Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/31152
Title: Idosos com doenças oncológicas e bioética de proteção: uma oportunidade para a integração dos cuidados paliativos em cuidados intensivos
Other Titles: Elderly people with oncological diseases and protection bioethics: an opportunity for the integration of palliative care in intensive care
Advisor: Schramm, Fermin Roland
Carvalho, Ricardo Tavares de
Authors: Guimarães, Márcio Niemeyer Martins de Queiroz
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: O crescente envelhecimento mundial é consequente ao aumento da expectativa de vida especialmente nas pessoas de idade mais avançada, tendo expandido o número de idosos com doenças crônicas, em especial doenças oncológicas, com risco de perda da funcionalidade pelos eventos de crise nas trajetórias de doença, e que em algum momento pode necessitar de cuidados que unidades de tratamento intensivo. Muitos tornam-se doentes crônicos críticos, que demandam tratamentos e cuidados especializados, apresentam-se como um desafio à prática médica, pela multidimensionalidade das questões bioéticas implicadas, ressaltando-se o risco da perda de sua autonomia, a vulnerabilidade e a suscetibilidade intrínsecas nestas condições, e a ameaça à dignidade com comprometimento da qualidade de vida decorrente dos efeitos do paradigma biotecnocientífico apoiados pelo binômio biopolítica-biopoder que caracteriza a medicina contemporânea. Nesse cenário, o presente estudo procede de uma investigação ampla descrevendo sobre a evolução da ciência e da biomedicina, caracterizada na técnica dos cuidados intensivos e suas ameaças de obstinação pelas possibilidades terapêuticas contemporâneas, as demandas não atendidas de cuidados paliativos (CP) para as pessoas idosas com doença crônica crítica – a necessidade de proteção em uma perspectiva bioética no fim de vida – e a oportunidade para integração dos cuidados em saúde. A equipe médica tem pouca consciência da importância das questões bioéticas envolvidas, da necessidade de fortalecer seus conceitos e de embasar a reflexão sobre a conflitualidade moral implícita em suas práticas assistenciais aos idosos, especialmente no fim da vida. O curso metodológico inicia-se pela pesquisa qualitativa, teórica-conceitual, promovendo uma reflexão entre fatos biomédicos e referenciais bioéticos, seguido de um estudo observacional de coorte na UTI, caracterizando a demanda por cuidados paliativos, e uma revisão sistemática de literatura sobre cuidados paliativos integrados em cuidados intensivos. Discutimos o exercício da autonomia pelos idosos com câncer na UTI e as questões do paradigma biotecnocientífico e biopolítico da assistência à saúde; a vulnerabilidade e a dignidade como princípios orientadores para a oferta de cuidados paliativos, a demanda por estes e a necessidade de proteção dos idosos com doenças críticas crônicas; assim como a questão da integração precoce dos CP, especialmente nos cuidados na UTI. Concluimos o estudo, propondo uma articulação entre Bioética de Proteção e Cuidados Paliativos, no intuito de ampliação das possibilidades médico-sanitárias em que profissionais bem qualificados possam assistir e orientar idosos e familiares a refletir sobre saúde e doença, autonomia e incapacidade, vulnerabilidade e ‘vulneração’, de acordo com seus valores e preferências para o fim de vida.
Abstract: The increasing global aging is a result of increased life expectancy, especially among the elderly, and has expanded the number of older people with chronic diseases, particularly oncological diseases, who are at risk of loss of functionality due to crisis events in their pathways with diseases, and that at some point may need care in intensive care units. Several become chronically critically ill patients, who demand specialized treatments and care, present themselves as a challenge to medical practice, the multidimensionality of the bioethical issues involved, highlighting the loss of their autonomy, intrinsic vulnerability and susceptibility in these conditions, and the threat to the dignity with compromise of quality of life due to the effects of the biotechnoscientific paradigm supported by the biopolitical-biopower binomial that characterizes contemporary medicine. In this scenario, the present study comes from a broad investigation describing on the evolution of science and biomedicine, characterized in the intensive care technique and its threats of obstinacy by contemporary therapeutic possibilities, the demands not addressed of palliative care (PC) for the elderly with critical chronic illness – the need for protection in a bioethical perspective at the end of life – and an opportunity for the integration of healthcare. The medical team is poorly aware of the importance of the bioethical issues involved, of the need to strengthen their concepts and to support their reflection on the moral conflict implicit in their care practices for the elderly, especially at the end of life. The methodological course begins with qualitative, theoretical-conceptual research, promoting a reflection between biomedical facts and bioethical references, followed by observational cohort research in the ICU, characterizing the demand for palliative care, and a systematic review of literature on integrated palliative care in intensive care. We discuss the exercise of autonomy by the elderly with cancer in the ICU and the issues of the biotechnoscience and biopolitical paradigm of healthcare; vulnerability and dignity as guiding principles for the provision of palliative care, the demand for them and the need of protection of the elderly with chronic critical illness; as the issue of early integration of PC, especially in ICU care. We conclude the study, proposing the articulation between Bioethics of Protection and Palliative Care, in order to expand the medical-sanitary possibilities in which wellqualified professionals can assist and guide elderly and family members to reflect on health and diseases, autonomy and disability, vulnerability and ‘vulnerabilizing’ according to their values and preferences for the end of life.
Keywords: Elderly
Neoplasms
Palliative care
Critical care
Bioethics
keywords: Idosos
Neoplasias
Cuidados paliativos
Cuidados críticos
Bioética
DeCS: Idoso
Neoplasias
Cuidados Paliativos
Bioética
Issue Date: 2018
Citation: GUIMARãES, Márcio Niemeyer Martins de Queiroz. Idosos com doenças oncológicas e bioética de proteção: uma oportunidade para a integração dos cuidados paliativos em cuidados intensivos. 2018. 350 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2018.
Place of defense: Rio de Janeiro
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
marcio_niemeyer_martins_de_queiroz.pdf8.59 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.