keywords: Esquistossomose
Metabolômica
Biomarcadores
DeCS: Esquistossomose/parasitologia
Schistosoma mansoni/metabolismo
Metabolômica/métodos
Biomarcadores/urina
Modelos Biológicos
Fenótipo
Genótipo
Metabolismo/genética
Carga Parasitária/métodos
Muridae/parasitologia
Esquistossomose/diagnóstico
Interações Hospedeiro-Parasita
Urina/parasitologia
Issue Date: 2018
Citation: LOYO, Rodrigo Moraes. Avaliação do Perfil Metabolômico da Esquistossomose Mansônica em Modelo Animal. 2018. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Biociências e Biotecnologia em Saúde) – Instituto Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2018.
Date of defense: 2018-03-27
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães.
Program: Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPBBS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018loyo-rm.pdf3.76 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.