Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/45662
Title: Cooperação Sul-Sul em Saúde: a experiência do programa ePORTUGUÊSe da OMS
Advisor: Narvai, Paulo Capel
Authors: Ungerer, Regina Lúcia Sarmento
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Relações Internacionais em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Destaca-se a concepção da Rede ePORTUGUÊSe da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2005, como uma plataforma criada para apoiar a colaboração e a troca de informações em saúde entre os oito países de língua portuguesa no mundo, à época. Enfatiza-se a enorme potencialidade desta rede para fortalecer os sistemas nacionais de saúde, capacitar os recursos humanos e, acima de tudo, contribuir para que os países pudessem atingir seus Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM). Objetivo: avaliar o processo de implementação da Rede ePORTUGUÊSe, no contexto da cooperação Sul-Sul em saúde, com foco nos países de língua portuguesa no período de 2005 a 2015. Método: foi um estudo de abordagem qualitativa, através da análise da documentação técnica, científica e administrativa disponível sobre a Rede ePORTUGUÊSe nos repositórios públicos nas diversas instituições envolvidas, em níveis nacionais de cada país e internacional. Realizou-se uma revisão bibliográfica sobre a cooperação Sul-Sul em saúde nos países de língua portuguesa, além de entrevistas semiestruturadas com atores relevantes em cada país. Resultados: a Rede ePORTUGUÊSe ofereceu oportunidades de cooperação entre instituições e profissionais de saúde que se encontravam em diversos países. O programa ajudou a melhorar o acesso e o compartilhamento da informação técnica e científica e foi um exemplo concreto de cooperação Sul-Sul em saúde nos países de língua portuguesa. O reduzido comprometimento dos responsáveis pelas políticas de desenvolvimento de recursos humanos para a saúde, assim como das instituições de formação ou das associações de profissionais dificultaram o crescimento do programa. A escassez de recursos financeiros para a realização de atividades descentralizadas nos países também afetou negativamente o programa. Considerações Finais: este programa foi um exemplo de trabalho em rede baseado no idioma, com foco na saúde. Apesar de ter sido um programa complexo com diversos componentes desenvolvidos e aproveitados em graus diferentes por cada país, o programa foi relevante para diminuir o isolamento profissional e aumentar o acesso e o compartilhamento da informação em saúde em português. Sua baixa disseminação por profissionais de saúde, dificultou o desenvolvimento de estratégias e apropriação da rede ePORTUGUÊSe pelos países.
Abstract: This study highlights the development of the ePORTUGUESe Network of the World Health Organization (WHO), in 2005, as a platform created to support collaboration and sharing of health information among the eight Portuguese-speaking countries in the world at that time. It addressed the enormous potential of this network to reinforce national health systems and to build human resources for health capacity. Above all, helping countries achieve their Millennium Development Goals (MDGs). Objective: To evaluate the implementation process of the ePORTUGUESe Network, in the context of the South-South cooperation in health, focusing on Portuguesespeaking countries from 2005 to 2015. Method: It is a study with a qualitative approach that uses technical, scientific and administrative documentation for the ePORTUGUESe Network available from public repositories in several international or local institutions. In addition to a bibliographic review of South-South cooperation in health in Portuguese-speaking countries, semi-structured interviews were conducted in each country with relevant actors. Results: The ePORTUGUESe Network provided opportunities for cooperation between institutions and health professionals based in different countries. It helped improve access and sharing of technical and scientific knowledge and was a concrete example of South-South cooperation in health in Portuguese-speaking countries. The reduced engagement of those responsible for developing policies for human resources for health, as well as training institutions or professional associations, hampered the growth of the program. The scarcity of financial resources to carry out decentralized activities in countries has also adversely impacted the program. Final Considerations: This program was considered an example of a language-based network, with a focus on health. Although it was a complex program with many components developed and used to varying degrees in each country, it was relevant to reduce professional isolation and to improve access and exchange of health information in Portuguese. However, the lack of dissemination by health professionals, hindered the development of ePORTUGUESe Network strategies and ownership by countries.
Keywords: South-South Health Cooperation
Portuguese-speaking Countries
World Health Organization
Capacity Building for Human Resources for Health
Health Information Network
keywords: Cooperação Sul-Sul em Saúde
Países de Língua Portuguesa
Organização Mundial da Saúde
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Redes de Informação em Saúde
Issue Date: 2020
Bibliography : UNGERER, R LS. Cooperação Sul-Sul em Saúde: a experiência do Programa ePORTUGUÊSe da OMS. 2020. Tese (Doutorado em Saúde Global e Sustentabilidade). Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, SP, 2020.
Place of defense: São Paulo
Department: Faculdade de Saúde Pública
Defense institution: Universidade de São Paulo
Program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Global e Sustentabilidade
Copyright: open access
Appears in Collections:Presidência Fiocruz - CRIS - Teses de Doutorado dos Profissionais
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Regina_Lucia_Sarmento_Ungerer__FINAL_29_09_2020.pdf7.51 MBAdobe PDFView/Open



FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.