Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/30832
Title: Violência, vulnerabilidade e direitos humanos
Other Titles: Violence, vulnerability and human rights
Violencia, vulnerabilidad y derechos humanos
Authors: Neder, Gizlene
Affilliation: Universidade Federal Fluminense. Departamento de História. Laboratório Cidade e Poder. Niterói, RJ, Brasil.
Abstract: Esta nota de conjuntura propõe uma reflexão sobre as políticas de segurança pública, a violência urbana e a questão criminal na atualidade como um efeito de continuidade e permanências culturais de longa duração da Inquisição e da Escravidão. Presentes na sociedade brasileira desde a colonização portuguesa, a inquisitorialidade e o autoritarismo nas relações sociais se apresentam na ordem republicana brasileira, caracterizada como autoritária, oligárquica e excludente. Apresenta os meios de comunicação como promotores da ideia de existência de um ‘caos’ aparentemente inevitável, dando margem a imposição de ações repressivas como ‘única’ saída, e que, as estratégias alternativas possíveis e não autoritárias ainda não possuem força política suficiente para se imporem.
Abstract: This conjuncture note proposes a reflection on the policies of public security, the urban violence and the current criminal issue as an effect of long cultural continuity and permanence of the Inquisition and the Slavery. Being present in Brazilian society since Portuguese colonization, the inquisitoriality and authoritarianism in social relationships are presented in the Brazilian republican order, characterized as authoritarian, oligarchic and excluding. The media is shown as promoters of the idea of a seemingly unavoidable ‘chaos’, emerging the imposition of repressive actions as the ‘only’ exit, and indicating that alternative and non-authoritarian alternative strategies do not yet have sufficient political force to be imposed.
Abstract in spanish: Esta nota de coyuntura propone una reflexión sobre las políticas de seguridad pública, la violencia urbana y el problema criminal en la actualidad como un efecto de continuidad y permanencias culturales de larga duración de la Inquisición y de la Esclavitud. Presentes en la sociedad brasileña desde la colonización portuguesa, la inquisitoriedad y el autoritarismo en las relaciones sociales se presentan en el orden republicano brasileño, caracterizada como autoritaria, oligárquica y excluyente. Presenta los medios de comunicación como promotores de la idea de existencia de un ‘caos’ aparentemente inevitable, dando margen a la imposición de acciones represivas como ‘única’ salida e indica que las estrategias alternativas posibles y no autoritarias aún no poseen fuerza política suficiente para imponerse.
Keywords: Public safety
Inquisition
Fear
Authoritarianism
Social exclusion
Keywords in spanish: Seguridad pública
Inquisición
Miedo
Autoritarismo
Exclusión social
keywords: Segurança pública
Inquisição
Medo
Autoritarismo
Exclusão social
Issue Date: 2018
Citation: NEDER, Gizlene. Violência, vulnerabilidade e direitos humanos. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, p. 1-6, out./dez. 2018.
DOI: 10.29397/reciis.v12i4.1669
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - RECIIS - Volume 12 - Número 4

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
5.pdf213.98 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.