Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/29389
Title: Estudo de pacientes infectados pelo HIV com idade igual ou superior a 60 anos atendidos no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle de 1992 a 2006
Advisor: Barros, Mônica Bastos Lima
Members of the board: Grinsztejn, Beatriz
Schubach, Armando de Oliveira
Ferry, Fernando Raphael de Almeida
Eyer, Walter de Araujo
Authors: Azevedo, Marcelo Costa Velho Mendes de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A proporção de pacientes idosos infectados pelo HIV vem aumentando. De janeiro de 1992 a dezembro 2006, foram atendidos no Serviço de Imunologia do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle 60 pacientes com diagnóstico da infecção pelo HIV com idade igual ou superior a 60 anos. Foi realizado um estudo descritivo, com coleta de dados em prontuários médicos, com o objetivo de conhecer o perfil clínico e variáveis sócio-demográficas desta população. Foram conhecidas as distribuições dos pacientes por sexo, idade, ano, estado civil, escolaridade, tipo de exposição, classificação da infecção pelo HIV (CDC), tipo de acompanhamento, uso de anti-retrovirais e por doenças associadas. Do total de pacientes estudados, 37 (62%) eram do sexo masculino e 23 (38%) do sexo feminino, sendo a média de idade 64,6 anos. O único tipo de exposição foi a sexual, distribuída em 38% mulheres heterossexuais, 22% homens heterossexuais, 13% homens homossexuais, e 15% homens bissexuais. A candidíase oral, a perda ponderal maior que 10% ou caquexia, a anemia, a diarréia por mais de 1 mês, o herpes zoster, a pneumocistose, a tuberculose pulmonar e a pneumonia bacteriana foram as infecções oportunistas, sinais, ou sintomas mais prevalentes. Comorbidades mais frequentes foram hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e dislipedimias. O intervalo de tempo entre o diagnóstico de HIV e o de aids não foi menor nos idosos, com aumento não significativo da média de linfócitos TCD4+ e redução significativa da carga viral com o tratamento. A escassez de dados nesta população aponta para a importância de estudos que visem o conhecimento e adoção de medidas terapêuticas e preventivas específicas
Abstract: The proportion of older individuals infected with the immunodeficiency virus (Abbas, Lichtman et al.) is rising. From january 1992 to december 2006, 60 patients more than 60 years old at the time of diagnosis of HIV infection had been attended at Immunology Service of Gaffrée and Guinle University Hospital. A descriptive study was performed, with collection data in medical charts, with the objective to know the clinical and demographic of this casuistry. The distributions of the patients by sex, age, year of diagnosis, marital status, education level, exposure to HIV, CDC classification and use of anti-retrovirals were collected. Of the total of studied patients, 37 (62%) were male and 23 (38%) were female with average age 64,6 years. The only type of exposition was the sexual one, distributed in 38% heterosexuals women, 22% heterosexuals men, 13% men who have sex with men, and 15% bissexuals men Oral candidiasis, weigh loss more than 10% or caquexia, anemia, diahrrea for more than 1 month, herpes zoster, Pneumocytis jirovecii pneumonia, pulmonary tuberculosis and bacterial pneumonia had been the opportunistic infections, signs or symptoms more prevalent. Co-morbidities more frequent were arterial hypertension, diabetes and dislipidemy. The time length between HIV diagnosis and AIDS was not lesser in the aged patients. There was no significant increase in CD4 cells count but significant reduction of the viral load after the treatment. The scarcity of data in this population points to the importance of studies that aim the knowledge and adoption of specific therapeutical and preventive measures
keywords: HIV
Idoso
Epidemiologia
Issue Date: 2007
Citation: AZEVEDO, Marcelo Costa Velho Mendes de. Estudo de pacientes infectados pelo HIV com idade igual ou superior a 60 anos atendidos no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle de 1992 a 2006. 2007. 108 p.tab., graf.30 cm. Dissertação (Mestrado em pesquisa clínica em doenças infecciosas)-Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2007.
Date of defense: 2007
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Copyright: restricted access
Appears in Collections:INI - PCDI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
marcelo_azevedo_ipec_mest_2007.pdf4.42 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.