Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34797
Title: Aspectos de flebotomíneos (Diptera, Psychodidae) no município de Tocantinópolis, Estado do Tocantins, Brasil
Advisor: Silva, Júlia dos Santos
Authors: Souza, Letícia Cardeal de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: As leishmanioses no Brasil são consideradas doenças emergentes e representam um sério problema de saúde pública. Nos últimos anos, o Estado do Tocantins tem apresentado elevados índices desta doença, tanto na forma tegumentar como a visceral. Entretanto nesta região, ainda são escassas as informações sobre as espécies de flebotomíneos e sua participação nos ciclos de transmissão. O presente estudo teve como objetivo a realização de um levantamento da fauna flebotomínica de Tocantinópolis, município classificado como de transmissão intensa para leishmaniose visceral, segundo os critérios propostos pela Secretária de Vigilância em Saúde. Realizou-se coletas mensais com armadilhas CDC, durante o período de 28 meses, em três estações de monitoramento (EMs), sendo coletados 1.034 flebotomíneos Foram analisadas a abundância das espécies em três áreas do município: a zona rural, urbana e a periurbana e detectadas quatro espécies vetoras de agentes etiológicos leishmanioses. Lutzomyia (Lutzomyia) longipalpis apresentou maior distribuição na zona urbana e periurbana, enquanto Psychodopygus complexus teve maior representação na zona rural. Segundo o índice de abundância (SISA) calculado para a zona rural, urbana e periurbana, as cinco espécies mais abundantes foram: Lu. longipalpis; Sciopemyia sordellii; Psychodopygus complexus; Evandromyia (Barrettomyia) sallesi; Psathyromyia (Psathyromyia) série shannoni. As espécies apontadas como as principais participantes dos ciclos de transmissão de leishmaniose tegumentar e visceral foram Lu. longipalpis e Ny. whitmani, respectivamente. O estudo sugere a participação de Ny. whitmani no ciclo de transmissão de LTA e ainda se reforça o papel de Lu. longipalpis como vetor do agente de LVA no município de Tocantinópolis.
keywords: Psychodidae
Leishmaniose Visceral
Coleta de Dados
Issue Date: 2016
Citation: SOUZA, Letícia Cardeal de. Aspectos de flebotomíneos (Diptera, Psychodidae) no município de Tocantinópolis, Estado do Tocantins, Brasil. 2016. 76 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Entomologia Médica)-Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2016.
Date of defense: 2016
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Instituto Oswaldo Cruz
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Program: Programa de Pós-Graduação em Entomologia Médica
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
leticia_souza_ioc_espec_2016.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.