Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34064
Title: Luta pela terra e inserção da Agroecologia no assentamento Terra Vista-BA
Authors: Ferreira, Mateus Silva
Affilliation: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano Campus Uruçuca. Uruçuca, BA, Brasil.
Abstract: A desigualdade social no Brasil se iniciou com o processo de colonização e domínios das terras, que mantém a elite brasileira no domínio territorial e político, por meio de dois mecanismos; latifúndio e trabalho escravo, fazendo uma economia voltada aos interesses econômicos, tornando a terra uma mercadoria. O objetivo desta pesquisa consiste em compreender o contexto histórico de formação, planejamento, desenvolvimento e inserção da agroecologia no assentamento Terra Vista, bem como sua importância para a sustentabilidade da economia, das relações sociais, culturais, políticas e ambientais. O trabalho se desenvolveu a partir da percepção da posse, manejo da terra e potencialização das relações humanitárias, com a aplicação do DRP (Diagnóstico Rural Participativo). O processo de luta iniciou-se no ano de 1992 e a conquista em 1994, ano em que os acampados sofreram cinco despejos truculentos, porém puderam desenvolver suas atividades agrícolas. Em 2002, foi proibida a utilização de agrotóxicos, queimadas, desmatamento dentre outros e, ainda, se faz o uso das queimadas controladas, pois as gramíneas densas complicam o preparo inicial do solo. A conquista e a transição agroecológica proporcionaram a recuperação da biodiversidade e as bases de fundamentação das duas escolas, que ainda foram utilizadas na capacitação e formação dos assentados no período de transição.
Abstract: Social inequality in Brazil began with the process of colonization and land domains, which maintains the Brazilian elite in the territorial and political domain, through two mechanisms; latifundia and slave labor, making an economy geared to economic interests, making land a commodity. The objective of this research is to understand the historical context of the formation, planning, development and insertion of Agroecology in the Terra Vista settlement, as well as its importance for the sustainability of the economy, social, cultural, political and environmental relations. The work developed from the perception of ownership, land management and enhancement of humanitarian relations, with the application of DRP (Participatory Rural Diagnosis). The struggle began in 1992 and the conquest in 1994, when the campesinos suffered five gruesome evictions, but were able to develop their agricultural activities. In 2002, the use of pesticides, fires, deforestation among others and the use of controlled fires were prohibited, as dense grasses complicate the initial preparation of the soil. The conquest and the agroecological transition provided the recovery of biodiversity and the foundations of the two schools, which were still used in the training and training of the settlers in the transition period.
Keywords: Agroecology
Settlement
Agrochemicals
Sustainability
Transition
Environmental policies
keywords: Agroecologia
Assentamento
Agrotóxicos
Sustentabilidade
Transição
Políticas ambientais
Issue Date: 2019
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Farmanguinhos. Núcleo de Gestão em Biodiversidade e Saúde.
Citation: FERREIRA, Mateus Silva.Luta pela terra e inserção da Agroecologia no assentamento Terra Vista-BA.Revista Fitos, [S.l.], p. 49-52, jul. 2019.
DOI: 10.17648/2446-4775.2019.773
Copyright: open access
Appears in Collections:Farmanguinhos - Revista Fitos - Volume 13 - Suplemento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
mateus_silva.pdf278.74 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.