Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/32714
Title: A regulação do acesso ao parto: avaliando o caso do município do Recife
Other Titles: The regulation of access to childbirth: evaluating the case of the municipality of Recife
Advisor: Gurgel Júnior, Garibaldi Dantas
Members of the board: Gurgel Júnior, Garibaldi Dantas
Albuquerque, Paulette Cavalcanti de
Sousa, Fabiana Oliveira de
Authors: Silva, Edjaneide Maria da
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil.
Abstract: O parto precisa ocorrer em tempo e local oportuno para que se tenha um nascimento saudável. Diante dessa prerrogativa, esta dissertação avalia a regulação do acesso ao parto no município do Recife, verificando os fluxos regulatórios de atendimento a parturiente. Trata-se de uma pesquisa avaliativa do tipo estudo de caso, com abordagem quantitativa e qualitativa; a combinação de métodos e técnicas de investigação foi necessária neste caso pela magnitude e complexidade do tema abordado. Foi necessário a realização do mapeamento da rede de atenção materna-infantil e construção de mapas de fluxos dominante para os estabelecimentos de saúde de referência ao parto, tanto de risco habitual e alto risco do município do Recife. A fim de verificar em profundidade os critérios abordados na pesquisa foram realizadas entrevistas semiestruturadas com puérperas, profissionais de saúde e gestores ligados com o processo de regulação e estruturação da rede de assistência à saúde (Rede Cegonha). Nos resultados encontra-se como ocorreu o fluxo real das usuárias dentro da rede; neste caso foi verificado que estas mulheres não seguem o fluxo estabelecido para as referências, o que ocorre por múltiplas causas, como: a falta de vinculação da gestante ao estabelecimento de saúde onde será realizado o parto, superlotação dos hospitais e maternidades ou desconhecimento sobre o estabelecimento de saúde a que deve se dirigir na hora do parto. Essa fragilidade da rede de atenção à saúde, gera uma peregrinação da gestante no anteparto e dificulta seu acolhimento nos serviços de saúde e condução das boas práticas de atenção ao parto e nascimento. A forma de sistematizar a regulação do acesso ao parto no município do Recife, não tem garantido o acesso equânime as gestantes, existe esta falha no papel protetor do Estado, causando uma desorganização da rede obstétrica que contribui para expor mãe e bebê a situações de vulnerabilidade e sofrimento.
Abstract: Childbirth must take place at the right time and place for a healthy birth. Faced with this prerogative, this dissertation evaluates the regulation of access to childbirth in the city of Recife, verifying the regulatory flows of care to the parturient. It is an evaluative research of the type of case study, with quantitative and qualitative approach; the combination of research methods and techniques was necessary in this case due to the magnitude and complexity of the topic addressed. It was necessary to carry out the mapping of the network of maternal and child care and construction of maps of dominant flows for health facilities of reference to childbirth, both of the usual risk and high risk of the municipality of Recife. In order to verify in depth the criteria addressed in the research, we carried out semi-structured interviews with puerperal women, health professionals and managers linked to the process of regulation and structuring of the health care network (Stork Network). The results show how the actual flow of users within the network occurred; in this case it was verified that these women do not follow the flow established for the references, which occurs for multiple causes, such as: lack of attachment of the pregnant woman to the health center where the delivery will take place, overcrowding of the hospitals and maternities or lack of knowledge about the establishment to be addressed at the time of delivery. This fragility of the health care network generates a pilgrimage of the pregnant woman in the antepartum and makes it difficult to receive them in the health services and conducts the good practices of attention to childbirth and birth. The way to systematize the regulation of access to childbirth in the city of Recife, does not guarantee the equal access to pregnant women, there is this flaw in the protective role of the State, causing a disorganization of the obstetric network that contributes to exposing mothers and babies to situations of vulnerability and suffering.
Keywords: Access to health services
Health Care
Health Assessment
Childbirth
keywords: Acesso aos serviços de saúde
Atenção à Saúde
Avaliação em Saúde
Parto
DeCS: Parto
Acesso aos Serviços de Saúde
Atenção à Saúde
Avaliação em Saúde
Regulação e Fiscalização em Saúde
Sistema Único de Saúde
Avaliação de processos (cuidados de saúde)
Necessidades e demandas de serviços de saúde
Brasil
Issue Date: 2018
Citation: SILVA, Edjaneide Maria da. A regulação de acesso ao parto: avaliando o caso do município do Recife. 2018. 110f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Pública) – Instituto Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz, Recife, 2018.
Date of defense: 2018-03-16
Place of defense: Recife/PE
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Aggeu Magalhães.
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Copyright: restricted access
Appears in Collections:PE - IAM - PPGSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018silva-em.pdf24.4 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.