Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27404
Title: Circunferência do pescoço como marcador de risco para a doença cardiovascular em mulheres na pós menopausa
Advisor: Marinheiro, Lizanka Paola Figueiredo
Authors: Silva, Carolina Moura Vieira
Coadvisor: Leão, Leila Sicupira Carneiro de Souzaa
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Saúde da Mulher da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Objetivo: avaliar o desempenho da circunferência do pescoço como um preditor de resistência à insulina em mulheres na pós-menopausa. Materiais e Métodos: estudo transversal onde avaliaram-se 100 mulheres na pós-menopausa, de 40 a 83 anos. Selecionou-se a amostra por conveniência, sendo constituída por mulheres atendidas no Ambulatório de Endocrinologia do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueiras (IFF-FIOCRUZ), Rio de Janeiro, Brasil. Resultados: as variáveis que apresentaram correlação significativa positiva com a circunferência do pescoço foram o peso, índice de massa corpora, Circunferências da cintura, abdômen e quadril, relações cintura-quadril e cintura-estatura, percentual de gordura corporal, Índices de adiposidade corporal e conicidade, Área de Gordura Visceral, pressão arterial sistólica, Glicose, Triglicerídeos, Insulina e HOMA-IR. Somente o HDL demonstrou correlação significativa negativa, o que já era de se esperar. A CP contribuiu significativamente para todos os fatores de risco cardiovascular. Não foi encontrada correlação significativa entre a CP e as variáveis idade, altura, PAD, CT e LDL. Foi construída uma curva ROC para avaliar a performance da CP a fim de identificar a resistência à insulina. Observando os valores definidos para traçar os pontos de corte de acordo com a sensibilidade e a especificidade sugere-se que o valor de 33,5cm com sensibilidade de 81% e especificidade de 33% seja o melhor corte. A circunferência do pescoço pode então ser sugerida como uma medida inovadora, prática, útil e de baixo custo para a avaliação do risco de doenças cardiovasculares relacionado a resistência à insulina, especialmente em mulheres pós menopáusicas.
keywords: Doenças Cardiovasculares
Resistência à Insulina e Antropometria
Issue Date: 2018
Citation: SILVA, Carolina Moura Vieira. Circunferência do pescoço como marcador de risco para a doença cardiovascular em mulheres na pós menopausa. 2018. 87 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Criança e da Mulher)-Instituto Nacional de Saúde da Mulher da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2018.
Date of defense: 2018
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher
Copyright: open access
Appears in Collections:IFF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
carolina_silva_iff_mest_2018.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.