Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34048
Title: Ponto de vista sobre o que tem para comer
Authors: Jardim, Jomar Gomes
Jardim, Alessandra Q. Bertoso dos Santos
Paixão, José Lima da
Affilliation: Universidade Federal do Sul da Bahia, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências, (IHAC) Centro de Formação em Ciências Agroflorestais
Universidade Federal do Sul da Bahia, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências, (IHAC) Centro de Formação em Ciências Agroflorestais
Universidade Federal do Sul da Bahia, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências, (IHAC) Centro de Formação em Ciências Agroflorestais
Abstract: Este trabalho visa expor de forma simples experiências desenvolvidas por três amigos em realizar oficinas para “comer o que tem” com o intuito de promover e manter acesa a chama do conhecimento tradicional sobre a alimentação à base de vegetais. Em quase três anos foram cinco oficinas e duas palestras sobre o tema para um público de aproximadamente 500 pessoas. Destaca-se que a maioria do público foram de agricultoras e agricultores familiares e foram realizadas em pequenas propriedades com cultivos em sistemas agroflorestais de base orgânica. Ressalta-se que a troca de experiências entre o público tem sido constante e fundamental, onde todos apreendem. Além de ampliar nosso repertório quanto a confecção dos pratos, tem servido de incentivo para levarmos adiante a ideia. Após esse tempo, muitas demandas tem surgido, e já pretendemos formalizar a ideia através de um projeto de extensão buscando atingir um público mais amplo.
Abstract: This work aims to expose in a simple and objective way experiences developed by three friends in carrying out workshops denominate to "eat what they have", in order to promote and keep alive the flame of traditional knowledge about vegetable based food. In approximately three years, sex workshops and two lectures on the subject were held for an audience of approximately 500 people. It is noteworthy that the majority of the public were from women farmers and family farmers and were carried out on small farms with crops in organic-based agroforestry systems. It is emphasized that the exchange of experiences among the public has been constant and fundamental, where everyone apprehends. In addition to expanding our repertoire regarding the preparation of the dishes, it has served as an incentive to carry the idea forward . After that time, many demands have arisen, and we already intend to formalize the idea through an extension project seeking to reach a wider audience.
Keywords: Traditional knowledge
Offices
Food
Agroforestry Systems
Family farmers
Issue Date: 2019
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: JARDIM, Jomar Gomes; JARDIM, Alessandra Q. Bertoso dos Santos; PAIXÃO, José Lima da.Ponto de vista sobre o que tem para comer.Revista Fitos, [S.l.], p. 53-58, jul. 2019.
DOI: 10.17648/2446-4775.2019.755
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 13 - Suplemento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
jomar_gomes_et_all.pdf462.82 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.