Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34521
Title: Avaliação da acurácia e confiabilidade de dois analisadores hematológicos automatizados
Advisor: Andrade, Carlos Augusto Ferreira de
Hökerberg, Yara Hahr Marques
Members of the board: Schubach, Armando de Oliveira
Costa, Antonio José Leal
Casemiro, Klecia Marilia Soares de Melo
Vizzoni, Alexandre Gomes
Authors: Lauzin, Débora Danielle Balduino
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Introdução: A contagem diferencial dos leucócitos dos analisadores hematológicos automatizados é mais precisa do que a microscopia óptica devido à contagem de um número maior de células. Porém, em amostras alteradas, a microscopia é padrão de referência. A análise da distensão sanguínea vem sendo substituída pelos resultados automatizados, restringindo a revisão da lâmina apenas para amostras com alarmes (flags) emitidos pelos equipamentos e por critérios estabelecidos pelo laboratório. Com o uso dos analisadores automatizados os laboratórios aumentaram sua capacidade produtiva, uma vez que estes analisadores permitem uma análise mais rápida, precisa, reprodutível e com mais parâmetros do que os métodos manuais. Objetivo: Determinar a confiabilidade e a acurácia dos analisadores hematológicos, utilizados no laboratório do Instituto Nacional de Câncer (INCA), Sysmex XN-3000 e Coulter LH 750 para avaliação quantitativa e qualitativa do hemograma. Métodos: A concordância dos parâmetros quantitativos da série vermelha e branca e plaquetas obtidos pelos dois analisadores foi avaliada por meio de gráficos de Bland-Altman e pelo coeficiente de correlação intraclasse (CCI), também utilizado para avaliar a concordância entre os dois microscopistas. A correlação entre os alarmes dos dois analisadores automatizados e a microscopia foi estimada pelo kappa simples. Para avaliar a acurácia dos flags morfológicos, foram calculadas as sensibilidades, especificidades, eficiências (acurácia total), valores preditivos e razões de verossimilhança Resultados: Os analisadores tiveram alta concordância entre eles de forma geral (CCI >0,90), exceto concentração de hemoglobina corpuscular media (0,72), monócitos (0,89), basófilos (0,03) e eritroblastos (0,65). O analisador Sysmex XN-3000 apresentou melhor correlação com a microscopia para eritroblastos (0,89) e basófilos (0,32). Em relação aos flags os analisadores apresentaram uma baixa concordância entre eles, o Sysmex XN apresentou melhores sensibilidades para os alarmes de blastos (81,8), granulócitos imaturos (75,6) e linfócitos atípicos (50,0), e sensibilidadepara bastões de 55,2, semelhante ao Coulter(60,1). Conclusões: Em relação aos parâmetros quantitativos, os analisadores possuem desempenho comparável. O analisador Sysmex XN-3000 é melhor na geração dos alarmes morfológicos e na correlação com a microscopia para basófilos e eritroblastos. Sugerimos o ajuste da sensibilidade do flag de linfócitos atípicos do Sysmex XN-3000 a fim de reduzir a taxa de falsos positivos, e do flag de blastos do Coulter LH 750 para aumentar os verdadeiros positivos. Propusemos critérios para liberação automática direta dos hemogramas no setor de Laboratório de Patologia Clínica do INCA.
Abstract: Introduction: Differential counting of leukocytes from automated haematological analyzers is more accurate than optical microscopy due to the counting of a larger number of cells. However, in altered samples, microscopy is a reference standard. The analysis of the blood distension has been replaced by the automated results, restricting the revision of the slide only to samples with flags emitted by the equipment and by criteria established by the laboratory. With the use of automated analyzers the laboratories have increased their productive capacity, since these analyzers allow a faster, accurate, reproducible and with more parameters analysis than the manual methods.Objective: To determine the reliability and accuracy of hematological analyzers used in the National Cancer Institute (INCA), Sysmex XN-3000 and Coulter LH 750 for quantitative and qualitative evaluation of the hemogram. Methods: The agreement of the quantitative parameters of the red and white series and platelets obtained by the two analyzers was evaluated by means of Bland-Altman plots and by the intraclass correlation coefficient, also used to evaluate the agreement between the two microscopists. The correlation between the alarms of the two automated analyzers and the microscopy was estimated by the simple kappa. To evaluate the accuracy of the morphological flags, sensitivity, specificities, efficiencies (total accuracy), predictive values and likelihood ratios were calculated Results: The analyzers had good agreement among them in general. The Sysmex XN-3000 analyzer presented better correlation with microscopy for erythroblasts and basophils. In relation to the flags the analyzers presented a low agreement among them, the Sysmex XN presented better sensitivities for the alarms of blasts, immature granulocytes and atypical lymphocytes, and Coulter-like sensitivity for bands. Conclusions: Regarding the quantitative parameters, the analyzers have comparable performance. The Sysmex XN-3000 analyzer is better at generating morphological alarms and correlating with microscopy for basophils and erythroblasts. We suggest adjusting the sensitivity of the atypical lymphocyte flag of the Sysmex XN-3000 in order to reduce the rate of false positives and the blasts flag of the Coulter LH 750 to increase the true positives. We proposed criteria for direct automatic release of hemograms in the Laboratory of Clinical Pathology sector of INCA.
keywords: Sysmex XN-3000
Testes Hematológicos
Hemograma
Coulter LH 750
Acurácia
Correlação
Alarmes
DeCS: Contagem de Células Sanguíneas
Confiabilidade dos Dados
Processamento Eletrônico de Dados
Issue Date: 2017
Citation: LAUZIN, Débora Danielle Balduino. Avaliação da acurácia e confiabilidade de dois analisadores hematológicos automatizados. 2017. 67 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica)-Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2017.
Date of defense: 2017
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas.
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica
Copyright: open access
Appears in Collections:INI - MPPC - Dissertações de Mestrado Profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
debora_lauzin_ini_mest_2017.pdf4.19 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.