Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/27539
Title: Health in All Policies: Perspectives From the Region of the Americas
Authors: Fortune, Kira
Becerra, Francisco
Buss, Paulo M.
Solar, Orielle
Ribeiro, Patrícia
Keahon, Gabriela E.
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Relações Internacionais em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Department of Family, Health Promotion, and Life Course, Pan American Health Organization/World Health Organization (PAHO/WHO)
Work, Employment, Equity and Health Program, Latin American Social Sciences Institute (FLACSO)
Abstract: Existe um amplo consenso de que a saúde de um indivíduo ou população não é influenciada apenas pelos esforços do setor formal de saúde; pelo contrário, também é definido pelas condições da vida cotidiana, bem como pelos insumos, intencionais ou não, de várias partes interessadas e políticas. O reconhecimento de que os resultados da saúde e a iniqüidade na saúde se estendem para além do setor da saúde em muitos setores sociais e governamentais levou ao surgimento de uma perspectiva abrangente da política conhecida como Saúde em Todas as Políticas (HiAP). Com base nos conceitos e princípios anteriores delineados na Declaração de Alma-Ata (1978) e na Carta de Ottawa para Promoção da Saúde (1986), o HiAP é uma abordagem colaborativa para políticas públicas em todos os setores que sistematicamente leva em conta as implicações das decisões na saúde, busca sinergias e evita impactos nocivos à saúde, a fim de melhorar a saúde da população e a equidade em saúde. A Saúde em Todas as Políticas tornou-se particularmente relevante à luz da adoção da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), pois a consecução dos objetivos da agenda requer coerência política e colaboração entre setores. Dado que os governos locais estão idealmente posicionados para incentivar e galvanizar parcerias entre uma diversidade de partes interessadas locais, a implementação do HiAP no nível local é vista como uma abordagem poderosa para promover a saúde e alcançar os ODS por meio de iniciativas ampliadas. Como não há um modelo único para o desenvolvimento e implementação do HiAP, é fundamental examinar as diferentes experiências entre os países que obtiveram sucesso para identificar as melhores práticas. A Região das Américas avançou muito na abordagem do HiAP e, como tal, muito pode ser aprendido com a análise da implementação no nível do país até o momento. Iniciativas específicas das Américas podem destacar exemplos-chave de ação local para o HiAP e devem ser levadas em consideração para futura implementação. No futuro, será importante considerar abordagens ascendentes que abordem diretamente os determinantes mais amplos da saúde e da equidade em saúde.
Abstract: There is a broad consensus that the health of an individual or population is not influenced solely by the efforts of the formal health sector; rather, it is also defined by the conditions of daily life as well as the inputs, intentional or not, of various stakeholders and policies. The recognition that health outcomes and inequity in health extend beyond the health sector across many social and government sectors has led to the emergence of a comprehensive policy perspective known as Health in All Policies (HiAP). Building on earlier concepts and principles outlined in the Alma-Ata Declaration (1978) and the Ottawa Charter for Health Promotion (1986), HiAP is a collaborative approach to public policies across sectors that systematically takes into account the health implications of decisions, seeks synergies, and avoids harmful health impacts in order to improve population health and health equity. Health in All Policies has become particularly relevant in light of the adoption of the 2030 Agenda for Sustainable Development and the 17 Sustainable Development Goals (SDGs), as achieving the goals of the agenda requires policy coherence and collaboration across sectors. Given that local governments are ideally positioned to encourage and galvanize partnerships between a diversity of local stakeholders, the implementation of HiAP at the local level is seen as a powerful approach to advancing health and achieving the SDGs through scaled-up initiatives. As there is no single model for the development and implementation of HiAP, it is critical to examine the different experiences across countries that have garnered success in order to identify best practices. The Region of the Americas has made much progress in advancing the HiAP approach, and as such much can be learned from analyzing implementation at country level thus far. Specific initiatives of the Americas may highlight key examples of local action for HiAP and should be taken into consideration for future implementation. Moving forward, it will be important to consider bottom up approaches that directly address the wider determinants of health and health equity.
Keywords: Health
Governance
Policy
Social determimants of health
Health in all policies
Equity
Sustainable development
keywords: Saúde
Governança
Políticas
Determinantes sociais de saúde
Políticas em saúde
Equidade
Desenvolvimento sustentável
Issue Date: 2018
Citation: FORTUNE, Kira, BECERRA, Francisco, BUSS, Paulo M., SOLAR, Orielle, RIBEIRO, Patricia, KEAHON, Gabriela E. Health in All Policies: Perspectives From the Region of the Americas. Oxford Research Encyclopedia of Global Public Health, 2018.
Copyright: open access
Appears in Collections:Presidência Fiocruz - CRIS - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
0001.pdf244.3 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.