Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/28518
Title: Resposta à Intradermorreação de Montenegro, tempo de evolução da lesão e a ocorrência de falha terapêutica na forma cutânea da leishmaniose tegumentar americana: um estudo caso-controle
Advisor: Silva, Aline Fagundes da
Pimentel, Maria Inês Fernandes
Authors: Antonio, Liliane de Fátima
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença parasitária que acomete o homem através da picada de um inseto flebotomíneo infectado. No período de 2001 a 2010 foram confirmados 266.526 casos de LTA no Brasil. A intradermorreação de Montenegro (IDRM) é o teste mais utilizado para o diagnóstico rotineiro nos pacientes suspeitos de LTA principalmente pela alta sensibilidade, facilidade de aplicação e baixo custo. Uma questão fundamental é a relação entre o comportamento da IDRM e o prognóstico da LTA pós-tratamento. O presente estudo verificou a associação entre a resposta à IDRM e a ocorrência de falha terapêutica em pacientes com a forma cutânea da LTA, atendidos no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil. Trata-se de um estudo caso-controle retrospectivo, por meio da análise de prontuários de pacientes com a forma cutânea da doença, submetidos à IDRM, tratados com antimoniato de meglumina (Sb5+) por via intramuscular, na dose de 5 mgSb5+/kg/dia, e que apresentaram falha terapêutica, acompanhados entre 1989 e dezembro de 2009, comparando-os com um grupo-controle de pacientes atendidos no mesmo local, com características semelhantes, e que não apresentaram falha terapêutica no seguimento pós-tratamento Pacientes com falha terapêutica apresentaram reações de IDRM menos intensas que os doentes que evoluíram à cura clínica; já pacientes com IDRM mais intensas no momento do diagnóstico foram menos suscetíveis à ocorrência de falha terapêutica. A cada 10 milímetros de incremento na IDRM correspondeu um aumento de 74% na proteção do paciente contra a falha terapêutica. Além disso, a resposta terapêutica em pacientes com forma cutânea da LTA teve aproximadamente cinco vezes mais chance de falhar quando as lesões apresentadas tinham até dois meses de evolução. Portanto, o tratamento precoce, antes do estabelecimento de uma resposta imune celular eficaz, pode contribuir como um fator de falha terapêutica, assim como a maior intensidade de resposta à IDRM pode propiciar melhor resposta ao tratamento com antimonial, na LTA.
Abstract: American tegumentary leishmaniasis (ATL) is a parasitic disease that affects humans through the bite of an infected sandfly. In the period 2001 to 2010 there were 266,526 confirmed cases of ATL in Brazil. The Montenegro skin test (MST) is the most used test for routine diagnosis in patients suspected of ATL, mainly due to its high sensitivity, ease of application and low cost. A key issue is the relation of MST in the prognosis of ATL after treatment. This study examined the association between the response to the MST and the occurrence of therapeutic failure in patients with the cutaneous form of ATL admitted to the Evandro Chagas Clinical Research Institute, Oswaldo Cruz Foundation, Rio de Janeiro, Brazil. This is a casecontrol retrospective study, through the analysis of medical records of patients with cutaneous form of desiase, who underwent MST and were treated with meglumine antimoniate (Sb5+ ) intramuscularly, at a dose of 5 mgSb5+ / kg / day, between 1989 and December 2009, and having had treatment failure We compared them with a control group of patients with similar characteristics, who did not have therapeutic failure in the follow-up. Patients with treatment failure showed less intense MST reactions compared to patients who progressed to clinical cure; in contrast, patients with more intense MST at diagnosis were less susceptible to the occurrence of therapeutic failure. Every 10 mm of increase in MST response corresponded to a 74% na proteção do paciente contra a failure. In addition, patients with cutaneous form of ATL were approximately five times more likely to fail when the lesions had up to two months of evolution at the beginning of the treatment. Therefore, early treatment, before the establishment of an effective cellular immune response, could contribute like a factor to the occurrence of treatment failure, and patients with more intense MST can have better terapeutic evolution with meglumine antimoniate (Sb5+)) in patientes with ATL.
keywords: Leishmaniose Cutânea
Testes Cutâneos
Meglumina
Diagnóstico
DeCS: Falha de Tratamento
Issue Date: 2012
Citation: ANTONIO, Liliane de Fátima. Resposta à Intradermorreação de Montenegro, tempo de evolução da lesão e a ocorrência de falha terapêutica na forma cutânea da leishmaniose tegumentar americana: um estudo caso-controle. 2012. 73 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas)-Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2012.
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
liliane_antonio_ipec_mest_2012.pdf423.9 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.