Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4545
Title: Aspectos relacionados à saúde bucal de crianças e adolescentes com síndrome de Down: um estudo quali-quantitativo
Other Titles: Aspects related to the buccal health of children and adolescents with syndrome of Down: a quali-quantitative study
Advisor: Czeresnia, Dina
Paiva, Saul Martins de
Authors: Oliveira, Ana Cristina Borges de
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: A Síndrome de Down (SD) é considerada uma das anomalias genéticas mais prevalentesna humanidade. Na área odontológica não são muitos os estudos dedicados a SD, sendo insuficientes as informações sobre os níveis do estado de saúde e doença bucal das pessoas acometidas pela anomalia. Nesta tese, classificada como quantitativa-qualitativa, sãoapresentados três artigos científicos que objetivaram identificar as condições de saúde bucal de crianças e adolescentes com SD na faixa etária de 3 a 18 anos, bem como fatores associados às condições comportamentais e sentidos atribuídos pelas mães em relação àsaúde geral e bucal desses filhos. A coleta de dados desta pesquisa foi desenvolvida no ambulatório de genética do Instituto Fernandes Figueira (IFF), no Rio de Janeiro-RJ.Previamente ao estudo principal, após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da FIOCRUZ, foram realizadas as fases de calibração e do estudo piloto. O primeiro artigo identificou a prevalência de maloclusões de origem vertical e/ou transversal em 112crianças/adolescentes com SD. (...) Os resultados demonstraram uma prevalência de 74 por cento demaloclusões nos sindrômicos, sendo a idade, o hábito de roer unha e/ou morder o dedo, a ausência de selamento labial e a ocorrência de infecções das vias aéreas superiores fatoresassociados à prevalência dessas maloclusões. O segundo artigo analisou os fatores relacionados à atenção odontológica recebida por esses 112 indivíduos com SD. Os dadosdestacaram que a maioria deles (79,5 por cento) já tinha ido pelo menos uma vez ao dentista.(...) Aexperiência odontológica recebida foi diretamente relacionada à orientação dada pelos demais profissionais de saúde que assistem esse grupo para que as mães os levassem ao dentista, ressaltando a importância de uma atenção voltada para a integralidade do cuidado. O terceiro artigo objetivou conhecer, a partir de uma abordagem qualitativa, a percepção de 19 mães sobre a saúde geral e bucal do filho com SD. Os resultados revelaram que, paraas entrevistadas, a saúde geral e a saúde bucal abrangem particularidades ligadas principalmente à ausência de doença, a realização das atividades do cotidiano e ao sentimento de bem estar .As mães demonstraram uma tendência a se responsabilizarem pela conquista ou perda da saúde do filho. Os resultados apresentados a partir desta tese evidenciaram uma alta prevalência de maloclusões em crianças/adolescentes com SD e demonstraram a importância da participação das mães e dos profissionais de saúde naprevenção e manutenção da saúde bucal dessa parcela da população.
keywords: Síndrome de Down
Assistência Odontológica para Pessoas Portadoras de Deficiências
Criança
Adolescente
Maloclusão
Issue Date: 2007
Citation: Rio de Janeiro s.n 2007 111p b
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
306.pdf1.39 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.