Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/28694
Title: Prevalência da toxoplasmose ocular presumida em uma população rural, no bairro de Santa Rita de Cássia, Município de Barra Mansa, RJ
Advisor: Amendoeira, Maria Regina Reis
Benchimol, Eliezer Israel
Authors: Aleixo, Ana Luisa Quintella do Couto
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O T. gondii é o agente etiológico mais freqüente das uveítes posteriores no Brasil e no mundo, entretanto, os estudos sobre a prevalência da toxoplasmose ocular na população geral são escasssos. Nenhum trabalho neste sentido foi encontrado na literatura no que concerne à região sul do Estado do Rio de Janeiro. Com o objetivo de determinar a prevalência de formas oculares da toxoplasmose no bairro de Santa Rita de Cássia, Barra Mansa \2013 RJ foi realizado um estudo seccional em 1071 indivíduos de uma população estimada em 1300 habitantes. Todos responderam a um questionário epidemiológico, foram submetidos a testes sorológicos específicos para dosagem de IgG e IgM anti-Toxoplasma, e também a exame físico e oftalmológico na busca de evidências da infecção pelo T.gondii. O diagnóstico de toxoplasmose ocular presumida foi feito baseado em critérios clínicos (aspecto da lesão retinocoroidiana à oftalmoscopia indireta sob midríase) e sorológicos; e as lesões foram classificadas em três tipos morfológicos (tipo 1-Limites bem marcados com halo de hiperpigmentação e área de atrofia coriorretiniana central, tipo 2 \2013 Lesões com halo hipopingmentado e área central hiperpigmentada e tipo 3 \2013 Lesões hiperpigmentadas ou hipopigmentadas compatíveis com hiperplasia ou atrofia do epitélio pigmentar retiniano). A soroprevalência de IgG anti-Toxoplasma foi de 65,92% e nenhum caso apresentou IgM reagente. Foram encontrados 41 pacientes com lesões compatíveis com toxoplasmose ocular presumida na fase cicatrical, o que corresponde a uma prevalência de 3,83% na população geral e de 5,81% entre os soropositivos. Entre estes pacientes foi encontrada uma predominância de indivíduos do sexo feminino (68,29%), com lesões do tipo 1(41,46%), periféricas (58,54%) e menores que 3 diâmetros de disco (87,80%) Embora tenha sido encontrada uma alta prevalência de casos de retinocoroidite toxoplásmica presumida em Santa Rita de Cássia \2013 Barra Mansa, RJ, nenhuma lesão apresentava-se em atividade. Estes dados sugerem que não havia surto dessa infecção em novembro de 2004 na região estudada
Abstract: T. gondii is the most frequent etiologic agent of posterior uveitis in Brazil and around the world. Nevertheless, studies about the prevalence of ocular toxoplasmosis in the general population are rare. No such study covering the southern region of Rio de Janeiro state has been found in the literature. Therefore, in order to determine the prevalence of ocular forms of toxoplasmosis in the neighborhood of Santa Rita de Cassia in the town of Barra Mansa, RJ, a crosssectional study of 1071 individuals in a population of, approximately, 1300 was performed. Everyone answered an epidemiological questionnaire, was submitted to specific serological tests to determine levels of IgG and IgM anti-Toxoplasma and to physical and ophthalmologic exams in search of evidence of infection by T.gondii. The diagnosis of presumed ocular toxoplasmosis was made based in serological and clinical criteria (retinochoroidal lesions seen by indirect ophthalmoscopy under midriasis) The lesions were classified according to their morphological aspect in: type 1 \2013 sharply demarcated hypopigmented lesion surrounded by a hyperpigmented ring, type 2 \2013 hyperpigmented lesion with hypopigmented ring and type 3 \2013 hyperpigmented or hypopigmented lesions. The seroprevalence of IgG anti-Toxoplasma was 65.92% and there was no case of reacting IgM. There were 41 patients with lesions compatible with presumed ocular toxoplasmosis in the cicatricial phase, which corresponds to a 3.83% prevalence rate in the general population and 5.81% among seropositive individuals. Most of these patients were female (68.29%), had type-1 (41.46%), peripheral (58.54%) and smaller than 3 disk diameters lesions (87.80%). Although the high prevalence of presumed toxoplasmosis retinochoroiditis in Santa Rita de Cássia \2013 Barra Mansa, RJ, no active lesions were found. Based on the data, no infection outbreak was found in November 2004 in the region
keywords: Toxoplasmose Ocular
Prevalência
DeCS: Uveíte
Issue Date: 2006
Citation: ALEIXO, Ana Luisa Quintella do Couto. Prevalência da toxoplasmose ocular presumida em uma população rural, no bairro de Santa Rita de Cássia, Município de Barra Mansa, RJ. 2006. 69f. Dissertação (Mestrado em pesquisa clínica em doenças infecciosas)-Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2006.
Date of defense: 2006
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: restricted access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ana_aleixo_ipec_mest_2006.pdf932.39 kBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.