Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/35457
Title: Spatial spread of malaria and economic frontier expansion in the Brazilian Amazon
Authors: Souza, Patrícia Feitosa
Xavier, Diego Ricardo
Suarez-Mutis, Martha Cecilia
Mota, Jurema Corrêa da
Peiter, Paulo Cesar
Matos, Vanderlei Pascoal de
Magalhães, Mônica de Avelar Figueiredo Mafra
Barcellos, Christovam
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ. Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Laboratório de Informação em Saúde. Laboratório GIS. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: The temporal and spatial evolution of malaria was described for the postfrontier phase of the Brazilian Amazon in 2003-2013. The current ecological study aimed to understand the relationship between spatial population mobility and the distribution of malaria cases. The study identified epidemiologically relevant areas using regional statistical modeling and spatial analyses that considered differential infections and types of work activities. Annual parasite incidence (API) in the region was highest in hotspots along the Amazon River and in the south and west settlement zone of Hiléia, with concentrations in environmental protection areas and açaí and Brazil nut extraction areas. The dispersal force decreased in the Central Amazon due to rapid urbanization and improved socioeconomic conditions for workers in consolidated settlement areas. The study characterized the spatial patterns of disease transmission according to the economic activity and regionalization of geographic areas, confirming that the incidence of infection by work activity and labor flow is linked to extractive activities and agricultural settlements.
Keywords: Spatial spread
Malaria
Brazilian Amazon
Frontier expansion
keywords: Malária
Expansão
Amazônia Brasileira
Fronteira
Propagação espacial
Issue Date: 2019
Publisher: Public Library of Science
Citation: SOUZA, Patrícia Feitosa et al. Spatial spread of malaria and economic frontier expansion in the Brazilian Amazon. Plos One, v. 14, n. 6, p. 1-25, June 2019.
DOI: 10.1371/journal.pone.0217615
ISSN: 1932-6203
Copyright: open access
Appears in Collections:ICICT - Artigos de Periódicos
IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MartaCMutis_PauloCesarPeiter_etal_IOC_2019.pdf3.3 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.