Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/30244
Title: Taxonomia e Sistemática Filogenética de Nematódeos gastrointestinais de Mesomys hispidus (Rodentia: Echimyidae) da Amazônia brasileira no estado do Acre
Advisor: Maldonado Junior, Arnaldo
Members of the board: Santos, Cláudia Portes dos
Pinto, Pedro Cordeiro Estrela de Andrade
Cohen, Simone Chinicz
Torres, Eduardo José Lopes
Iñiguez, Alena Mayo
Authors: Silva, Beatriz Elise de Andrade
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A Floresta Amazônica é considerada um dos 34 \201Chotspots\201D de biodiversidade no mundo, porém é um ambiente muito pouco estudado. Conhecer a diversidade de helmintos parasitos na Amazônia é importante não só para registro de novas espécies, como também para acrescentar dados a biologia do hospedeiro estudado, o Mesomys hispidus, que é um roedor arborícola da família dos Echimyidae, endêmico da Amazônia. Os nematódeos são muito difíceis de serem identificados por ser um grupo muito diverso e por ter uma história evolutiva heterogênea. O estudo de classificação baseado somente em características morfológicas com o passar do tempo, tornou-se insignificante. Com o progresso de técnicas moleculares novos métodos de análise taxonômica foram introduzidos, surgindo assim a Taxonomia Integrativa que utiliza várias técnicas laboratoriais para a identificação dos nematódeos. O objetivo deste trabalho foi descrever nematódeos gastrointestinais de M. hispidus coletados na Amazônia brasileira no estado do Acre. Em seis expedições, realizadas entre os anos de 2014 e 2016, na Amazônia brasileira no estado do Acre em três diferentes áreas, foi possível realizar a coleta do roedor M. hispidus e consequentemente seus helmintos Neste trabalho encontramos cinco espécimes de M. hispidus parasitados com duas espécies de helmintos diferentes. Para identificação taxonômica utilizamos duas técnicas diferentes: microscopia de luz e a microscopia eletrônica de varredura que nos auxiliou na identificação das espécies Helminthoxys freitasi e Boehmiella wilsoni. Após a identificação taxonômica foi feita a identificação molecular das espécies, uma vez que, não havia sido descrita até o momento. Após a identificação foi proposta filogenia para esclarecer as relações desses helmintos. Com base em análises morfológicas e filogenéticas a relação entre o gênero Helminthoxys e o gênero Wellcomia foi confirmado. Para o gênero Boehmiella foi proposta a criação de uma nova família, Boehmiellidae, para aloca-ló, já que através das análises moleculares e morfológicas observamos que este gênero não se enquadrava dentro da família Haemonchidae. Com esse estudo podemos acrescentar novas distribuições geográficas para as duas espécies estudadas, além de descrever o M. hispidus como novo hospedeiro para as duas espécies
Abstract: The Amazon rainforest is considered one of the 34 "hotspots" of biodiversity in the world, but it is a very little studied environment. knowing the diversity of parasitic helminths in the Amazon is important not only for the registration of new species, but also to add data to the biology of the host Mesomys hispidus, which is an arboreal rodent of the Echimyidae family, endemic to the Amazon. Nematodes are very difficult to identify because they are a very diverse group and have a heterogeneous evolutionary history. The classification study based only on morphological characteristics with the passage of time has become inconsiderable. With the progress of molecular techniques new methods of taxonomic analysis were introduced, thus arising the integrative taxonomy that uses several laboratory techniques for the identification of nematodes. The objective of this work was to describe gastrointestinal nematodes of M. hispidus collected in the brazilian Amazon in the state of Acre In six expeditions, carried out between 2014 and 2016, in the brazilian Amazon in the state of Acre in three different areas, it was possible to collect M. hispidus rodent and consequently its helminths. In this work we found five specimens of M. hispidus parasitized with two different helminth species. For taxonomic identification we used two different techniques: optical microscopy and scanning electron microscopy that helped us to identify the species Helminthoxys freitasi and Boehmiella wilsoni. After was made the molecular identification of the species, since so far, had not been described. Posteriorly identification, phylogeny was proposed to clarify the relationships of these helminths. Based on morphological and phylogenetic analyzes, the relationship between the genus Helminthoxys and the genus Wellcomia was confirmed. For the genus Boehmiella it was proposed the creation of a new family, Boehmiellidae, for allo-ló, since through the molecular and morphological analyzes we observed that this genus did not fit within the family Haemonchidae. With this study we can add new geographic distributions for the two species studied, in addition to describing M. hispidus as a new host for both species
keywords: Roedores
Nematoides
Parasitologia
DeCS: Roedores
Nematoides
Issue Date: 2018
Citation: SILVA, Beatriz Elise de Andrade. Taxonomia e Sistemática Filogenética de Nematódeos gastrointestinais de Mesomys hispidus (Rodentia: Echimyidae) da Amazônia brasileira no estado do Acre. 2018. 92f. Dissertação (Mestrado em biologia parasitária)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2018.
Date of defense: 2018
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Biologia Parasitária
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Biologia Parasitária
Copyright: restricted access
Appears in Collections:IOC - PGBP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
beatriz_silva_ioc_mest_2018.pdf3.93 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.