Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4471
Title: Escolhas reprodutivas de mulheres com HIV/AIDS coorte do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas/FIOCRUZ, 1996-2004
Other Titles: Reproductive choices of women with HIV/AIDS coorte of the Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas/FIOCRUZ, 1996-2004
Advisor: Bastos, Francisco Inácio Pinkusfeld Monteiro
Leite, Iúri da Costa
Authors: Friedman, Ruth Khalili
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A transmissão vertical e a heterossexual do HIV podem ocorrer em conseqüência de uma gestação (e da relação sexual desprotegida que a precede), desejada ou indesejada, entre casais com HIV/AIDS. A disponibilização de intervenções, tais como a terapia anti-retroviral de alta potência (HAART) e a profilaxia da transmissão materno-infantil (protocolo AACTG 076), esta última associada à substituição do aleitamento materno e à realização de cesariana eletiva, com impacto substancial sobre a morbi-mortalidade associada ao HIV e sobre as taxas de transmissão vertical, respectivamente, tornam premente analisar as questões relacionadas à prevenção e às escolhas reprodutivas e contraceptivas nesta população. Esta tese teve como tema central as escolhas reprodutivas das mulheres com HIV/AIDS, em acompanhamento no Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas/FIOCRUZ, no período 1996-2004. (...) Fatores de cunho mais subjetivo/mediato (tempo transcorrido a partir do diagnóstico do HIV, tempo desde a última infecção oportunista, status sorológico para o HIV do parceiro, uso ou não de preservativos nas relações vaginais) se mostraram associados ao desejo de engravidar. Os fatores relacionados às decisões reprodutivas nesta população podem ser de natureza mais ou menos objetiva, tendo sido possível explorar na tese aqueles de mais fácil mensuração. Estudos adicionais, de natureza quali-quantitativa, lançando mão da triangulação de informações de natureza marcadamente subjetiva, devem ser conduzidos e analisados a partir da utilização de diferentes metodologias. Entre as variáveis psicossociais a serem avaliadas, destaca-se o otimismo decorrente do uso da HAART, questão especialmente relevante em contextos de acesso universal à HAART que apresentam significativos aumentos da sobrevida e do bem-estar das mulheres com AIDS, como o brasileiro. (...)
keywords: Infecções por HIV
Mulheres
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Gravidez
Transmissão Vertical de Doença
Comportamento Reprodutivo
Issue Date: 2006
Citation: Rio de Janeiro s.n 2006 xv,159p
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
287.pdf6.93 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.