Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/42010
Title: Sobre um método de concentração de Enterovírus em água de esgoto de hidróxido de alumínio
Authors: Camargo, Iná Ferraz de
Schatzmayr, Hermann Gonçalves
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ,
Abstract: O presente trabalho descreve um estudo experimental em que foi testada a eficiência de um método para concentração de enterovírus em água de esgoto por adsorção ao hidróxido de alumínio. Adicionou-se o gel de A1 (OH)3 (na proporção de 1g para 3,78 litros) à água de esgoto previamente clarificada e com o pH acertado em 5,0. Depois de agitada por 1 hora, a mistura foi filtrada em membrana Millipore tipo AP-20. O hidróxido de alumínio, o qual permaneceu retido na membrana, foi retirado com auxílio de uma espátula e a ele se adicionou meio de Eagle com 10% de soro fetal, sendo o pH acertado em torno de 7,2 - 7,4 para se processar a eluição. A mistura foi centrifugada a 20.000g por 15 minutos, o sedimento desprezado e o sobrenadante inoculado em células da linhagem LLC-MK2 para quantificação viral. Paralelamente, foram também inoculadas em cultura de células as amostras de esgoto brutas, isto é, antes de qualquer procedimento para concentração. O método descrito se mostrou eficiente para concentrar enterovírus em água de esgoto, sendo que tornou possível detectar vírus mesmo de amostras contendo cerca de 1 unidade infecciosa por ml, das quais não se conseguiu isolamento de vírus sem concentração prévia.
Abstract: The efficiency of a method which uses A1 (OH)3 for concentrating enterovirus in sewage water was tested in an experimental study. Gel of aluminium hidroxide (in a proportion of 1g per 3,78 1) was added to the previously clarified sewage water with the pH adjusted to 5,0. After shaking for 1 hour, the mixture was filtered through a Millipore membrane type AP-20. The A1 (OH)3 with the adsorbed virus retained on the membrane was removed by means of a spatula. Eagles's medium with 10% foetal calf serum was used for elution and the pH was adjusted to about 7,2-7,4. The mixture was then centrifuged at 20.000 x g, the pellet discarded and the supernatant was inoculated into cells of the strain LLC-MK2 for viral quantification. In a parallel experiment, samples of crude sewage, that is, without previous concentration treatment, were inoculated into cells. This method was shown to be efficient for concentrating enterovirus in sewage water, allowing its detection in samples containing about 1 infectious unit per m1. Without a previous concentration, the isolation of virus from such diluted samples was not possible.
Keywords: Method
Enterovirus
Sewage wate
Experimental study
keywords: Enterovírus
Água de esgoto
Hidróxido de alumínio
Método para concentração
Issue Date: 1980
Publisher: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz.
Citation: CAMARGO, Iná Ferraz de; SCHATZMAYR, Hermann. Sobre um método de concentração de enterovírus em água de esgoto pelo hidróxido de alumínio. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, v. 75, n. 1-2, p. 111-115, 1980.
DOI: 10.1590/S0074-02761980000100011
ISSN: 0074-0276
Copyright: open access
Appears in Collections:IOC - Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InaCamargo_HermanSchatzmayr_IOC_1980.pdf194.3 kBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.