Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4126
Title: Epidemiologia, diagnóstico e caracterização molecular do vírus da hepatite E no Brasil
Advisor: Pinto, Marcelo Alves
Members of the board: Miagostovich, Marize Pereira
Alfieri, Amauri Alcindo
Almeida, Adilson José de
Authors: Santos, Débora Regina Lopes dos
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Vírus da hepatite E (HEV) detectados em amostras de origem animal vêm sendo associados a casos humanos esporádicos de hepatite E aguda em regiões não endêmicas. No Brasil, a alta prevalência de anticorpos anti-HEV em suínos foi demonstrada em granjas comerciais sugerindo a grande disseminação deste vírus em rebanhos suinícolos. A fim de se comprovar a circulação do HEV no país três investigações foram conduzidas a partir de amostras obtidas de suínos, do ambiente, e de humanos. No primeiro estudo, foi realizado o acompanhamento sorológico de 26 animais desde o nascimento até a idade do abate em uma granja comercial e de 47 animais de uma fazenda modelo nos estados do Rio de Janeiro e Mato Grosso, respectivamente. Amostras de fezes foram coletadas de pocilgas de animais de diferentes faixas etárias. Ao fim deste estudo, a maioria dos animais era sororeativa para anti-HEV. Pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR), o genoma parcial do HEV foi detectado e as amostras classificadas no genótipo 3, o mesmo que circula em outras populações suínas tanto de regiões endêmicas quanto não-endêmicas. Posteriormente, para se avaliar a incidência de animais com infecção corrente durante o abate, um estudo foi conduzido em três abatedouros fiscalizados pelo Serviço de Inspeção Estadual do Rio de Janeiro (SIE). Pela técnica de PCR em tempo real, o HEV foi detectado em 9,6% das amostras obtidas de animais.Foram realizadas coletas de efluentes não tratados dos abatedouros estudados e o genoma do HEV foi detectado em três pontos de coleta de um abatedouro. A quantificação média observada foi de 101 a 105 cópias/mL para as amostras animais de bile e de 102 cópias/mL para as amostras ambientais. A detecção do genoma parcial pela técnica de nested RT-PCR foi realizada, para caracterização molecular das amostras. Estas foram classificadas no genótipo 3 subtipo 3b do HEV, agrupando-se com as amostras caracterizadas do estudo anterior sugerindo a circulação endêmica do HEV no Rio de Janeiro. Em um estudo retrospectivo realizado com pacientes agudos de hepatite não A-C atendidos no Grupo de Atendimento para Hepatites Virais do IOC/Fiocruz foi identificado o primeiro caso humano confirmado de hepatite E do Brasil. Esta amostra agrupou-se no genótipo 3 subtipo 3b, também relacionada às amostras obtidas de suínos da granja e dos abatedouros. De acordo as informações epidemiológicas do paciente, o consumo de carne de porco pode ter sido a fonte de infecção. Os estudos apresentados foram os primeiros que constataram a circulação do HEV em suínos, amostras ambientais e em humanos no Brasil.
Abstract: Hepatitis E virus (HEV) detected in samples of animal origin have been associated with sporadic human cases of acute hepatitis E in non-endemic regions. In Brazil, the high prevalence of anti-HEV in pigs on commercial farms has been demonstrated suggesting the wide spread of this virus in herds suinícolos. In order to check the movement of the country HEV three investigations were conducted on samples obtained from pigs, environmental, and human. In the first study, we performed a serological monitoring of 26 animals from birth until the age of slaughter at a commercial farm and 47 animals on a model farm in the states of Rio de Janeiro and Mato Grosso, respectively. Stool samples were collected from pens of animals of different ages. At the end of this study, the majority of animals was sororeativa for anti-HEV. The technique of polymerase chain reaction (PCR), a partial genome of HEV has been detected and classified the samples with genotype 3, which runs the same in other populations of both pork and non-endemic regions endemic. Subsequently, to evaluate the incidence of infected animals during slaughter chain, a study was conducted in three slaughterhouses inspected by the State Inspection Service of Rio de Janeiro (SIE). By PCR in real time, HEV was detected in 9.6% of samples of sampled animais.Foram of untreated effluent from slaughterhouses and studied HEV genome was detected in three sampling points of a slaughterhouse. Quantification was observed mean 101-105 copies / mL for animals samples of bile and 102 copies / mL for environmental samples. The detection of partial genome by the technique of nested RT-PCR was performed for molecular characterization of the samples. These were classified as genotype 3 HEV subtype 3b, grouping with samples characterized in the previous study suggesting the endemic circulation of HEV in Rio de Janeiro. In a retrospective study of patients with acute hepatitis non-AC treated at Care Group for Viral Hepatitis of the IOC / Fiocruz was identified the first confirmed human case of hepatitis E in Brazil. This sample was grouped with genotype 3 subtype 3b, also related to the samples obtained from pigs on the farm and the slaughterhouse. According to epidemiological information of the patient, the consumption of pork may have been the source of infection. The studies presented were the first who observed the circulation of HEV in swine, human and environmental samples in Brazil.
keywords: Gênero cynomolgus
Caracterização molecular
DeCS: Hepatite A
Hepatite E
Vírus da Hepatite E
Macaca fascicularis
Epidemiologia
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real/utilização
Issue Date: 2010
Citation: SANTOS, D. R. L. dos. Epidemiologia, diagnóstico e caracterização molecular do vírus da hepatite E no Brasil. 2010. 62 f. Tese (Doutorado em Biologia Parasitária) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2010.
Date of defense: 2010-04-19
Place of defense: Rio de Janeiro/ RJ
Department: Pós-graduação em Biologia Parasitária
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz
Program: Programa Pós-graduação em Biologia Parasitária
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - PGBP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
debora_santos_ioc_dout_2010.pdf831.96 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.