Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/31671
Title: Equidade em saúde: a mortalidade infantil como indicador das condições de vida. Uma abordagem espacial no estado de Pernambuco
Other Titles: Equity in health: the infanti mortality as indicator of the life conditions. A space abordagem in the state of Pernambuco.
Advisor: Albuquerque, Maria de Fátima Militão de
Melo Filho, Djalma Agripino de
Members of the board: Albuquerque, Maria de Fátima Militão de
Authors: Rodrigues, Cristina Pinheiro
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: A mortalidade infantil representa importante problema de saúde pública, para o estado de Pernambuco, expresso pela persistência de coeficientes elevados se comparadas aos coeficientes médios encontrados para o Brasil, regiões mais desenvolvidas do país e entre países com renda per capita e Produto Interno Bruto (PIB) semelhante aos do Brasil. Estes achados parecem estar correlacionados às condições de vida das populações, sobretudo de grupos populacionais desprivilegiados aos quais faltam ou são providos de forma escassa serviços essenciais. Apesar disto, o problema é reconhecidamente pouco conhecido. O objetivo deste estudo foi descrever a distribuição espacial da mortalidade infantil, entre 1996-1998, segundo Condições de Vida, e considerando as Mesorregiões no Estado de Pernambuco, com base numa estimativa baseada em princípios diferenciados dos até então utilizados. Os coeficientes brutos de mortalidade por causas e faixas etárias foram calculados para cada município para os anos de 1996-1998, pelo software SPSS for Windows versão 8.0 e corrigidos pelo modelo de Szwarcswald et al. Para 8 dos 177 municípios estudados não foi possível obter a estimativa. Em outros casos, apesar de se ter conseguido a estimativa do coeficiente de mortalidade, supõe-se ainda um razoável grau de subregistro. Foram construídos quintis de condições de vida para os 169 municípios do estado de Pernambuco, para os quais foi possível estimar a mortalidade infantil, a partir dos quais foram constituídos conglomerados homogêneos de municípios através de um indicador sintético – o Índice de Condições de Sobrevivência Infantil (ICSI), constituído a partir dos subcomponentes do ICV, hierarquizados segundo sua correlação com a mortalidade infantil estimada (1996-1998): ICV-Educação, ICV-Infância, ICV-Renda e ICV-Habitação. Esses conglomerados foram descritos segundo seus Índices de Condições de Sobrevivência Infantil, proporções da distribuição dos coeficientes de mortalidade infantil estimados acima de 60/1000, entre 40-60/1000, entre 30-40 e abaixo de 30/1000 nascidos vivos, e também para as mesmas faixas de Coeficientes por Mesorregiões do estado. Foram ainda calculadas as razões de taxas entre as proporções de nascimentos “sem pré-natal” e de óbitos “sem assistência médica” para os conglomerados homogêneos de municípios. Os resultados mostraram a existência de correlações entre os níveis de mortalidade infantil e as condições de sobrevivência infantil, aí incluídas as questões de disponibilidade de serviços de saúde.
Abstract: Infant Mortality is an important health problem of public health in the State of Pernambuco, and it is showed by the maintenance of its high rates if compared to the media rates found in Brasil and its more developed Regions, and among countries with per capita income and Crude Internal Produce comparable to the one from Brasil. These data seams to be correlated to the population Life Conditions, mainly to the some population groups that are deprived or are provided with scarcity with essential services. Though, the problem is least known. The objective of this study is to describe the espatial distribution of the Infant Mortality in the State of Pernambuco, for three years period from 1996 to1998, considering the population life conditions , based in different principles to the one’s that have been used before. The crude rates of mortality by causes and age were calculated for each one of the municipalities to the three years period of 1996-1998, using the software SPSS for Windows version 8.0 and corrected by the Szwarcswald et al Model of Estimation . For 8 from the 177 municipalities studied it was not possible to obtain an estimation of the rates. In other cases, though an estimation has been obtained, it is certainly correct to suppose the existence of some degree of subestimation. The 169 municipalities for which it was possible to estimate the infant mortality rate were divided in 5(five) groups, based in their life conditions. These groups were composed by municipalities with homogeneous life conditions based in an sinthetic indicator – the index of the infant survival Conditions, which was constructed using the subcomponents of the ICV, hierarchiezed by their correlation with the infant 9 mortality estimated (1996-1998): ICV-Educação, ICV-Infância, ICV-Renda e ICVHabitação. The groups were then described by their indexes of the infant survival conditions, correlated to the proportion of the distribution of the infant mortality rate estimated above 60/1000, between 40-60/1000, between 30-40 and below de 30/1000 live births, and for the same indexes intervals for the Mesorregions of the State. It was also calculated the ratio between the proportions of live births without any pre-natal and the one’s between the proportions of infant death witout any medical assistance for each one of the five groups. The results showed the existence of correlation between the level of infant mortality of the groups and the infant survival conditions, including the conditions more related to the health services at disposal to the population in need.
keywords: Equidade em Saúde
Mortalidade Infantil
Condições Sociais
DeCS: Equidade em Saúde
Mortalidade Infantil
Condições Sociais
Issue Date: 2001
Citation: RODRIGUES, Cristina Pinheiro. Equidade em saúde: a mortalidade infantil como indicador das condições de vida. Uma abordagem espacial no estado de Pernambuco. 2001. 114 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Saúde Pública) – Instituto Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2001.
Date of defense: 2001-06
Place of defense: Recife/PE
Department: Departamento de Saúde Coletiva
Defense institution: Instituto Aggeu Magalhães
Program: Programa de Pós-graduação em Saúde Pública
Copyright: open access
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2001rodrigues-cp.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.