Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/28818
Title: Vigilância das mães menores de 15 anos notificadas pelo SINASC de um hospital público em Recife - PE
Other Titles: Surveillance of mothers younger than 15 years notified by SINASC in Recife
Advisor: Silva, Maria Carmelita Maia e
Members of the board: Silva, Maria Carmelita Maia e
Lyra, Tereza Maciel
Authors: Santos, Fabiana de Paiva
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: A população brasileira vem enfrentando alterações significativas em seu padrão demográfico e epidemiológico onde observamos nas últimas décadas a queda da fecundidade. Porém, entre as meninas brasileiras de até 15 anos, a tendência é oposta. Em 2004, eram 8,6 nascidos vivos por grupo de mil. Cinco anos mais tarde, a taxa verificada foi de 9,6 por mil (UNICEF, 2011). A gravidez na adolescência é considerada um problema de saúde pública necessitando de vigilância em saúde. Estudos mostram que acarreta um aumento na evasão escolar, aborto, parto prematuro, riscos obstétricos, com repercussões maiores na faixa etária de 10 a 14 anos devido a fatores biológicos, psicológicos e sociais. Dentre as ações de vigilância em saúde encontra-se o monitoramento da situação de saúde que precisa de sistemas permanentes e contínuos de acompanhamentos, com a finalidade de desencadear estratégias propícias para reduzir e eliminar riscos. Entretanto é necessário sistemas de informações que forneçam indicadores mostrando as tendências e as principais características do perfil epidemiológico da população. É nesse contexto que o presente estudo tem como objetivo propor um trabalho inovador através do núcleo de vigilância epidemiológica de um hospital de referência para gravidez de risco em Recife-PE: Implantando a vigilância de mães menores de 15 anos, usando como norteador o Sistema de Informação de Nascidos Vivos (SINASC) por ser um sistema capaz de fornecer dados fidedignos e oportunos sobre as características do perfil epidemiológico da saúde materno-infantil. Foi realizado um estudo avaliativo dos nascidos vivos de mães menores de 15 anos com base nas informações contidas no SINASC do hospital em estudo no período entre 2007 a 2011. Observou-se um aumento na proporção de filhos nascidos vivos de mães entre 10 a 14 anos no ano de 2011, passando de 37(1,43 por cento) em 2010 para 57(1,67 por cento) em 2011.
Abstract: The Brazilian population has been facing significant changes in their demographic and epidemiological pattern which we observed in recent decades the fertility decline. But among Brazilian girls up to 15 years, the trend is opposite. In 2004, there were 8.6 live births per group of one thousand. Five years later, the rate was 9.6 per thousand (UNICEF, 2011). Adolescent pregnancy is considered a public health problem requiring health surveillance. Studies show that leads to an increase in truancy, miscarriage, premature birth, obstetric risks, with major repercussions in the age group 10-14 years due to biological, psychological and social. Among the actions of health surveillance is monitoring the health situation in need of permanent systems and continuous monitoring, in order to trigger favorable strategies to reduce and eliminate risks. However you need information systems that provide indicators showing trends and key features of the epidemiological profile of the population. In this context, this study aims to propose an innovative work through the core of epidemiological surveillance of a referral hospital for high-risk pregnancy in Recife: Deploying the surveillance of mothers younger than 15 years, using as a guide System Information (SINASC) by a system capable of providing timely and reliable data on the characteristics of the epidemiology of maternal and child health. We conducted an evaluation study of live births to mothers under 15 years based on the information contained in SINASC of the study hospital during the period from 2007 to 2011. There was an increase in the proportion of live births to mothers 10 to 14 years in 2011 from 37 (1.43%) in 2010 to 57 (1.67%) in 2011. The vast majority are single, have less than seven years of study, made less than seven prenatal consultations, 50% had cesarean sections, plus 50% are housewives, 28% had preterm deliveries, 40% were residents of the municipality Reef and an average of 2.4% with previous live births. Is necessary to create multidisciplinary and intersectoral strategies aiming to better the quality of life of these adolescents, allowing protection and support to the girl-mother, encouragement to continue studying and to be able to secure a better future for you and your child as well as preventing a new pregnancy.
Keywords: Live birth
Adolescence
Health surveillance
keywords: Nascidos Vivos
Vigilância em saúde
Adolescência
DeCS: Nascimento Vivo
Gravidez na Adolescência
Vigilância da População
Taxa de Fecundidade
Saúde Materno-Infantil
Issue Date: 2011
Citation: SANTOS, Fabiana de Paiva. Vigilância das mães menores de 15 anos notificadas pelo SINASC de um hospital público em Recife - PE. 2011. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em gestão de sistemas e serviços de saúde) - Instituto Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2011.
Date of defense: 2011
Place of defense: Recife/PE
Department: Departamento de Saúde Coletiva
Defense institution: Instituto Aggeu Magalhães
Program: Especialização em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
191.pdf270.49 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.