Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/33287
Title: Neurite silenciosa na hanseníase multibacilar avaliada através da evolução das incapacidades antes, durante e após a poliquimioterapia
Other Titles: Silent neuritis in multibacillary leprosy evaluated through the development of disabilities before, during and after multidrug therapy
Authors: Pimentel, Maria Inês Fernandes
Nery, José Augusto da Costa
Borges, Esther
Rolo, Rosângela
Sarno, Euzenir Nunes
Affilliation: Centro Universitário de Volta Redonda. Escola de Ciências Médicas. Disciplina de Dermatologia. Volta Redonda, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Ambulatório Souza Araújo. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Ambulatório Souza Araújo. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Ambulatório Souza Araújo. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Vice Presidência de Pesquisa. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: FUNDAMENTOS - A neurite silenciosa é definida como deterioração da função nervosa na ausência de dor neural, diferenciando-se da neurite franca, em que ocorre dor no nervo periférico, com ou sem prejuízo da função nervosa. Sua detecção precoce é importante para tentar impedir o estabelecimento de seqüelas decorrentes da hanseníase. OBJETIVOS - Conhecer a freqüência das neurites silenciosas em portadores de formas multibacilares de hanseníase. MÉTODOS - Cento e três pacientes (18,4% BB, 47,6% BL e 34% LL) foram acompanhados durante o período médio de 64,6 meses a partir do momento do diagnóstico, durante e após a poliquimioterapia, por meio da avaliação do grau de incapacidade. RESULTADOS - Foram analisados doentes que tiveram piora do grau de incapacidade no término de tratamento, ou ao fim do seguimento, em relação ao grau manifestado antes do tratamento ou no término do tratamento medicamentoso. Ao todo, pelo menos cinco pacientes (4,9% do total) evoluíram com neurite silenciosa, durante ou após a poliquimioterapia. CONCLUSÃO - Preconiza-se exame neurológico seqüencial cuidadoso dos pacientes multibacilares, de modo a detectar e tratar precocemente a neurite silenciosa.
Abstract: BACKGROUND - Silent neuritis is defined as deterioration of the neural function without neural pain, in contrast to overt neuritis, characterized by pain in the peripheral nerve that may accompany damage to neural function. Its early detection is important to prevent the development of leprosy disabilities. OBJECTIVES - To evaluate the frequency of silent neuritis in multibacillary leprosy patients. METHODS - One hundred and three patients (18.4% BB, 47.6% BL and 34% LL) were followed-up for an average of 64.6 months from diagnosis, during and after multidrug therapy, in relation to physical impairments and according to a disability grade. RESULTS - Patients that presented a worsening of the disability grade by the end of treatment or at the end of follow-up compared to the baseline grade or to the end of treatment, were studied. Altogether we detected five patients (4.9% of the total) that developed silent neuritis, during or after multidrug therapy.
Keywords: Disability evaluation
Leprosy
Neuritis
keywords: Avaliação da deficiência
Hanseníase
Neurite
Issue Date: 2004
Publisher: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Citation: PIMENTEL, Maria Inês Fernandes et al. Neurite silenciosa na hanseníase multibacilar avaliada através da evolução das incapacidades antes, durante e após a poliquimioterapia. Anais Brasileiros de Dermatologia, v. 79, n. 2, p. 169-179, mar./abr. 2004.
DOI: 10.1590/S0365-05962004000200005
ISSN: 0365-0596
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EuznierSarno_EstherBorges_etal_2004.pdf382.58 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.