Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/31201
Title: Atenção a hipertensos e diabéticos na Estratégia Saúde da Família e o Programa Mais Médicos
Advisor: Fernandes, Tiótrefis Gomes
Members of the board: Gonçalves, Maria Jacirema Ferreira
Scharamm, Joyce Mendes de Andrade
Authors: Souza, Solane Pinto de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisas Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil.
Abstract: A Atenção Básica é porta de entrada preferencial do serviço de saúde no Brasil, e cumpre papel fundamental na oferta de cuidados a população, especialmente aqueles portadores de hipertensão arterial e diabetes, devido estas estarem entre as Doenças Crônicas Não Transmissíveis de maior prevalência e por sua magnitude, e a Atenção Básica é campo prioritário para o controle de ambas. O Programa Mais Médicos traz consigo a expectativa de avanços nos entraves da atenção básica quanto ao déficit de profissionais, uma vez que, a presença deste, possibilita a criação de novas equipes de Estratégia Saúde da Família, reduzindo disparidades entre as regiões quanto a escassez de médicos principalmente e dificuldade de fixação dos mesmos, sendo uma problemática para o acesso aos serviços de saúde. Esta pesquisa identifica qual a situação dos indicadores de cuidado na linha de atenção a hipertensos e diabéticos na Estratégia Saúde da Família no Brasil e mostrar como se comporta esses indicadores nas equipes convencionas e naquelas que aderiram ao Programa Mais Médicos. Estudo ecológico descritivo e exploratório sobre os indicadores de cuidado das ESF no Brasil com enfoque Programa Mais Médicos (equipes convencionais e equipes mais médicos) nos anos 2013 e 2014 a partir de dados secundários do Siab. Foram construídos indicadores que contemplassem a linha de atenção de interesse: proporção de hipertensos e/ou diabéticos cadastrados, proporção de hipertensos e/ou diabéticos acompanhados e média de atendimentos a hipertensos e/ou diabéticos no ano, e a razão para cada morbidade (hipertensão e/ou diabetes) pela proporção de idosos no território segundo as regiões brasileiras, perfil de municípios e tipo de equipe. A proporção de hipertensos e diabéticos cadastrados nas ESF no Brasil foi 12,7% e 3,1% respectivamente, com diferenças entre as regiões Norte 7,3% para hipertensão e 1,8% para diabetes e Sudeste 15,5% para hipertensão e diabetes 4,1%. O perfil de municípios mostrou maiores proporções nas Regiões Metropolitanas e Demais localidades para as duas morbidades; a proporção de acompanhados no Brasil foi de 87,7% para hipertensos e 89,5% para diabetes, maiores proporções foram encontradas na região Norte e Perfil de Pobreza para hipertensão e diabetes. A média de atendimento/ano pelas equipes no Brasil foi 3,3 para hipertensos e 4,7 para diabéticos. A análise por tipo de equipe (convencionais e mais médicos) mostrou pouca diferença quanto ao cuidado a doenças crônicas neste estudo. O estudo encontrou baixa prevalência de hipertensos e diabéticos cadastrados nas ESF no Brasil que podem estar associados a subnotificação de casos pelas equipes ou a diferença diagnóstica entre estudos e daquele praticado na AB. Não houve diferenças consideradas significativas entre as equipes com e sem o profissional mais médicos no Brasil na linha de atenção a hipertensos e diabéticos.
Abstract: Primary Care is the preferential entry door of healthy service in Brazil, and carry out a fundamental role in provision of care to the population, especially those patients with arterial hypertension and diabetes, in fact they are among the non-trasmissible chronic diseases of higher prevalence and your magnitude, and the primary care is a priority field for the control of both. The More Doctors (Mais Médicos) Program brings with it the expectation of advances in the obstacles of the basic attention regarding the deficit of professionals, since, the presence of this, makes possible the creation of new teams of Family Health Strategy, reducing disparities between regions about scarcity of physician especially the difficulty of fixing of them being a problem for acess to health services. This research identifies wich the situation of indicators of care in line of attentio to hypertensive and diabetic patients in The Family Health Strategy of Brazil and show how it behaves these indicators in conventional teams and those who adhere to The More Doctors Program. Descriptive and exploratory ecological study on the indicators of care of Family Health Strategy in Brazil with a focus on More Doctors (Mais Médicos) Program (conventional teams and more medical teams) in 2013 and 2014 years from secondary SIAB data. Indicators were constructed that included attention of interest: proportion of hypertensive and / or diabetic patients enrolled, proportion of hypertensive and / or diabetic patients followed up, and mean number of visits to hypertensive and / or diabetic patients in the year, and ratio for each morbidity by proportion of the elderly in the territory according to the Brazilian regions, the profile of municipalities and the type of team presented in scientific article format. The proportion of hypertensive and diabetic patients enrolled in FHS in Brazil was 12.7% and 3.1%, respectively, with variations between the North regions 7.3% for hypertension and 1.8% for diabetes and Southeast 15.5 % for hypertension and diabetes 4.1%. The profile of municipalities showed greater proportions in the Metropolitan Regions and other localities for the two morbidities; the proportion of followers in Brazil was 87.7% for hypertensives and 89.5% for diabetes, higher proportions were found in the Northern region and the Poverty Profile for hypertension and diabetes. The average number of patients in Brazil was 3.3 for hypertensive patients and 4.7 for diabetics. The analysis by type of team (conventional and more medical) showed little difference regarding the care for chronic diseases in this study. The study found a low prevalence of hypertensive and diabetic patients enrolled in FHS in Brazil, which may be associated with underreporting of cases by teams or the diagnostic difference between studies and that practiced in AB. There were no differences considered significant among the teams with and without the professional more doctors in Brazil in the line of attention to hypertensive and diabetic patients.
Keywords: Primary health care
Hypertension
Diabetes mellitus
More Doctors Program
keywords: Atenção Básica em Saúde
Hipertensão
Diabetes mellitus
Programa Mais Médicos.
Issue Date: 2017
Citation: SOUZA, Solane Pinto de. Atenção a hipertensos e diabéticos na Estratégia Saúde da Família e o Programa Mais Médicos. 2017. 71f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Instituto Leônidas e Maria Deane, Fundação Oswaldo Cruz, Manaus, 2017.
Date of defense: 2017-10-24
Place of defense: Manaus, AM
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Leônidas e Maria Deane
Program: Programa de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia
Copyright: open access
Appears in Collections:AM - ILMD - PPGVIDA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Solane Souza.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.