Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34596
Title: Aplicabilidade clínica de um teste imunocromatográfico para o diagnóstico rápido da Hepatite A
Advisor: Rodrigues, Lia Laura Lewis Ximenez de Souza
Almeida, Adilson José de
Authors: Gola, Thelma Flosi
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A hepatite A é a causa mais comum de hepatite viral no mundo. A sua transmissão é fecal-oral e está associada com saneamento precário, sendo comum a ocorrência de surtos intradomiciliares. O diagnóstico laboratorial é realizado principalmente por meio da detecção de anticorpos anti-HAV por métodos sorológicos. Apesar de existirem testes rápidos simples e de baixo custo para detecção destes anticorpos, os mesmos não fazem parte da rotina diagnóstica da hepatite A. Estes testes rápidos poderão ser utilizados em inquéritos epidemiológicos, na identificação de pacientes assintomáticos, como instrumento em interrupção de surtos para identificar casos que necessitem de vacinação e no auxílio ao diagnóstico diferencial de quadro ictérico agudo. Neste estudo, foi avaliada a aplicabilidade clínica de um ensaio imunocromatográfico (teste rápido) para o diagnóstico da hepatite A em 238 pacientes com quadro agudo de hepatite e seus contactantes durante o acompanhamento no ambulatório de hepatites virais do IOC/FIOCRUZ Este estudo foi realizado com dados secundários dos pacientes com diagnóstico confirmado de hepatite A atendidos no Ambulatório de Hepatites Virais do IOC/FIOCRUZ. As informações foram coletadas de prontuários médicos no período de janeiro de 2012 a dezembro de 2012. Os dados analisados são relacionados aos aspectos demográficos, epidemiológicos, clínicos e laboratoriais. O teste rápido apresentou sensibilidade de 90,4% e especificidade de 96,8% para a detecção do anti-HAV IgM e sensibilidade de 79,2% e especificidade de 94,2% para a detecção do anti-HAV IgG. Após a análise dos resultados, concluímos que, no grupo estudado, a colúria foi a principal manifestação clínica observada, seguida de icterícia e hipocolia fecal; a acurácia do teste rápido mostrou que o método tem elevada sensibilidade e especificidade para detecção de anti-HAV IgM podendo ser utilizado com teste inicial de triagem e que o melhor período para a utilização do teste rápido como triagem de quadro suspeito de hepatite A é entre o 8a e o 15o dia após o início da icterícia.
Abstract: Hepatitis A virus infection is the most common cause of viral hepatitis in the world. It is transmitted mainly through the fecal-oral route and is therefore associated with poor sanitary conditions, where household outbreaks are frequently reported. The laboratory diagnosis is given, mainly by the detection of anti-HAV antibodies by serological methods. There are several rapid and low cost simple tests for antibody detection, however they are not regularly included in laboratory routines for hepatitis A diagnosis. These rapid tests can be used to assist epidemiological investigations by quickly identifying asymptomatic patients along with susceptible cases that need vaccination to interrupt outbreaks, and in the differential diagnosis of acute hepatitis. In this study we evaluated the clinical applicability of a rapid test (SD BIOLINE® HAV IgM :Standard Diagnostics, South Korea) for the diagnosis of hepatitis A among patients with acute HAV infection and their household contacts For the purposes of this study, secondary data were obtained from medical records from patients registered at the Viral Hepatitis Ambulatory from the Oswaldo Cruz Institute/Fiocruz/Rio de Janeiro, Brazil, between January and December 2012, that had been screened by the anti-HAV IgM rapid test and additionally by a chemioluminescent microparticle immunoassay(CMIA), Architect® anti-HAV IgM /Abbott. A total of 485 samples were tested by both techniques of which 238 patients had confirmed HAV infection. The rapid test, when compared to the golden standard, CMIA, presented a sensitivity of 90,4% and specificity of 96,8% for the detection of anti-HAV IgM. Among the 238 subjects with acute HAV infection, the accuracy of the rapid test showed the highest sensitivity between the 8° and 15° day after the onset of jaundice for the detection of anti-HAV IgM. These findings suggest that initial screening by SD BIOLINE® HAV IgM during the first week of jaundice may require further testing due to lower sensitivity.
keywords: Hepatite A
Imunocromatografia
Diagnóstico
DeCS: Cromatografia de Afinidade
Issue Date: 2015
Citation: GOLA, Thelma Flosi. Aplicabilidade clínica de um teste imunocromatográfico para o diagnóstico rápido da Hepatite A. 2015. 87 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Tropical)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2015.
Date of defense: 2015
Place of defense: Rio de Janeiro/RJ
Department: Pós-Graduação em Medicina Tropical
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGMT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
thelma_gola_ioc_mest_2015.pdf1.84 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.