Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27511
Title: Preferência alimentar sanguínea de Lutzomyia whitmani (Diptera, Psychodidae) em área de transmissão de leishmaniose cutânea americana, no Estado do Maranhão, Brasil
Other Titles: Blood feeding preference of Lutzomyia whitmani (Diptera, Psychodidae) in a transmission area for American cutaneous leishmaniasis in the State of Maranhão, Brazil
Authors: Fonteles, Raquel Silva
Vasconcelos, Gabriel Costa e
Azevêdo, Patrícia Castelo Branco
Lopes, Gildevan Nolasco
Moraes, Jorge Luiz Pinto
Lorosa, Elias Seixas
Kuppinger, Oliver
Rebêlo, José Manuel Macário
Affilliation: Universidade Federal do Maranhão. Programa de Pós Graduação em Biodiversidade e Conservação. São Luis, MA, Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Programa de Pós Graduação em Biodiversidade e Conservação. São Luis, MA, Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Programa de Pós Graduação em Biodiversidade e Conservação. São Luis, MA, Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Programa de Pós Graduação em Biodiversidade e Conservação. São Luis, MA, Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Laboratório de Entomologia e Vetores. São Luis, MA, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Departamento de Entomologia. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Departamento de Biologia. São Luis, MA, Brasil.
Universidade Federal do Maranhão. Departamento de Biologia. São Luis, MA, Brasil.
Abstract: O objetivo deste estudo foi determinar as fontes de alimento sanguíneo de fêmeas de Lutzomyia whitmani, espécie de flebotomíneo incriminada no Maranhão como principal vetor da leishmaniose cutânea americana. Para isso, 70 fêmeas desta espécie coletadas no município de Axixá, área com um dos maiores números de casos de leishmaniose cutânea americana em humanos no Maranhão, foram analisadas utilizando a técnica da precipitina. Dos indivíduos analisados, 90% apresentaram reação a algum tipo de antissoro e dentre estes, 73% apresentaram reações do tipo simples com predominância para sangue de galinha (22,2%), roedor (14,3) e humano (12,7%). Nas reações duplas predominaram as combinações galinha/humano (6,3%), galinha/gambá (4,8%), boi/humano e gambá/humano (3,2%). Assim, concluímos que seres humanos, animais domésticos e sinantrópicos constituem fonte alimentar sanguínea para Lutzomyia whitmani podendo desempenhar um papel importante no ciclo de transmissão da leishmaniose cutânea americana explicando os casos da doença em Axixá.
Abstract: The aim of this study was to determine the sources of blood meals for females of Lutzomyia whitmani, a phlebotomine species incriminated as the main vector for American cutaneous leishmaniasis in Maranhão. For this, 70 Lutzomyia whitmani females were collected in the municipality of Axixá, an area with one of the greatest numbers of cases of American cutaneous leishmaniasis in humans in Maranhão. They were analyzed using the precipitin technique. Ninety percent of the specimens showed a reaction to some type of antiserum positive immune reaction, among which 73% presented single reactions, with predominance for chicken blood (22%), rodent blood (14.3%) and human blood (12.7%). Among the double reactions, the predominant combinations were chicken/human (6.3%), chicken/opossum (4.8%), ox/human (3.2%) and opossum/human (3.2%). Thus, we conclude that humans and domestic and synanthropic animals are blood meal sources for Lutzomyia whitmani and may play an important role in the transmission cycle for American cutaneous leishmaniasis, thus explaining the cases of this disease in Axixá.
Keywords: Lutzomyia whitmani
Blood feeding
Precipitin
American cutaneous leishmaniasis
keywords: Lutzomyia whitmani
Alimentação sanguínea
Leishmaniose cutânea americana
Precipitina
Maranhão
Issue Date: 2009
Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Citation: FONTELES, Raquel Silva; et al. Preferência alimentar sanguínea de Lutzomyia whitmani (Diptera, Psychodidae) em área de transmissão de leishmaniose cutânea americana, no Estado do Maranhão, Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v.42, n.6, p.647-650, nov-dez, 2009.
ISSN: 0037-8682
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
elias_lorosa_etal_IOC_2009.pdf160.29 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.