Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34536
Title: Estudo das infecções por Toxoplasma gondii e parasitos gastrointestinais em cães e gatos domésticos no município do Rio de Janeiro
Advisor: Amendoeira, Maria Regina Reis
Members of the board: Souza, Celeste da Silva Freitas de
Goulart, Patricia Riddell Millar
Labarthe, Norma Vollmer
Barbosa, Alynne da Silva
Silva, Maria Fantinatti Fernandes da
Authors: Arruda, Igor Falco
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As populações urbanas de animais de companhia vêm crescendo nos últimos anos e consequentemente a relação homem-animal torna-se cada vez mais próxima, trazendo consigo benefícios e possíveis malefícios. As zoonoses parasitárias consistem num grave problema de saúde pública onde cães e gatos domésticos configuram como os principais veiculadores destas parasitoses no meio urbano. Uma variedade de protozoários e helmintos gastrointestinais desses animais são capazes de infectar o ser humano acidentalmente. Dentre os parasitos gastrointestinais dos felinos, destaca-se o Toxoplasma gondii, protozoário globalmente distribuído e capaz de infectar aves e mamíferos, incluindo o ser humano. Estes podem contaminar o ambiente por meio de suas fezes contendo oocistos do protozoário. Os cães, além de se infectar por meio do ambiente contaminado, podem carrear mecanicamente oocistos do protozoário por meio da coprofagia. Tendo por base o exposto, o presente estudo teve como objetivo a pesquisa de anticorpos anti- T.gondii e de parasitos gastrointestinais em cães e gatos domésticos atendidos no Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, Rio de Janeiro, bem como os fatores de risco associados à estas infecções. Para tanto, foram incluídos 614 animais (400 cães e 214 gatos) encaminhados para a coleta de sangue no período de agosto de 2017 a novembro de 2018 e que os tutores aceitaram em participar do estudo. Após assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido foram coletadas amostras de sangue e fezes para a realização das técnicas laboratoriais Paralelamente, os tutores responderam um questionário epidemiológico, composto por determinadas variáveis com o objetivo de detectar possíveis fontes de infecção para esses animais. As amostras de fezes de cães e gatos foram submetidas às técnicas de centrífugo-sedimentação em tubo cônico, centrífugo-flutuação em solução de sacarose e coloração de safranina aquecida. Já as amostras de soro de cães e gatos foram destinadas à pesquisa de anticorpos IgG anti- T. gondii por meio da reação de imunofluorescência indireta. Anticorpos contra T. gondii foram detectados em 34,00% dos cães e em 7,01% dos gatos. A frequências de parasitoses gastrointestinais em cães e gatos foram de 11,25% e 24,52%, respectivamente, sendo os ancilostomídeos os parasitos mais frequentes em cães (8,25%) e Dipylidium caninum o mais frequente em gatos (12,50%). Fatores como fornecimento de vísceras, miúdos crus ou malcozidos e água de toneira e manejo sanitário inadequado foram considerados de risco para as infecções por T. gondii e parasitos gastrointestinais. Medidas de prevenção e controle devem ser adotadas visando minimizar o risco de transmissão desses agentes entre animais e consequentemente humanos.
Abstract: Urban populations of companion animals have been growing in recent years, and as a result of man-animal relationship becomes even closer, bringing with it benefits and possible prejudice. The parasitic zoonoses consist of a serious public health problem where domestic dogs and cats constitute the main sources of these parasitoses in the urban environment. A variety of gastrointestinal protozoa and helminths of these animals are able to infect humans accidentally. Among the gastrointestinal parasites of felines, Toxoplasma gondii, a globally distributed protozoan capable of infecting birds and mammals, including human beings. Cats can contaminate the environment through their feces containing protozoan oocysts. Dogs, in addition to infecting themselves through the contaminated environment, can mechanically carry oocysts of the protozoan through coprophagy. The present study aimed to investigate anti-T. gondii antibodies and gastrointestinal parasites in domestic dogs and cats treated at the Municipal Institute of Veterinary Medicine Jorge Vaitsman, Rio de Janeiro, as well as the risk factors associated with these infections. For this, 614 animals (400 dogs and 214 cats) were referred for blood collection from August 2017 to November 2018 and the owners accepted to participate in the study. After signing the informed consent, samples of blood and feces were collected to perform the laboratory techniques. At the same time, owners answered an epidemiological questionnaire, composed of certain variables in order to detect possible sources of infection for these animals. Samples of feces from dogs and cats were submitted to centrifugal-sedimentation techniques in conical tube, centrifugal-flotation in sucrose solution and safranin staining. On the other hand, serum samples from dogs and cats were used for the detection of IgG anti-T. gondii antibodies by indirect immunofluorescence test. Antibodies against T. gondii were detected in 34.00% of the dogs and in 7.01% of the cats. The frequencies of gastrointestinal parasites in dogs and cats were 11.25% and 24.52%, respectively, with hookworms being the most frequent parasites in dogs (8.25%) and Dipylidium caninum being the most frequent in cats (12, 50%). Factors as provide raw offal tap water and unappropriated sanitary management was considered as risk for T. gondii and gastrointestinal parasites infections. Prevention and control measures should be taken to minimize the risk of transmission of these agents among animals and humans.
keywords: Toxoplasma gondii
Parasitos gastrointestinais
Instituto Jorge Vaitsman
DeCS: Toxoplasma
Cães
Gatos
Zoonoses
Parasitos
Issue Date: 2019
Citation: ARRUDA, Igor Falco. Estudo das infecções por Toxoplasma gondii e parasitos gastrointestinais em cães e gatos domésticos no município do Rio de Janeiro. 2019. 119 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2019.
Date of defense: 2019
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Medicina Tropical
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical
Copyright: restricted access
Appears in Collections:IOC - PGMT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
igor_arruda_ioc_mest_2019.pdf2.9 MBAdobe PDF    Request a copy



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.