Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/39920
Title: Perfil de saúde bucal de idosos não institucionalizados e sua associaçãocom autoavaliação da saúde bucal
Other Titles: Oral health profile among community-dwelling elderly and its association with self-rated oral health
Authors: Andrade, Fabíola Bof de
Teixeira, Doralice Severo da Cruz
Frazão, Paulo
Duarte, Yeda Aparecida Oliveira
Lebrão, Maria Lúcia
Antunes, José Leopoldo Ferreira
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou. Belo Horizonte, MG, Brasil.
Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Prática de Saúde Pública. São Paulo, SP, Brasil.
Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Prática de Saúde Pública. São Paulo, SP, Brasil.
Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem. São Paulo, SP, Brasil.
Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia. São Paulo, SP, Brasil
Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia. São Paulo, SP, Brasil
Abstract: Introdução: O uso de prótese e a perda dentária em idosos estão associados a impactos significativos na saúde geral e na qualidade de vida. A avaliação contínua do perfil de saúde bucal dessa população é importante para o planejamento das ações e políticas da área. Objetivo: Foram objetivos deste trabalho avaliar a prevalência de perda dentária e uso de próteses entre idosos em diferentes períodos, verificar as características sociodemográficas associadas à dentição funcional (mais de 20 dentes) e avaliar o impacto do uso de prótese e da perda dentária na autoavaliação da saúde bucal. Métodos: A amostra foi composta por pessoas de 60 anos ou mais, participantes do Estudo Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento (SABE). A avaliação da prevalência de perda dental e uso de próteses foi feita a partir da comparação dos dados coletados nos anos de 2000, 2006 e 2010. As análises dos fatores associados à dentição funcional e autoavaliação de saúde bucal foram realizadas com base nos dados coletados no ano de 2010. A comparação do perfil de saúde bucal ao longo dos três períodos foi feita por meio de análises descritivas e comparação de intervalos de confiança. Realizou-se análise de regressão logística múltipla para avaliar os fatores associados à dentição funcional e à autoavaliação da saúde bucal. Resultados: A prevalência de perda dental e uso de próteses se manteve constante ao longo dos três anos analisados. A dentição funcional foi significativamente associada à escolaridade, sexo e cor/gênero. Idosos com necessidade de próteses e bolsa periodontal apresentaram mais chances de autoavaliação ruim. Conclusão: Não houve redução da prevalência de perda dentária e uso de próteses ao longo de dez anos na população estudada. A dentição funcional está associada a desigualdades sociodemográficas. A autoavaliação de saúde bucal está associada à necessidade de próteses.
Abstract: Introduction: The use of dental prosthesis and the tooth loss in elderly people are associated with significant impact on the overall health and quality of life. Continuous assessment of oral health profile in this population is important for planning the actions and policies of the area. Objectives: The aims of this study were to assess the prevalence of tooth loss and use of dental prosthesis among the elderly people in different periods, to evaluate the association between functional dentition (20 teeth or more) and socioeconomic factors, and to evaluate the impact of tooth loss and use of dental prosthesis on self-rated oral health. Methods:The sample consisted of people aged 60 years and older who participated in the Health, Well-Being, and Aging Study (SABE). Data from the years 2000, 2006, and 2010 were used to assess the prevalence of tooth loss and use of dental prosthesis. Analysis of the factors associated with the functional dentition and self-rated oral health was based on the data collected in 2010. Comparison of oral health profile over the 3 years was done through descriptive analysis and comparison of confidence intervals. Multiple logistic regression models were used to assess the factors associated with functional dentition and self-rated oral health. Results:The prevalence of tooth loss and use of dental prosthesis remained constant over the three periods analyzed. Functional dentition was significantly associated with education, sex, and race/gender. Individuals in need of dental prosthesis and with periodontal pocket were more likely to report poor oral health. Conclusion:There was no reduction in the prevalence of tooth loss and in the use of dental prosthesis over 10 years. Functional dentition is associated with socioeconomic inequalities. Self-rated oral health is associated with the need of dental prosthesis.
Keywords: Tooth loss
Oral health
Aging
Epidemiology;
Health inequalities
Health surveys
keywords: Perda de dente
Saúde bucal
Envelhecimento
Epidemiologia
Desigualdades em saúde
Inquéritos epidemiológicos
Issue Date: 2018
Publisher: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Citation: ANDRADE, Fabíola Bof de et al. Perfil de saúde bucal de idosos não institucionalizados e sua associaçãocom autoavaliação da saúde bucal. Rev. bras. epidemiol, v. 21, supl. 2, e180012, 2018.
DOI: 10.1590/1980-549720180012.supl.2
ISSN: 1415-790X
Copyright: open access
Appears in Collections:MG - IRR - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Perfil de saúde bucal de idosos não institucionalizados .pdf5.64 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.