Please use this identifier to cite or link to this item: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/4831
Title: Geoprocessamento de indicadores entomológicos na identificação de áreas, imóveis e recipientes (chaves) no controle do Aedes aegypti
Other Titles: Geoprocessamento of indicators entomolology in the identification of areas, property and containers in the control of Aedes aegypti
Advisor: Santos, Reinaldo Souza dos
Authors: Lagrotta, Marcos Thadeu Fernandes
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Abstract: Atualmente o serviço utiliza para vigilância dos vetores da Dengue, dois indicadores, o Índice de Breteau e o Índice de Infestação Predial, ambos baseados na fase larvária. Estes índices, não propiciam dados para uma análise dos criadouros de maior relevância ou estratégicos para o controle, uma vez que, indicam apenas a positividade destes e não sua produtividade. O presente estudo teve como objetivo estudar a distribuição espacial da produtividade dos criadouros de Ae. aegypti e o papel desempenhado por estes na manutenção de sua população em conglomerados urbanos com alta densidade de infestação. Foram analisados espacialmente os índices obtidos no LIRAa/2004 em duas escalas: bairros e quarteirões. Posteriormente, no período de dezembro de 2004 a abril de 2005, foi feita a coleta quinzenal de 100 por cento dos espécimes imaturos de mosquitos nos criadouros dos quarteirões de maior densidade larvária identificados naanálise espacial. A produtividade dos criadouros nos quarteirões foi analisada por meio de Kernel, sendo verificado também, os potenciais de emergência de fêmeas do vetor nestes, segundo suas características e estimada a participação conjunta dos mesmos na produção de espécimes adultos. A analise de Kernel mostrou-se como uma ferramenta eficaz na identificação de conglomeradosurbanos estratégicos para as ações de controle. Criadouros de médio e grande porte mostraram-se mais produtivos que os demais, desempenhando ainda o papel de alimentadores de criadouros secundários situados em sua vizinhança. Criadouros com volume inferior a 50ml não demonstraram capacidade para produzir formas adultas. Os recipientes situados na faixa de 50 a 100ml e com volume superior a 5.000 litros, mostraram-se pouco produtivos não assumindo grande importância para as ações de controle. A metodologia utilizada mostrou-se de fácil incorporação pelo serviço, desde que este, adote o uso dogeoprocessamento e também dos quarteirões enquanto unidades de análise dos indicadores entomológicos obtidos em sua rotina.
keywords: Aedes Aegypti
Controle de Vetores
Dengue
Entomologia
Sistemas de Informação Geográfica
Issue Date: 2006
Citation: Rio de Janeiro s.n 2006 xv,134p
Place of defense: Rio de Janeiro
Department: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
Copyright: open access
Appears in Collections:ENSP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
819.pdf16.18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.