Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/28521
Title: Avaliação da interação in vitro do fungo oportunista, emergente, Paecilomyces lilacinus, agente causal da hialohifomicose, com células apresentadoras de antígenos humanas (macrófagos e células dendríticas)
Advisor: Borba, Cintia Moraes
Santos, Dilvani Oliveira
Authors: Peixoto, Mariana Lima Perazzini
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Paecilomyces lilacinus, um dos agentes causais da hialohifomicose, é um fungo filamentoso, assexuado. Está amplamente distribuído pelo mundo e frequentemente é encontrado como contaminante, proveniente do ar, em espécimes clínicos e em soluções consideradas estéreis. Acomete principalmente pacientes comprometidos imunologicamente, porém pacientes imunocompetentes também podem apresentar manifestações clínicas da doença, sendo esse fungo, atualmente, considerado como um importante patógeno oportunista humano. O presente trabalho teve por objetivo a investigação da interação de conídios de P. lilacinus, proveniente de caso clínico de hialohifomicose humana, com células apresentadoras de antígenos (APCs - macrófagos e células dendríticas). Conídios interagiram com macrófagos e células dendritícas de doadores humanos saudáveis, em diferentes concentrações (conídio/APCs) e tempos de incubação para avaliação qualitativa e quantitativa da interação por microscopia óptica e para estudo do percentual de células expressando moléculas de superfície celular que atuam na resposta imune do hospedeiro. Sobrenadantes provenientes da interação das APCs com os conídios foram coletados para o estudo das citocinas IL1-beta e TNF-alfa Os resultados demonstraram que o fungo foi capaz de infectar de modo semelhante ambas as APCs e que a concentração de 1:1 (conídio/APCs) foi a melhor proporção entre as células para avaliar o processo de fagocitose e as etapas de desenvolvimento do fungo assim como o tempo de 6 horas de interação foi o melhor tempo para a certificação da internalização dos conídios pelas APCs. Após o processo de internalização dos conídios pelas APCs os mesmos começaram a se dilatar, formar tubos germinativos e hifas septadas que se ramificaram formando um micélio que destruiu as células humanas no período de 24 horas de observação. A avaliação quantitativa da fagocitose dos conídios pelas APCs demonstrou que não houve diferenças significativas entre o percentual fagocítico dos macrófagos e células dendríticas de cada doador como também entre os doadores. A interação do fungo com as APCs na presença de L-Name não modificou o processo de desenvolvimento do conídio no interior das células humanas, quando comparado a interação das células sem L-Name. Em relação aos marcadores de superfície celular a presença dos conídios não aumentou o percentual de macrófagos expressando CD14, porém aumentou as células expressando B7.1 e DC-SIGN. As células dendríticas apresentaram um percentual semelhante de células positivas para B7.1,na ausência e presença do fungo, e um aumento significativo do percentual de células DC-SIGN positivas na presença dos conídios Os conídios de P. lilacinus foram capazes de estimular a secreção da citocina IL1-beta pelos macrófagos e células dendríticas e é possível que eles tenham inibido a produção de TNF-alfa pelos macrófagos. Então, os dados aqui apresentados demonstram a capacidade invasiva para APCs e de estimulação de moléculas de superfície importantes na resposta imune do hospedeiro por P. lilacinus, até o momento desconhecida.
Abstract: Paecilomyces lilacinus is an asexual filamentous fungus and etiological agent of hialohyphomycosis. It is widely considered cosmopolitan and frequently detected as airborne contaminant in clinical materials and sterile solutions. It is an emerging opportunistic pathogen among immunocompromised hosts but immuncompetent may present clinical manifestations of the disease. In the present study we investigated the interaction of P. lilacinus conidia from human hialohyphomycosis case with antigenpresenting cells (APC- macrophages and dendritic cells). Conidia interacted with APC from healthy human donators with different conidium:APC ratios and incubation times for qualitative and quantitative interaction evaluation by optical microscopy and to study of cells expressing surface molecules with play role in the host immune response. Supernatants from conidia and APC interaction were collected to detect IL1-\F062 and TNF-\F061 cytokines. The results showed that this fungus was capable to infect both APC and the best conidium:APC ratio was 1:1 to evaluation the process of phagocytosis and the development of the fungus as well as the time of 6 hours of interaction was the best time to make sure that the conidia were internalized in the APCs After the internalization process of the conidia by APC they became swollen and germ tubes were seen forming septate hypha and a mycelium that killed the APC during 24 h incubation period. The quantitative evaluation of the conidia phagocytosis by the APC showed that no significant differences were seen between macrophages and dendritic cells phagocytic percentage of each and among donators. The fungal interaction with APC in the presence of L-Name did not modify the development process of conidia inside APC, when compared with cells without L-Name. In relation to cells expressing surface molecules the presence of conidia did not increase the percentage of CD14 positive macrophages but increased these cells expressing B7.1 and DC-SIGN. The dendritic cells presented similar percentage of B7.1 positive cells in the presence and absence of the fungus and significant increase of DC-SIGN positive cells in the presence of the conidia. The P. lilacinus conidia were capable to stimulate the production of IL1-\F062 cytokine by both macrophages and dendritic cells and it is possible that the conidia have inhibited the TNF-\F061 production by macrophages. Thus, the obtained data demonstrate the invasive capacity to PAC and of surface molecules stimulation important in the host immune response by P. lilacinus, unknown until now.
keywords: Paecilomyces
Micoses
Citocinas
DeCS: Hialoifomicose
Células apresentadoras de Antígenos
Issue Date: 2012
Citation: PEIXOTO, Mariana Lima Perazzini. Avaliação da interação in vitro do fungo oportunista, emergente, Paecilomyces lilacinus, agente causal da hialohifomicose, com células apresentadoras de antígenos humanas (macrófagos e células dendríticas). 2012. 125 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas)-Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2012.
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
mariana_peixoto_ipec_mest_2012.pdf2.47 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.